Personal trainer de 27 anos é morto durante tentativa de assalto em Petrolina, PE

Personal trainer de 27 anos é morto durante tentativa de assalto em Petrolina, PE

Cássio Eduardo Santos foi morto durante uma tentativa de assalto, segundo informações da polícia.  (Foto: Arquivo pessoal)

Cássio Eduardo Santos foi morto durante uma tentativa de assalto, segundo informações da polícia. (Foto: Arquivo pessoal)

 G1 Petrolina

Um personal trainer, de 27 anos, foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto, na noite de sábado (5), em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o crime ocorreu na Rua Imperial, no bairro Vila Eduardo, Zona Leste da cidade. Até o momento nenhum suspeito foi preso. O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Ouro Preto, Zona Oeste de Petrolina.

Segundo o boletim de ocorrência da PM, Cássio Eduardo Santos foi abordado por dois homens em uma moto, que tentaram roubar o celular da vítima. O jovem foi atingido por um tiro no pescoço.

Em conversa com o G1, uma pessoa da família, que preferiu não se identificar, informou que após ser baleado, Cássio ainda conseguiu correr até a casa da mãe e entrou na residência pedindo ajuda. O rapaz foi socorrido pelo próprio irmão. Ele foi levado para o Hospital Universitário, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu.

O delegado seccional de Petrolina, Marceone Ferreira, responsável pelo caso, informou ao G1 que as investigações apontam para um latrocínio, quando há roubo seguido de morte. “As investigações preliminares apontam para isso. Não temos testemunhas no local. Não foi possível pegar as características da moto, como cor, placa e modelo. O local estava muito escuro e não há câmeras de segurança”, disse.

Jovem de 29 anos foi morto com um tiro no pescoço, na noite deste sábado (5), em Petrolina, PE. (Foto: Reprodução / Facebook)

Jovem de 29 anos foi morto com um tiro no pescoço, na noite deste sábado (5), em Petrolina, PE. (Foto: Reprodução / Facebook)

Ainda segundo o delegado, o crime ocorreu na rua onde o jovem morava. O personal havia saído de casa para ir a um comércio, próximo a residência, quando foi abordado. “Tudo indica que eles queriam o celular, a vítima pode não ter entregado de imediato e então eles atiraram. Os criminosos terminaram não levando nada. O aparelho de celular foi encontrado no local”, constatou Marceone.

A Polícia Civil já iniciou as investigações e algumas pessoas já foram intimadas. “Estamos esperando que ocorra o sepultamento, para começar a ouvir essas pessoas e familiares. Isso deve começar a ocorrer já a partir deste domingo e na segunda-feira (7)”, garantiu o delegado.

Corpo só foi liberado do Instituto de Medicina Legal às 10h deste domingo (6) (Foto: Taisa Alencar / G1)

Corpo só foi liberado do Instituto de Medicina Legal às 10h deste domingo (6) (Foto: Taisa Alencar / G1)

Para tentar chegar até os autores do crime, a Polícia Civil pediu o apoio da população.

” Estamos trabalhando com imagens das imediações, com as rotas de fugas, para ver se conseguimos chegar nos criminosos. Pedimos as pessoas que moram no bairro, que possuem câmeras de segurança em suas residências ou estabelecimentos, que olhem as imagens para ver se conseguem visualizar esses dois indivíduos em um moto, por volta das 20h, 20h30, para ajudar a polícia”, enfatizou o delegado.

Cássio Eduardo Santos era bacharel em Educação Física, trabalhava como personal trainer em academias da cidade e participava de competições como fisioculturista. Logo após o crime, familiares, amigos e alunos postaram fotos com o jovem, lamentando o ocorrido.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar