PMs são afastados por pisar em pescoço, arrastar e quebrar perna de mulher negra em SP

PMs são afastados por pisar em pescoço, arrastar e quebrar perna de mulher negra em SP

Vídeo mostrou PM pisando no pescoço de mulher negra de 51 anos Foto: Reprodução

Vídeo mostrou PM pisando no pescoço de mulher negra de 51 anos Foto: Reprodução

Caso foi revelado em vídeos no ‘Fantástico’ neste domingo; após repercussão, Doria afirmou que cenas “causam repulsa”

Suzana Correa/O Globo

Dois policiais envolvidos na agressão a uma mulher de 51 anos em São Paulo foram afastados das ruas enquanto o caso é investigado. As imagens da abordagem, reveladas pelo “Fantástico” da TV GLOBO neste domingo, mostram um dos oficiais pisando no pescoço da mulher, que também foi arrastada pelo oficial e fraturou uma perna. João Doria, governador de São Paulo, afirmou que as cenas “causam repulsa” e refletem “violência desnecessária de alguns policiais”.

Os oficiais foram afastados em 30 de maio, dia da ocorrência, e continuam realizando trabalhos administrativos. O inquérito corre em sigilo desde então.

A mulher possui um bar na região de Parelheiros, zona sul de São Paulo, e foi abordada por policiais no sábado, 30 de maio, após denúncias de que um carro com som alto estaria em frente ao comércio, incomodando a vizinhança. O estabelecimento estava aberto, apesar da proibição de funcionamento de comércio que vigorava por causa da pandemia.

As imagens mostram os policiais rendendo um homem e apontando arma para outro. Segundo a mulher, as agressões começaram após ela tentar defender os amigos que eram rendidos pela polícia. Os vídeos mostram um dos oficiais pisando no pescoço da mulher. Em uma das cenas, ele é visto tirando um dos pés do chão e colocando todo o peso do corpo sob o pescoço da mulher. Também arrasta-a até o meio-fio.

Segundo a comerciante, ela desmaiou 4 vezes durante a abordagem, levou socos, uma rasteira e fraturou uma das pernas. Foi levada para o hospital com fratura na tíbia e lesões no rosto e no corpo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar