A Lei, de autoria do deputado Roberto Carlos, o ‘Bom de Bola, Bom de Escola’, que garante a matricula nas escolas dos jovens atletas, foi aprovado por unanimidade

Postado em 11 de junho de 2018 por Josélia Maria

Hospedagem WordPress

image-81901

Aprovada, por unanimidade pelos parlamentares baianos, a Lei ‘Bom de Bola, Bom de Escola’, de autoria do deputado Roberto Carlos (PDT), torna obrigatório aos clubes de futebol existentes no Estado, sejam profissionais ou amadores, que seus jogadores menores de 18 anos estejam matriculados em uma instituição de ensino. O deputado juazeirense explicou que é “rotineiro alguns clubes de futebol, escolinhas e similares treinarem a meninada para desenvolver e investir em seus talentos, visando lucrar, sem se preocupar com a formação escolar desses jovens”.

Hospedagem WordPress

Roberto Carlos considera que sua proposição vai colaborar na redução do índice de analfabetismo no país, que atinge 11,5% das crianças entre 8 e 9 anos, apesar dos avanços alcançados pelo país em diversas áreas. Ele lembra que, no caso dos meninos que sonham com um futuro dentro do campo, mas que não alcançam seu objetivo, terminam ficando “à margem do mercado de trabalho, por não terem tido a oportunidade de frequentar a escola e alcançar o aperfeiçoamento profissional.




[LoginRadius_Share]