Lossio diz que medida é pra achatar a curva de contágio do Coronavírus | Blog da JoséliaBlog da Josélia

Lossio diz que medida é pra achatar a curva de contágio do Coronavírus

Postado em 25 de março de 2020 por Josélia Maria

Queridos amigos,

Ninguém em sã consciência apoia ou deseja uma paralisação geral de 3/4 meses. Isso seria uma catástrofe sem precedentes. Todos os países do mundo estão coordenando um isolamento social total pra durar de 3/4 semanas.

Essa medida tem uma explicação científica: ela serve para achatar a curva de contágio do vírus.

Grande parte da população irá ser contaminada pelo coronavírus. Isso é um fato. O que não podemos deixar acontecer é que isso ocorra de forma rápida com todos, pois assim iremos sobrecarregar o nosso sistema de saúde e ele entrará em colapso. Caso isso aconteça, teremos que escolher quem vive e quem morre nas filas dos hospitais.

Fiz uma conta rápida para Petrolina levando em consideração os dados do censo de 2010 do IBGE e a taxa de mortalidade por faixa-etária do vírus.

Em 2010 tínhamos 19.767 pessoas entre 50-59 anos; 12.487 pessoas entre 60-69 anos; 5.820 pessoas entre 70-79 anos e 2.696 pessoas com mais de 80 anos.

Levando em consideração que 75% da população fosse contaminada, caso não tivéssemos o isolamento, teríamos:

Entre 50-59 anos: 14.825 contaminados e 197 mortos (TM: 1,3%).

Entre 60-69 anos: 9.366 contaminados e 338 mortos (TM: 3,6%).

Entre 70-79 anos: 4.365 contaminados e 349 mortes (TM: 8%)

Mais de 80 anos: 2022 contaminados e 300 mortos (TM: 14,8%).

Portanto, teríamos um total de 1.184 mortes só em Petrolina entre as pessoas que estão acima de 50 anos. Sem levar em consideração a taxa de mortalidade nas outras faixas etárias, pessoas com doenças crônicas ou em outras zonas de risco.

Para que essa tragédia não aconteça, devemos escutar todos os órgãos internacionais de saúde e nos isolar por esse período, para desacelerar o contágio do vírus e termos condições de cuidar de todos os que precisem do nossos sistema de saúde.

Quanto aos mais vulneráveis socialmente, os empregados e empregadores, cabe ao governo estender as mãos para essas pessoas. Sugestões como isenção das contas de água e luz, redução ou isenção de impostos de forma temporária para alguns setores e produtos, distribuição de uma renda mínima e empréstimos com juros baixos e alta carência são algumas das alternativas que países do mundo inteiro estão tomando para dar fôlego a essas pessoas e profissionais.

Não é com guerra ideológica ou desinformação que venceremos essa batalha. Vamos escutar as autoridades sanitárias do mundo inteiro e achatar essa curva de contaminação. Quando mais colaborarmos agora, mais rápido sairemos dessa situação e vamos ter nossa vida de volta.

Um grande beijo em cada um de vocês! Cuidem-se e cuidem de suas famílias!

Julio Lossio e Julio Lossio Filho




[LoginRadius_Share]