SECTI E FACEPE LANÇAM EDITAL “LOCUS DE INOVAÇÃO”

SECTI E FACEPE LANÇAM EDITAL “LOCUS DE INOVAÇÃO”

Com investimento de mais de R$ 1 milhão, o Edital vai credenciar ambientes de inovação em todo estado

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) realizaram nesta segunda-feira (14), um webnário para apresentação do edital “Locus de Inovação”. O Edital vai credenciar 10 ambientes de inovação em todo estado que estejam associados às características econômicas de cada região de desenvolvimento de Pernambuco. O edital que vai fomentar, com bolsas de pesquisas, os projetos aprovados  e será lançado nesta terça-feira (15) no site da Facepe (www.facepe.br). A submissão de projetos seguirá até o dia 26 de fevereiro de 2021, e a contratação das propostas aprovadas acontecerá a partir do dia 5 de abril.

Participaram do webnário o Secretário de CT&I, Lucas Ramos, o Presidente da Facepe, Fernando Jucá, o Diretor de Ambientes de Inovação e Formação Superior da Secti, Carmelo Filho, o gerente geral de Ambientes de Inovação, Alexandre Maciel, e a diretora de Políticas de CT&I e Competitividade da Secti, Luciana Távora.

“O edital é de extrema importância porque se trata de um investimento superior a R$ 1 milhão que vai permitir o aprofundamento das políticas públicas com uma maior aderência territorial dentro da estratégia de inovação do Governo do Estado. O Governador Paulo Câmara tem sido um grande ator na área de fomento na produção científica. Em 120 dias, nós alcançamos a liberação de R$ 12 milhões dos cofres do estado para pagamento de bolsas de pesquisas científicas, e isso é uma clara demonstração de que o governador é sensível ao momento que estamos vivendo da epidemia e que, evidentemente, acelerou os processos de transformação digital tanto na iniciativa privada, quanto na pública”, destacou o secretário Lucas Ramos.

Segundo ele, o momento é para que seja pactuado tudo o que já foi discutido com a Academia, os setores produtos, as instituições de ensino superior e, também, com a própria sociedade pernambucana. “Essas políticas públicas estão sintonizadas e completamente conectadas umas com as outras. Para nós, era de fundamental importância a dedicação de nossos esforços enquanto Secti em busca de maior cooperação com as instituições que são vinculadas, a exemplo da Universidade de Pernambuco (UPE) e a Facepe de podermos fazer as entregas. E, nesses 120 dias, a gente pode fazer muitas entregas em políticas públicas que estão associadas umas com as outras”, finalizou Ramos.

O edital “Locus de Inovação”, tem o objetivo de credenciar ambientes propícios à inovação de Pernambuco formados a partir de consórcios de instituições públicas e privadas que visem contribuir para a promoção do desenvolvimento científico e tecnológico de uma determinada região em um setor econômico específico. A ideia é que 12 regiões do estado sejam beneficiadas promovendo o desenvolvimento do Cais ao Sertão de Pernambuco, em diversos setores econômicos, entre eles, o de confecções, o automotivo, o comércio, a saúde, a energia renovável e o turismo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar