Fernandinho comemora 50 anos em Curaçá – BA e recebe artistas de várias partes do Nordeste

Fernandinho comemora 50 anos em Curaçá – BA e recebe artistas de várias partes do Nordeste

Na próxima sexta-feira (16), o município de Curaçá, no norte baiano, vai reunir artistas de várias partes do Nordeste para comemorar meio século de vida do cantor, compositor, gestor de cultura, produtor cultural e permanente militante da inclusão de crianças e adolescentes através da arte, Fernando Antônio Ferreira, o Fernandinho.

A virada cultural de comemoração, com acesso gratuito, começa às 20h, no Teatro Raul Coelho, com um concerto das crianças da Galeota das Artes. Em seguida, o público vai conferir uma sequência de shows com nomes representativos da música baiana e pernambucana a exemplo de Roberto Possídio, Paulo Soares, Mariano Carvalho e Marcone Melo.

O grande encontro artístico cultural, que tem início no teatro e depois segue na parte externa, no Rancho Bar e Espetaria, também vai contar com representantes do Estado do Ceará, Demétrius Cândido e Cícero Tapera, além de Demis Santana, Lucas Santos, Wilson Sena, Josemar Pinzoh, Ailton Nery, Maurício Menezes, Maurício Vidal, Clênio Sandes, Otávio Santana, Zé Hildo, Dedé do Mundo Novo e grupo da melhor idade.

Fernandinho é natural de Barbalha – CE, de onde foi para o Recife, depois para Petrolina, atravessando para Juazeiro, daí para Curaçá, descendo até Abaré. Nessas idas e vindas ribeirinhas, fixou raízes em Curaçá, fez família, filhos, casa, amigos, compromissos e, em seus percursos fez uma de suas maiores riquezas: seus muitos amigos, amigas, artistas, professoras, padres, loucos, apoiadores, produtores, crianças, pais e mães de crianças, vizinhos e admiradores.

Os amigos do artista estão fazendo uma campanha de apoio visando cobrir as despesas com sonorização de dentro e de fora do Teatro, iluminação e ornamentação dos espaços do evento e demais custos correlatos. Aqueles e aquelas que desejam colaborar com este presente podem utilizar o pix: 719.026.784-00 – Fernando Antônio Ferreira.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar