Destaques

João Paulo é parabenizado por Antonio Souza pela candidatura a deputado estadual

O candidato a deputado estadual João Paulo (PCdoB) foi parabenizado pelo empreendedor social Antoni ...

CANDIDATA A DEPUTADA FEDERAL DE MARINA NO SERTÃO COMEÇA CAMINHADA EM BOA VISTA E LAGOA GRANDE

A primeira blogueira e única candidata a deputada federal no Sertão, Josélia Maria, (REDE)começo ...

LUCAS RAMOS PRESTIGIA FESTA DE VARZINHA EM SANTA CRUZ

A tradicional festa de Varzinha, em Santa Cruz, contou com a presença do deputado estadual e candid ...

João Paulo é parabenizado por Antonio Souza pela candidatura a deputado estadual

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

O candidato a deputado estadual João Paulo (PCdoB) foi parabenizado pelo empreendedor social Antonio Souza após o anuncio do lançamento de sua campanha. Para ele, a candidatura do ex-prefeito do Recife demarca a relevância do político como uma figura de peso no cenário pernambucano.
 
“Vai ser a nossa representação perfeita na Alepe. Com ele temos a chance de ter quem pensa o nosso Estado e renovar o que precisa, colocando credibilidade e experiência na luta por um Pernambuco melhor”, destacou Antonio Souza.
 
O empreendedor social ainda completou ressaltando a capacidade do político em representar o povo, sempre com humildade e simplicidade.
 
O evento que marca o lançamento da candidatura de João Paulo – 65113 ocorre na próxima quinta-feira (23), às 18h, na casa de recepções Jardim Aurora. Endereço: Rua dos Palmares, 1306, Santo Amaro



jr telecom

CANDIDATA A DEPUTADA FEDERAL DE MARINA NO SERTÃO COMEÇA CAMINHADA EM BOA VISTA E LAGOA GRANDE

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

image-83839

A primeira blogueira e única candidata a deputada federal no Sertão, Josélia Maria, (REDE)começou a caminhada pelas cidades de Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, na manhã desta sexta-feira (17).

image-83840

Em Lagoa Grande Josélia conversou com feirantes e vendedores de milho assado,milho cozido e água mineral.

image-83841

Em Santa Maria da Boa Vista Josélia esteve com mototaxistas,visitou amigos e comerciantes. Foi à “Associação Aprisco do Vale”, conhecer o queijo artesanal feito pela senhora   Aurenita Souza . Na Associação também é feita a venda do mel “KIRIPÓS”.

A blogueira candidata também participou de uma reunião na Rádio Boa Vista FM , onde aconteceu um sorteio com representantes de candidatos a deputado federal, ela foi a única presente, para a rodada de entrevistas que começa no dia 27 de agosto. A entrevista com Josélia será dia (31/08),das 12h às 13h30.

image-83842

image-83843

image-83844

image-83845

Por Josivam Gomes – Santa Maria




jr telecom

LUCAS RAMOS PRESTIGIA FESTA DE VARZINHA EM SANTA CRUZ

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

image-83836

A tradicional festa de Varzinha, em Santa Cruz, contou com a presença do deputado estadual e candidato à reeleição Lucas Ramos (PSB), queFo foi muito bem recebido pelos seus apoiadores na cidade, a prefeita Eliane Soares, o vice-prefeito Dhow, vereadores e moradores do distrito e de outras localidades do município.

“É sempre muito gratificante receber o abraço de tanta gente que está ao nosso lado e confia que podemos seguir fazendo Pernambuco e Santa Cruz avançarem”, comentou o parlamentar. “Na Assembleia Legislativa, queremos continuar o trabalho que estamos desenvolvendo e ampliar nossa atuação para que mais desenvolvimento chegue ao município. Eu estou aqui, mais uma vez, ao lado da prefeita Eliane Soares, pedindo o apoio dos santacruzenses para que a Princesinha do Araripe possa colher muitos frutos da nossa ação”, afirmou.

A festa contou com shows de Pedrinho Pegação, Canindé e Luiz Paulo. Para facilitar o deslocamento até o distrito, a prefeitura de Santa Cruz realizou a recuperação da estrada de acesso à Varzinha e garantiu mais segurança no tráfego de veículos e pedestres.




jr telecom

Bolsonaro faz aceno tosco às mulheres e é nocauteado por Marina

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

Bolsonaro e Marina no debate da RedeTV!Bolsonaro e Marina no debate da RedeTV! P. WHITAKER REUTERS

Presidenciável fica na retranca em programa ao vivo na TV, e mostra que o fosso que o separa do eleitorado feminino vai seguir existindo
CARLA JIMÉNEZ – EL PAÍS

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tem nas mulheres seu calcanhar de Aquiles, e depois do debate na RedeTV! na noite de sexta, a chance de superar essa fragilidade ficou menor. Ao chamar Marina Silva (Rede) para uma troca de perguntas — provavelmente por achar que era a candidata mais fraca, depois do Cabo Daciolo (Patriota) — acabou caindo numa armadilha. O militar de reserva perguntou se Marina era a favor do porte de armas e a candidata da Rede limitou-se a dizer “não”, aproveitando o tempo de resposta que lhe restava para confrontar Bolsonaro sobre suas ideias para as mulheres. “Você disse que a questão dos salários menores para as mulheres é uma coisa com que a gente não precisa se preocupar porque já está na CLT. Só uma pessoa que não sabe o que é ganhar um salário menor do que um homem tendo as mesmas capacidades, as mesmas competências, e ser a primeira a ser demitida é quem sabe”, disse ela.

O militar ficou sem reação, para conter sua agressividade, embora tenha tentado reagir. “Temos aqui uma evangélica que defende um plebiscito sobre o aborto e a legalização das drogas”, disse ele. Mas já era tarde. Bolsonaro sugeriu que trata bem sim as mulheres, inclusive propondo que se defendam com a posse de armas. Num vídeo de sua campanha sugeriu que a posse de armas era o verdadeiro empoderamento feminino, expondo ignorância para falar com o público que até pouco representava 41% dos indecisos, em pesquisas estimuladas (quando os potenciais candidatos são apresentados a um entrevistado), contra 25% dos homens. É um problema sério para Bolsonaro, que tem 26% das preferências do eleitor masculino, mas somente 8% do feminino.

Embora venha tentando modular suas falas, tem pouco espaço para fazer crer que sua preocupação seja verdadeira. Um dia antes do debate na RedeTV!, os presidenciáveis haviam sido convidados pelo grupo Mulheres do Brasil a participar de uma conversa com representantes femininas para falar sobre assuntos relativos ao universo feminino. O evento, comandado pela empresária Luiza Trajano, contou com a presença de sete presidenciáveis, incluindo Marina Silva, Geraldo Alckmin, Ciro Gomes, Álvaro Dias e Henrique Meirelles. E Bolsonaro? Não teve agenda para atender ao convite. Em seu programa de governo de 81 páginas, registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), só há menção à palavra mulher uma única vez num quadro sobre estupros, crime este citado para justificar endurecimento de penas.

Ao longo do debate desta sexta à noite, o candidato do PSL negou que alguma vez tivesse dito que mulheres poderiam ganhar menos que os homens. Porém, foi num programa da mesma emissora, numa entrevista à apresentadora Luciana Gimenez, em 2016, que ele afirmou que “tem muita mulher que é competente”, numa frase que deixava antever sua dificuldade de ser firme para deixar de diferenciar competência por sexo. É ainda mais forte a imagem dele xingando uma jornalista, em 2014, dizendo que ela era “até bonita”, mas “você é uma idiota”. Seu embate com a deputada Maria do Rosário (PT-RS) também formou o rótulo de machista que o acompanha e difícil de apagar, como explicou a antropóloga Rosana Pinheiro-Machado em entrevista ao EL PAÍS.

Mais do que a inabilidade explícita para lidar com a questão, o encontro dos presidenciáveis na RedeTV! mostrou que Bolsonaro está assustado. Se é valente nas redes, no programa ao vivo estava mais inseguro que o Cabo Daciolo, apesar de não ter sido confrontado pelos outros candidatos competitivos, como Geraldo Alckmin ou Ciro Gomes. Quando foi ao centro do palco para inquirir Marina, não fez a menor questão de esconder que tinha uma cola anotada na mão — com as palavras “pesquisa”, “Lula” e “armas”. Também trouxe a ameaça do comunismo como uma fonte de preocupação para o eleitor em suas considerações finais. Antes, ficou perdido com a pergunta de economia feita pelo jornalista Reinaldo Azevedo. Ciro Gomes, economista, que foi chamado na ocasião para uma réplica, deixou ali de aproveitar a bola levantada para expor seu adversário. Também Alckmin, que nitidamente quer roubar eleitores do militar, evitou chamá-lo para fazer perguntas diretas. Foi a frágil Marina que fez a alegria das redes ao expor um Bolsonaro desconsertado e sem consistência para abordar o público que representa 52% do eleitorado brasileiro.




jr telecom

“O Vale carece de eventos que desenvolvam o empreendedorismo feminino”, diz criadora do projeto Empreendedoras do Vale

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

image-83829

O segundo e último lote de inscrições para o evento Empreendedoras Conectadas | 1º Chá para Mulheres de Negócios do Vale do São Francisco será disponibilizado na manhã deste domingo (19), no site oficial (https://www.sympla.com.br/empreendedoras-conectadas–1-cha-para-mulheres-de-negocios-no-vale__323390). Restam apenas 20 vagas gratuitas para a iniciativa, que conta com quatro palestras e ocorre em 28 de agosto, a partir das 19h, no espaço O Jardim – Centro de Petrolina. Para validar o cadastro, será necessário levar dois pacotes de leite em pó – que serão encaminhados a três instituições beneficentes da região.

“Quando lançamos nossa proposta através das redes sociais e com apoio de alguns colegas da imprensa, foi um sucesso. Em menos de 48h, já havíamos zerado o primeiro lote – com 75 vagas. Para nós, foi a confirmação de que o Vale carece de eventos que desenvolvam o empreendedorismo feminino”, comenta a idealizadora e co-organizadora do evento, a publicitária, professora e consultora de marketing digital, Luana Trindade.

Ao lado da turismóloga e assessora de marketing Taís Farias, a profissional fundou o projeto Empreendedoras do Vale. “Nosso propósito maior é promover uma nova conexão entre as mulheres da região, trazendo relacionamento e ainda, educação digital.  A procura foi tão grande que já vamos lançar um novo workshop, que ajudará empresárias a construírem marcas com alma. Mas o nosso intuito não é, somente, divulgar nosso trabalho. Em nossas plataformas, compartilhamos cursos e palestras de outras instituições e de empreendedores confiáveis de nossa cidade”, adiciona Taís.

AS PALESTRAS DO EVENTO EMPREENDEDORAS CONECTADAS

A dupla de empreendedoras abrirá o Chá com as temáticas “Marketing Digital Não é Só Rede Social”, em que Luana Trindade apresentará o universo de possibilidades dentro do segmento; e “Estratégias de Relacionamento Entre Marcas & Clientes”, na qual Taís Farias revelará cases de como transformar o ponto de venda em local repleto de experiências.

Complementa também a programação a jornalista e editora-chefe do Correio24h, Linda Bezerra. Ela contará sua trajetória de perseverança e transformação à frente do Jornal Correio, maior do Norte-Nordeste . Sua palestra abordará a questão do intraempreendedorismo e será: “Mulheres x Mercado de Trabalho: Por Onde Andamos Até Chegar Lá”.

Finalizando a noite, a premiada especialista em Comunicação Estratégica e Gestão de Marcas, Maria Brasil. Com o tema “Empreendedorismo Feminino: Mulheres, Negócios e Propósito”, ela abordará os novos modelos empresariais, dotados de um olhar mais humano e consciente, e o protagonismo feminino nesse cenário.




jr telecom

Caravana Verde chega ao Agreste pernambucano neste sábado (18)

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

image-83825

As cidades de Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe receberão, neste sábado (18), os candidatos a governador e vice pela Rede Sustentabilidade, Julio Lossio e Luciano Bezerra, além da candidata ao Senado, Adriana Rocha. Com a Caravana Verde, eles pretendem realizar visitas em todas as regiões de Pernambuco.

Em Caruaru, será realizada uma caminhada com concentração às 9h, no Grande Hotel, localizado na Av. Rio branco. Já em Santa Cruz do Capibaribe, ocorrerá o Grande Evento, a partir das 16h, no Cellebre Recepções.

De acordo com Lossio, visitar todas as regiões do estado é fundamental para compreender as necessidades específicas da população. “Começamos pelo Agreste devido sua grande importância para o desenvolvimento econômico de Pernambuco, além de ser a região do nosso futuro vice-governador, Luciano Bezerra”, afirmou.

AGENDA LOSSIO  SÁBADO, 18 DE AGOSTO DE 2018:

Caravana Verde no Agreste:

Caminhada em Caruaru:

Concentração: às 9:00, no início da Av. Rio branco, no Grande Hotel;

12:00 – Almoço com Lideranças do Agreste;

16:00 – Grande Evento em Santa Cruz do Capibaribe

Local: CELLEBRE Recepções – Rua Maria Carneiro Pontes, 94, Bairro Nova Santa Cruz;

18:00 – Reunião interna;

20:00 – Gravação de Guia para as Mídias Sociais.




jr telecom

Gonzaga Patriota acompanha Paulo Câmara em visita a Adutora do Moxotó, Sertânia

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

Nesta sexta-feira (17), o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), candidato à reeleição, reservou a agenda para acompanhar o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), durante visita ao município de Sertânia. Na ocasião, a comitiva inspecionou as obras da Adutora do Moxotó, um investimento da ordem de R$ 85 milhões, que beneficiará cerca de 400 mil habitantes dos municípios de Arcoverde, Pesqueira, Venturosa, Pedra, Alagoinha, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó, São Bento do Una e São Caetano.

“Estamos acompanhando mais uma agenda do governador, dessa vez, inspecionando essa importante obra que contribui para melhoria da população dessa região. É gratificante participar dessas agendas e sentir de perto que, com um bom trabalho, podemos fazer a diferença na vida das pessoas”, destacou Gonzaga.

A estrutura de captação na Barragem do Moxotó, no Eixo Leste da Transposição, compreende 70 km de adutora em tubos de ferro de 600mm de diâmetro, três estações de bombeamento e capacidade de vazão de 450 l/s. O sistema alimentará a Estação de Tratamento de Água de Arcoverde e se interligará aos trechos já construídos da Adutora do Agreste.

Estiveram presentes também Jarbas Vasconcelos; Humberto Costa; o prefeito de  Sertânia,  Ângelo Ferreira e a prefeita  de Arcoverde, Madalena Britto.

Ainda em Sertânia, Gonzaga Patriota, ao lado do candidato a deputado estadual, Alvinho Patriota, participou do evento intitulado: “Encontro da Juventude”, que reuniu mais de 10 mil pessoas, entre estudantes, pais, professores, autoridades locais e lideranças políticas e comunitárias.




jr telecom

Confronto Marina – Bolsonaro marca debate na Rede TV

Postado em 18 de agosto de 2018 por Josélia Maria

image-83819

Líderes das pesquisas sem Lula têm o primeiro enfrentamento da campanha

O Globo

Num debate em que candidatos evitavam fazer acusações pessoais e no qual o emprego predominou como tema, um enfrentamento entre Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) foi o principal momento no encontro de presidenciáveis, ontem à noite, na RedeTV!. Foi a primeira vez na campanha que os dois, líderes nas pesquisas de intenção de votos nos cenários sem Lula (PT), tiveram um embate direto.

No final do quarto bloco, Bolsonaro escolheu Marina para perguntar se ela concordava com a ideia, defendida por ele, de liberar o armamento para a população. Marina respondeu que não, mas voltou ao tema da equiparação salarial entre homem e mulher. Pouco antes, Bolsonaro havia dito que o governo não tem como interferir no tema se a diferença ocorre no setor privado, e que não há muito a fazer pois a legislação já prevê equiparação.

Marina afirmou que o adversário não sabe “o que significa uma mulher ganhar um salário menor, ter a mesma competência e ser a primeira a ser demitida”, acusando o candidato do PSL de “não se preocupar” com a questão.

— Quando se é presidente, tem que fazer cumprir o artigo 5º da Constituição, que diz que nenhuma mulher deve ser discriminada, e não fazer vista grossa.

Bolsonaro contra-atacou chamando a candidata da Rede de “uma evangélica que defende aborto e maconha”.

— Você não sabe o que é uma mulher ter um filho jogado no mundo das drogas. Eu defendo a mulher, inclusive a castração química para estupradores. Você não pode me interromper.

Em seguida, Marina encerrou com a declaração mais incisiva:

— Você acha que pode resolver tudo no grito, na violência. Nós somos mães, educamos nosso filhos. Você fica ensinando para os jovens que têm de resolver as coisas na base do grito, Bolsonaro. Outro dia, você pegou a mãozinha de uma criança e ensinou a atirar. Você sabe o que a Bíblia diz sobre ensinar uma criança? A Bíblia diz que se deve ensinar à criança o caminho que deve andar. É esse ensinamento que você quer dar ao povo brasileiro? — questionou Marina, que ouviu aplausos da plateia e foi cumprimentada por Guilherme Boulos, candidato do PSOL. — Obrigado, Marina, por botar o Bolsonaro em seu devido lugar.

CIRO E ALCKMIN

Na maior parte do tempo, o emprego foi o principal ponto de discussão entre os presidenciáveis. O incremento da construção civil foi citada como um ponto de partida para a criação de novos postos de trabalho.

Em um embate entre Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), o pedetista citou a proposta de renegociar a dívida das 63 milhões de pessoas inscritas no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) como um dos “motores da economia”, enquanto o tucano defendeu novamente a reforma tributária, com criação de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) que substituiria outros cinco tributos.

O candidato do PDT tentou associar o tucano ao governo Michel Temer, citando o apoio do PSDB à aprovação do teto de gastos públicos. Alckmin, por sua vez, tentou colar Ciro aos governos do PT:

— As contas públicas estouraram todas no tempo do PT. O resultado são 13 milhões de desempregados e total descontrole das contas públicas. (…) A PEC do teto foi uma vacina contra o PT e seus aliados.

Questionado por Henrique Meirelles (MDB) sobre seu plano para enfrentar o desemprego, Bolsonaro deu uma resposta vaga. O candidato do PSL disse que no governo Lula, quando Meirelles era presidente do Banco Central, o BNDES emprestava “para amigos do rei”, defendeu a desburocratização para a abertura de empresas e “desregulamentar muita coisa no Brasil” .

Já Alvaro Dias (Podemos) ligou os escândalos recentes de corrupção ao aumento do desemprego, porque, segundo ele, a crise “expulsou investimentos”. Sem explicar como atingiria a meta, prometeu criar 10 milhões de empregos e gerar um crescimento médio de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) ao ano.

Bolsonaro deu um passo além na sua proposta de aumentar a presença militar nas escolas:

— Vamos fazer a militarização das escolas. Trazer diretores vindos do meio militar, botar a garotada para aprender algo além de ideologia de gênero. Hoje, o professor está mais preocupado em não apanhar do que em ensinar.

Na dobradinha que mais se repetiu no debate, Ciro e Alckmin abordaram outra questão econômica: a política de juros. O pedetista fez questão de mostrar a divergência em relação ao modelo praticado nos governos do PT e do PSDB e criticou a queda no número de indústrias no país.

— Proponho política de comércio exterior sem favorecimento. Faz sentido importar gasolina sendo um dos maiores produtores de petróleo?

O tucano defendeu a redução de gastos do governo como uma medida para forçar a queda dos juros e, sobre o setor de óleo e gás, defendeu a atração de investimentos externos:

— A Petrobras não tem dinheiro para tudo. Precisa trazer investimento privado. Vou quebrar o monopólio do refino na prática e trazer investimento para o Brasil — afirmou Alckmin, que criticou o “corporativismo” da greve dos caminhoneiros.

SEM PÚLPITO PARA LULA

O único que citou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para dizer que ele não pode ser candidato, foi Alvaro Dias (Pode):

— Não é preso político, é político preso. É uma afronta, um violência à legalidade. É a vergonha nacional essa encenação de uma candidatura. Ou respeitamos o estado democrático de direito ou desistimos da democracia

A RedeTV ! pretendia deixar uma cadeira vazia, reservada para Lula. O petista foi convidado para participar do debate porque o PT registrou sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral.

Bolsonaro, no entanto, pediu a retirada do púlpito reservado para Lula. O candidato do PSL procurou a direção da RedeTV! cerca de 40 minutos antes de o debate começar. Houve uma consulta aos demais candidatos. Todos votaram contra, com exceção de Guilherme Boulos (PSOL).




jr telecom