ASA-PE:Neilda Pereira grava Esquenta com Regina Casé depois de ter proferido palestra na Argentina

Postado em 3 de outubro de 2013 por Josélia Maria

996602_1419410234939978_746203158_n
image-14827

A Coordenadora Executiva da ASA-PE, Neilda Pereira,depois de ter  apresentado experiência de cisternas na Argentina e ter sido recebida pela Presidente  Cristina Kirchner, gravou esta semana para o Esquenta  apresentado por Regina Casé na Rede Globo.Dona Lilia e Seu José contemplados com as ações da ASA, também participaram da gravação do  programa que vai ao ar dia 10 de novembro.

Toda boa ideia deve ser propagada, multiplicada e copiada, ultrapassando limites e fronteiras geográficas e territoriais. Foi desse sentimento que comungou o segundo Encontro Mundial do Grande Chaco Americano ao convidar a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) para conduzir o painel sobre “Água para consumo e produção: estratégias para a gestão comunitária”. Na ocasião, a coordenadora geral da Cáritas Diocesana de Pesqueira e coordenadora executiva da ASA pelo Estado de Pernambuco, Neilda Pereira, apresentou a experiência do Programa 1 Milhão de Cisternas ( P1MC). O evento aconteceu entres os dias 19 a 21 de setembro em Buenos Aires, na Argentina, no Centro Cultural Recoleta.

Neilda Argetina Rede Chaco
image-14828

Neilda Pereira falou para um público diverso de mais de 600 pessoas dos países da Argentina, Bolívia e Paraguai, entre agricultores familiares, representantes de organizações indígenas e camponesas, prefeitos, ecologistas, produtores rurais e especialistas de agências internacionais. “Foi um momento importante para mostrar a bela experiência desenvolvida com os povos do Semiárido por um conjunto de organizações que trabalham na região. O P1MC revela uma conquista do acesso à água potável para beber e cozinhar, através das cisternas de placas, de forma descentralizada e participativa”, enfatiza Neilda.

“O acesso à água é outro fator que também merece ações urgentes. É importante ter referências de outras experiências bem sucedidas como a do P1MC no Brasil”, comentou Ivan Arnold, diretor de Nativa, uma organização membro da Rede Chaco com forte penetração no Chaco Boliviano. Assim como a ASA se constitui numa rede de organizações, a Rede Chaco também se firma como um conjunto de instituições que vêm construindo uma trajetória de luta e resistências pelos povos que habitam o Grande Chaco Americano.

Ainda durante o evento, Neilda Pereira se reuniu com representantes dos países do Paraguai, Uruguai e Argentina para discutir estratégias do Programa Sede Zero.  Iniciativa inspirada e pensada a partir da experiência do P1MC no Semiárido brasileiro.

neilda
image-14829

Por Daniel Ferreira atualizado por Josélia Maria




[LoginRadius_Share]