Vereadora Cristina Costa será entrevistada no programa Bom Dia Cidade às 08h

Vereadora Cristina Costa será entrevistada no programa Bom Dia Cidade às 08h

Vou receber nesta segunda-feira (11) no estúdio da Rádio Cidade AM 870, às 08h, a Vereadora Cristina Costa (PT-Petrolina), vamos falar sobre o Grito dos  Excluídos e outros assuntos do Legislativo Municipal.

Acompanhe ao vivo facebook.com/blogjoseliamaria; web tv www.radiocidadeam870.com.br, Rádio Cidade AM 870,baixe o APP no Play Store Cidade 870

Participação pelos telefones : (74) 3611-553/ (74) 3611-6943

MARCHA DO GRITO DOS EXCLUÍDOS SOFRE ATAQUE DE GÁS DE PIMENTA DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DE PETROLINA APÓS DESFILE DO 7 DE SETEMBRO

Em Petrolina, a 23ª edição do Grito dos Excluídos – manifestação popular das pastorais da igreja católica, movimentos sociais e sindicatos, levou cerca de 1.000 pessoas à Avenida Guararapes, no dia 7 de setembro, logo após o desfile da Independência do Brasil.

Com o lema “Vida em Primeiro Lugar! Por direito e democracia, a luta é de todo dia”, os manifestantes protestaram contra o governo Temer, as reformas que cortam direitos, a corrupção e as privatizações.

A normalidade do ato foi quebrada quando o secretário Executivo de Segurança do Município, José Silvestre, que é delegado de Polícia, foi flagrado disparando spray de pimenta no ambiente, no momento em que a marcha estava em frente à prefeitura.

Ao ser questionado pelos participantes do protesto, o secretário reagiu disparando mais spray, desta vez no rosto do coordenador regional do Sintepe, professor Robson Nascimento e na vereadora Cristina Costa (PT). Testemunhas divulgaram fotos da agressão nas redes sociais.

A estudante de Biologia Carla Freitas, do Levante Popular da Juventude, também foi atingida pelo spray de pimenta e passou mal, com os olhos inchados e lacrimejantes. “É um absurdo, um abuso de poder o que aconteceu aqui. Nossa manifestação é absolutamente pacífica, formada por idosos, crianças, homens e mulheres que simplesmente vieram exercer sua cidadania. É assim que a Prefeitura de Petrolina trata quem pensa diferente do Governo Temer?”, desabafou.

A violência se estendeu para quem cobria o ato. A repórter e blogueira Josélia Maria também foi atingida e gravou um vídeo na internet denunciando a violência desnecessária. Em seu relato, classificou como “truculenta” a atitude do secretário diante de um ato historicamente tranquilo. “Pela primeira vez em Petrolina, a arrogância e o despreparo de quem está no governo municipal tenta desmobilizar um movimento popular e social, formado por pessoas que lutam por seus direitos. É a volta do coronelismo”, disse ela.

Em nota, a prefeitura de Petrolina negou tudo. Afirmou que “Não houve agressão”, e que o secretário “se defendeu de agressões de manifestantes”. O texto insinuou, ainda, que o movimento da Igreja Católica teria sido “político e partidário”.

As imagens, no entanto, mostram o secretário de Miguel Filho disparando tranquilamente o spray na vereadora e no sindicalista.

Jornal FOLHA DA CIDADE/Cabrobó

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar