Médicos fazem curso e avaliam a importância do livro caixa para o imposto de renda

Médicos fazem curso e avaliam a importância do livro caixa para o imposto de renda

O livro caixa é o instrumento contábil que registra todos os recebimentos e pagamentos efetuados pelo autônomo ou profissional liberal de forma cronológica. A importância desta imprescindível ferramenta com foco na declaração do imposto de renda para os consultórios médicos foi o tema principal do curso oferecido, entre os dias 15 e 17 de fevereiro, pela Unimed Vale do São Francisco em parceria com o Sescoop/PE.

O curso online, ministrado na plataforma Zoom pelo professor Frederico Joffily, começou chamando atenção sobre a rapidez e precisão da Receita Federal no cruzamento de informações dos contribuintes brasileiros. Depois de lembrar a permissão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) do compartilhamento de dados financeiros entre o BACEN e a RFB, sem autorização da justiça, o professor tirou dúvidas sobre o sistema de informações enviadas à Receita Federal (Sped/NFe – NFS-e).

O olhar da Receita Federal também está em todos os gastos que você faz”, alertou Joffily, explicando, passo a passo, como entender os detalhes de uma nota fiscal e diferenciar entre uma DIRF e e– Social (informações sobre retenções fiscais) e o SEFIP/e-Social, que é o documento que gera as informações para o Fisco a partir da folha de pagamento.

Para o médico cardiologista Fernando França, o curso foi extremamente proveitoso e oportuno. “Uma iniciativa imprescindível para todos nós médicos, profissionais liberais, que geralmente não nos interessamos muito pelo assunto e apenas delegamos ao contador tal ação”, ressaltou.

O cardiologista enfatizou ainda a importância do curso por esclarecer pontos relevantes sobre a Dmed, que é a declaração de serviços médicos e de saúde exigida das clínicas médicas, devendo constar nome e CPF de cada cliente que pagou por um serviço.

O diretor presidente da Unimed Vale do São Francisco, Francisco Otaviano, destacou também a qualidade do curso e enfatizou que a iniciativa vem ampliar os horizontes dos médicos cooperados que regularmente recebem capacitações nas mais diversas áreas de atuação.

Ao término do curso, o professor e consultor do Sescoop/PE, Frederico Joffily, concluiu o encontro remoto reafirmando que as melhorias tecnológicas na Receita Federal exigem mudanças de comportamento nos consultórios. “A partir deste ano, não será mais necessário baixar o programa ou aplicativo para celular do Carnê-Leão para registrar os rendimentos e gerar o DARF. O Sistema de Recolhimento Mensal Obrigatório (Carnê-Leão) já está disponível na versão web para utilização online agora para o ano-calendário 2021”, exemplificou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar