Raquel se compromete com fortalecimento da UPE e interiorização da qualidade de ensino

Raquel se compromete com fortalecimento da UPE e interiorização da qualidade de ensino

Os desafios da qualidade social do ensino e da pesquisa, a descentralização e o fortalecimento da Universidade de Pernambuco (UPE) foram alguns temas do encontro realizado nesta quinta (22), entre a candidata a governadora, Raquel Lyra (PSDB), a reitora professora Socorro Cavalcanti e a vice-reitora Vera Gregório, junto ao Conselho Universitário da instituição de ensino.

Acompanhada da sua vice, Priscila Krause (Cidadania), a postulante recebeu um documento que aponta sete desafios estratégicos a serem enfrentados em conjunto com os dirigentes públicos para o próximo quadriênio, e é fruto de uma percepção coletiva construída em diálogo com os servidores, docentes, técnicos e estudantes.

“Nosso governo vai avançar com a Telessaúde, com a interiorização e qualidade do ensino, e atendimento médico, permitindo que os resultados, de fato, cheguem à população”, afirmou Raquel, ao apresentar alguns compromissos do seu Plano de Governo para a UPE e suas instituições.

“Também vamos trabalhar a reestruturação física da universidade e garantir investimento, porque essa é uma demanda da governadora. Essa é uma instituição primordial para a aproximação do governo com o seu povo”, complementou Raquel.

Estão entre as reivindicações o reconhecimento do valor da UPE para o desenvolvimento social de Pernambuco, a elevação do potencial de serviços junto à sociedade, a valorização da carreira do servidor, o apoio à politica de assistência estudantil de ingresso e permanência na
universidade, o incentivo à interiorização de suas ações, a ampliacão de investimentos no ensino, pesquisa, extensão e inovação e a requalificação da estrutura física.

A UPE é a única instituição pública estadual de educação superior mantida com recursos do Governo de Pernambuco. “Essas são propostas a partir da escuta e das necessidades das nossas unidades em todo o estado. Temos um grande potencial para solucionar problemas da sociedade e, por isso, precisam ser vistos como investimento e não como gasto”, acrescentou a reitora professora Socorro Cavalcanti.

Fotos: Américo Nunes

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar