Destaques

Após reunião, governadores publicam carta com pautas prioritárias

Governadores publicaram carta com encaminhamento da reunião Foto: Divulgação Blog da Folha Depoi ...

Caso Beatriz: decretada prisão de funcionário que apagou imagens da câmera de segurança da escola

Familiares e amigos, em protesto nesta quarta (12) na frente do TJPE, aguardava decisão da justiça ...

O Plano de Deus

“Os ensinamentos de Cristo remontam há 2 mil anos. Na época em que Ele viveu não havia agro ...

Outubro Rosa - Instituto Ivete Sangalo Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
RADIO WEB JUAZEIRO
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Lista de Links

Após reunião, governadores publicam carta com pautas prioritárias

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

Governadores publicaram carta com encaminhamento da reunião Foto: Divulgação
Blog da Folha

Depois de se reunirem no II Forum de Governadores, em Brasília, nesta quarta-feira (12), os governadores brasileiros eleitospublicaram uma carta com os encaminhamentos tirado no encontro. No documento, os governadores elencam seis demandas da área de segurança pública para serem atendidas pelo próximo presidente da república.

A reunião teve a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Toffoli, do presidente do Superior Tribunal de Justiça, Ministro João Otávio de Noronha, do ministro de Estado da Segurança Pública, Raul Jungmann, do vice-Presidente da República eleito, General Hamilton Mourão, e do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro.


Confira o documento, na íntegra:

“Carta do II Fórum de Governadores

Os Governadores eleitos do Distrito Federal e de Estados brasileiros, reunidos na 2ª Sessão do Fórum Permanente de Governadores, promovida no dia 12 de dezembro de 2018, na Capital Federal, contando com a presença do Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Toffoli, do Presidente do Superior Tribunal de Justiça, Ministro João Otávio de Noronha, do Ministro de Estado da Segurança Pública, Raul Jungmann, do Vice-Presidente da República eleito, General Hamilton Mourão, e do Ministro da Justiça anunciado, Sérgio Moro, após o debate de temas concernentes à segurança pública, decidem:

1) apoiar o incremento e a distribuição automática dos recursos oriundos do Fundo Penitenciário Nacional e do Fundo Nacional de Segurança Pública, propondo a melhoria da gestão e a criação de projetos-modelo de presídios no País;

2) recomendar o isolamento dos presidiários faccionados em presídios federais, reconhecendo, ainda, a necessária eficiência do sistema judiciário, com respostas rápidas no tocante à situação dos presos provisórios;

3) propor o enrijecimento das políticas de enfrentamento dos delitos de corrupção, violentos e, especialmente, os praticados por organizações criminosas, com a previsão de convênios entre a Polícia Civil e a Polícia Federal;

4) estimular o incremento da inteligência e das ações ostensivas nas fronteiras, fortalecendo os sistemas de tecnologia para a identificação da entrada de drogas e armas no território brasileiro;

5) incentivar a implantação do Banco Nacional de Impressões Digitais, buscando a resolução de crimes, em especial os de homicídio;

6) promover ações e políticas sociais, com iniciativas conjuntas do Governo Federal e dos Governos Estaduais, visando à solução dos problemas concernentes à segurança pública, à geração de empregos e à melhoria do bem-estar da população nacional”





Caso Beatriz: decretada prisão de funcionário que apagou imagens da câmera de segurança da escola

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

image-87320

Familiares e amigos, em protesto nesta quarta (12) na frente do TJPE, aguardava decisão da justiça sobre o decreto da prisão de Alison Henrique, que teria apagado imagens da câmera de segurança da instituição de ensino

Por: Portal FolhaPE, com informações de Gabriela Buarque

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretou nesta quarta-feira (12), a prisão preventiva de um funcionário da escola em que a menina Beatriz Angélica foi assassinada com 42 facadas, em dezembro de 2015, na cidade de Petrolina, Sertão do Estado. Alison Henrique teria apagado as imagens docircuito interno da câmera de segurança da instituição de ensino.

Familiares e amigos de Beatriz  realizaram protesto pela manhã no Recife, em frente ao TJPE, e aguardavam a decisão da justiça sobre a prisão de Alison, que tinha sido solicitada pela atual delegada Polyana Neri, em julho deste ano, mas negada no mesmo mês, pela desembargadora Elayne Brandão. Em sessão do pleno do TJPE, o recurso impetrado pelo MPPEcontra a negativa da prisão do funcionário foi acatado e a prisão, decretada, pelo  desembargador Cláudio Nogueira, presidente da sessão.

Os familiares e amigos de Beatriz comemoraram a decisão. A mãe de Beatriz, Lúcia Mota, após a decisão passou mal e foi encaminhada ao posto médico do TJPE e, em seguida, encaminhada a um hospital particular do Recife.

Caso Beatriz
image-87321

Durante o protesto, o pai da menina Beatriz, Sandro Romilton, questionava o por quê das imagens terem sido apagadas, dias depois da ocorrência do crime. De acordo com ele, mesmo com o pedido da polícia das imagens e para que ninguém tivesse acesso às dependências da escola, o funcionário responsável pelo sistema de segurança entrou e apagou as imagens.

“Temos imagens do momento em que o funcionário da escola responsável pelo setor de monitoramento das câmeras apaga as imagens, que eram reveladoras, que mostravam o suposto criminoso de ter cometido o crime com Beatriz. As imagens foram apagadas vinte dias depois do ocorrido. Questionamos então: quem deu essa ordem para apagar as imagens?”, afirmou o pai de Beatriz.

image-87322




jr telecom

O Plano de Deus

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

“Os ensinamentos de Cristo remontam há 2 mil anos. Na época em que Ele viveu não havia agrotóxico nem vitamina, nada. Se Cristo estivesse vivo hoje, acredito que pregaria exatamente como Meishu-Sama. Os textos budistas, por exemplo, ensinam a lei da reencarnação mas afirmam que o verdadeiro Mundo de Miroku (o Paraíso Terrestre) só será concretizado 56 bilhões e 700 milhões de anos depois do nascimento de Buda. Já houve quem afirmasse que o “Fim do Mundo” ocorreria em 1991; outros garantem que será no último ano deste século. Eu afirmo, com toda convicção: o mundo não vai acabar. Por quê? Porque não é o plano de Deus. O planeta vai sempre trabalhar para se reequilibrar, independente do desequilíbrio que o homem possa causar. Deus enviou Meishu-Sama para ensinar o homem a reordenar sua vida, restituir o equilíbrio original ao planeta e transformar a Terra num Paraíso. É para concretizar esse plano que nós, messiânicos, estamos aqui. É a nossa missão.”

(Por Rev. Watanabe; Material de Estudo para Missionários; pág 10 e 11; dezembro de 1996)

Johrei Center Petrolina

Rua Cicero Pombo, 146, Centro

 

 





TJPE decreta prisão de funcionário de escola onde Beatriz morreu

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

Por: Redação OP9

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretou, na tarde desta quarta-feira (12), a prisão preventiva do funcionário de uma escola particular em Petrolina que apagou as imagens do circuito interno de câmeras da instituição no dia do homicídio da menina Beatriz Mota, de apenas sete anos, ocorrido em 2015. Para a Polícia Civil, o funcionário, identificado como Alisson Henrique de Carvalho, cometeu o crime de obstrução de justiça ao apagar as imagens que poderiam ajudar a elucidar o caso. Até o momento ele não é considerado suspeito de cometer o crime que abalou a cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano.

A mãe de Beatriz, Lúcia Mota, que acompanhava o julgamento na sede do TJPE, passou mal e chegou a desmaiar após a confirmação da decisão judicial. Ela foi atendida em um posto médico do TJPE e foi encaminhada na sequência a um hospital particular do Recife.

No dia 10 de dezembro de 2015, o corpo de Beatriz foi encontrado com 42 facadas em uma sala desativada de uma escola particular onde ela estudava. O caso continua envolto em uma atmosfera de mistério e muitas incertezas sobre a investigação que busca apontar os responsáveis pelo homicídio.

Mãe de Beatriz passou mal e foi atendida pela equipe médica do Tribunal de Justiça. Foto: reprodução TV Clube





João de Deus reaparece após denúncias, é aplaudido por fiéis e passa mal

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Sou inocente e acredito que a verdade aparecerá. Isso nunca aconteceu aqui’, disse. Essa é a primeira aparição de João de Deus em Abadiânia após a acusação de abuso sexual

Por: Correio Braziliense

Por volta das 9h40 desta quarta-feira (13/12), o médium João de Deus, que é acusado de abuso sexual, chegou a Abadiânia para atendimentos na Casa Dom Inácio de Loyola. Minutos depois, ele deixou o local aparado por advogados, funcionários e pessoas que se identificaram como médicos, que alegaram que ele passou mal durante o início dos trabalhos espirituais.
Seguranças e funcionários do centro espírita impediram de repórteres, fotógrafos e cinegrafistas de se aproximasse do médium. Cerca de mil pessoas foram à Casa Dom Inácio acompanhar os trabalhos do médium. “Agradeço a Deus a possibilidade de mais uma vez estar aqui”, disse antes de entrar na sala de cirurgias espirituais. Os devotos o aplaudiram. Muitas pessoas choraram e precisaram ser amparadas por familiares e funcionários no centro espírita.
Após passar mal, o médium rebateu as acusações de abusos de sexual antes de entrar em um carro branco e deixar o local. “Sou inocente e acredito que a verdade aparecerá. Isso nunca aconteceu aqui”, disse rapidamente. Mais de 200 mulheres já denunciaram supostos assédios.
Esta é a primeira aparição de João de Deus em Abadiânia após a acusação de abuso sexual. Ele ficou apenas cerca de oito minutos em seu centro espiritual. “Ele foi embora porque não teve condições de incorporar. Ele está medicado e precisa de momentos de paz e tranquilidade para realizar o trabalho espiritual. Esperamos que na parte da tarde ele consiga ter se restabelecido e voltar a atender normalmente”, explicou Cláudio Prujar, voluntário da Casa Dom Inácio que ficou responsável por atender a imprensa.
Agressões
Repórteres e cinegrafistas foram agredidos com socos e até mordidas durante a aparição de João de Deus. “Lamentamos o que aconteceu, não é de nosso costume, mas foi uma situação que saiu do controle”, lamentou Prujar.
Alguns fiéis ameaçaram profissionais de imprensa. “Vocês terão câncer e voltarão todos aqui para se curar. Você se arrependerão do que estão fazendo”, gritava uma mulher. A expectativa é que João de Deus retorne à Casa Dom Inácio de Loyola a partir das 14h.
Pela manhã, os atendimentos aconteceram normalmente com outros médiuns da corrente. Preces e orações iniciaram o ritual. Depois, uma ajudante do centro espírita separou os fiéis entre aqueles que visitavam o local pela primeira vez, aqueles que estavam ali pela segunda vez e, finalmente, aqueles que passaram por cirurgias espirituais há mais de oito dias.
 
Explicações 
A todo momento é pedido para que se faça silêncio e que os celulares e máquinas permaneçam desligados. Parte da equipe está responsável por esclarecer as denúncias de abuso sexual. “São falas infundadas, sem provas, isso nunca aconteceu aqui”, disse, em francês, uma recepcionista a uma turista.
Em outro momento, um homem conversava com um casal de americanos. Eles questionavam a conduta de João de Deus. “Acreditamos no poder mágico deste lugar, sabemos de muitas curas, mas, se isso for verdade, será muito ruim para todos”, reclamavam.
O funcionário repudiou as acusações. “Jamais isso aconteceu aqui. Confiamos na conduta do médico. Vocês sabem, vocês conhecem o nosso trabalho. Aqui são distribuídos amor e caridade”, afirmou. “Não é possível que essa gente não perceba o que ocorre aqui. Este é um local sagrado, de energização”, ponderou.




Audiência na Câmara busca indenizar desabrigados da Barragem de Sobradinho

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

Foi em 1973, em plena Ditadura Militar, quando cerca de 70 mil baianos moradores dos oito municípios inundados pelo reservatório da barragem de Sobradinho foram expulsos de suas casas e propriedades rurais. Nesta terça-feira (11) de novembro de 2018, 46 anos depois, representantes das famílias dos desalojados participaram de audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados na luta por alguma indenização.
 
“Essa é a segunda audiência que realizamos sobre os atingidos pela barragem de Sobradinho. A primeira fizemos no governo Dilma, e montamos um produtivo grupo de trabalho com a Chesf para encaminhar uma solução, mesmo que fosse à longo prazo. Infelizmente, veio o golpe e tudo foi abandonado. Agora, realizamos nova audiência, e a Chesf e o Ministério de Minas e Energia sequer mandaram representantes”, lamentou o deputado Jorge Solla (PT-BA), autor do requerimento da realização da audiência.
 
Logo após a reunião, Solla foi ao presidente Rodrigo Maia (DEM) no Plenário da Câmara, cobrar a participação de representantes do Executivo na audiência. “Se esse governo e o próximo não tem compromisso com essas pessoas, precisa vir e dizer, mas não pode virar as costas pra Câmara de Deputados. Isso é um desrespeito também com essa casa”, destacou Solla.
 
Na audiência, o presidente da Associação dos Ribeirinhos e Pescadores do Lago de Sobradinho, Genivaldo da Silva, recordou que boa parte das famílias abandonaram seus imóveis devido ao compromisso firmado por funcionários da Chesf de que haveria uma indenização a ser paga. No entanto, viveram em condição de miséria sem nenhuma assistência da estatal. “O que tínhamos era lona preta pra se proteger de cobras e escorpiões, que os engenheiros davam para nós. Não tinha sequer cesta básica, ficamos ao léu”, disse.
 
A pesquisadora do IPEA, Marta Rodrigues, revelou dados de pesquisa realizada com as 11.853 famílias remanescentes. “A maioria não tem água tratada, energia elétrica e mora em casa de taipa, mesmo estando muitas vezes a 10, 15, 20 km do lago. Vivem em situação de isolamento, algumas áreas não conseguimos chegar mesmo com carros ‘traçados’”, disse. Ela destaca que o trabalho foi iniciado após determinação do então presidente Lula, em 2009, que reconheceu a dívida histórica do Estado Brasileiro com os atingidos por barragens e determinou a reparação social desta dívida. Com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2013, esses esforços foram paralisados.



jr telecom

Com concerto natalino, prefeitura encanta comunidade do Nova Vida I em Petrolina

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

image-87305

Olhos atentos e sorrisos soltos marcaram a primeira apresentação da última temporada do projetos

‘Concertos Itinerantes’, realizada nesta terça-feira (11), no bairro Nova Vida I, em Petrolina. A comunidade pode apreciar, em quase uma hora de concerto, música instrumental com um repertório que levou canções natalinas, eruditas e populares.

image-87306

Com formato educativo, as crianças também participaram regendo a Camerata 21 de Setembro. Durante a apresentação, o regente da sinfônica, Maicon Novaes, interagiu com o público e apresentou as músicas e instrumentos que compõem a orquestra.

“As apresentações, tanto da Philarmônica como da Camerata 21 de Setembro, visam oportunizar e difundir a música instrumental para toda população, dando acesso às comunidades mais distantes à boa música. A próxima comunidade a receber a sinfônica será o Residencial Monsenhor Bernardino”, afirma o secretário executivo de Cultura, Cássio Lucena.

image-87307

O projeto ‘Concertos Itinerantes’ é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Confira o cronograma de apresentações:

18/12 – Camerata 21 de Setembro, 19h – Residencial Monsenhor Bernardino

20/12 – Philarmônica de Setembro, 19h – Praça Dom Malan

21/12 – Philarmônica 21 de Setembro, 19h – KM 2

22/12 – Camerata 21 de Setembro, 19h – Praça Dom Malan

Fotos: Alexandre Justino




jr telecom

Senac recebe currículos para banco de talentos em Petrolina

Postado em 12 de dezembro de 2018 por Josélia Maria

Vagas são para professores que tenham interesse em lecionar na Faculdade Senac

O Senac está recebendo currículos para formação de banco de talentos para professores que tenham interesse em lecionar na Faculdade Senac, que chegará a Petrolina em fevereiro. O objetivo é captar professores para os cursos superiores de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e de Tecnologia em Gastronomia. Podem enviar currículos profissionais com graduação em Administração ou áreas afins e graduação em Gastronomia.

Os interessados deverão enviar currículo lattes para o e-mail rhsenac@pe.senac.br, informando no título do e-mail o curso, até o dia o dia 16 de dezembro de 2018.

Confira abaixo as qualificações necessárias para cada perfil:

Professor para o curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (GRH)
• Graduação em Administração ou áreas afins
• Pós-graduação, preferencialmente, mestrado ou doutorado
• Experiência em docência no ensino superior, mínimo de 3 anos
• Experiência de mercado na área de formação, mínima de 3 anos
• Disponibilidade para trabalhar aos sábados

 

Professor para o curso de Tecnologia em Gastronomia
• Graduação, preferencialmente, em gastronomia
• Pós-graduação, preferencialmente, mestrado ou doutorado
• Experiência em docência no ensino superior, mínimo de 3 anos
• Experiência de mercado na área de formação, mínima de 3 anos