Faxina emocional para o Ano Novo

Faxina emocional para o Ano Novo

854023E8EDE85A425ABA3D1ECC94AF

Por REGINA RACCO

Sim, é um novo ano… E ele vem, independentemente se você deseja ou não. Por sorte a grande maioria deseja, comemora, faz planos, muitos dos quais serão engavetados antes mesmo que maio chegue… Mas não tem problema, mais uns meses e eles serão desengavetados, repaginados e servirão como resoluções para um próximo ano… E o ciclo recomeça.

Mas você já parou de fato para analisar sua vida e computar o quanto de lixo tem armazenado? Não estou falando somente do lixo físico. Esse também, mas principalmente do lixo mental. E é na nossa vida afetiva que mais entulho tende a se formar. Em grande parte por culpa (se é que culpa existe) nossa.

O que nos consola é que não precisa ser assim, não mais. Depende apenas de uma resolução  e podemos mudar tudo. Afinal, há quantos anos você está esperando por um ano verdadeiramente novo? E não adianta responder mecanicamente que todos os anos são novos porque não é assim.  Para uma boa parte das pessoas, os anos há muito passaram a ser apenas um em que se emenda no outro. Ao trocarmos as datas ao final de dezembro, eles continuam o mesmo.

Uma boa varredura pode ajudar. Lembro-me que quando moça, minha avó, pouco antes da meia noite do último dia do ano, varria a casa toda porque não queria que a sujeira de um ano passasse para outro. Ingenuidade, pensava, sorrindo… Hoje vejo que era algo muito sábio. Essa varredura, quando bem feita, pode determinar a novidade do ano, em lugar da mesmice recorrente… E por que não tentar? Quem não tem algo que realmente queira mudar? Pois mude, mas mude logo, mude agora, antes que se perpetue e se torne parte de você. Assim acontece com muitos detritos, que passam a ser parte da própria essência e depois que isso ocorre é muito, mas muito mais difícil se livrar dele.

Em que parte da sua vida o monturo se formou? No aspecto profissional? No sentimental? Nas amizades? O que importa aqui é saber detectar e todos nós temos essa capacidade, por mais que pensemos que não.

Você deve estar pensando que se somos capazes de detectar, então por que não tomamos providências quanto a isso? Acomodação. Para mudar é preciso agir e quantos de nós,nos arrepiamos à mera alusão da palavra “agir“… Vamos postergando enquanto dá, isso é fato. E se olharmos para o interior com olhos de “ver”, certamente entenderemos essa profunda verdade.

Mas mudar é possível e essa é uma ótima época do ano para começarmos o processo, alguém falou aí em ano novo? Pegue essa ideia e não se permita viver mais um velho ano por mais doze meses.

Então? Vassoura na mão? Vamos à faxina…

CLIQUE AQUI PARA VER DICAS DE COMO LIMPAR A VIDA PARA O ANO NOVO

* Regina Racco é professora de ginástica íntima, autora dos livros: O livro de Ouro do Pompoarismo, A Conquista do Prazer masculino e Pirulito e Outras Delícias, sexo para mestres na arte da sedução e Poder sexual e qualidade de vida (esgotado) – www.pompoarte.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar