Operação Torrentes prende mais três investigados

Postado em 16 de maio de 2018 por Josélia Maria

Hospedagem WordPress

Do G1/PE

Hospedagem WordPress

A Polícia Federal (PF) cumpriu novos mandados de prisão dentro da Operação Torrentes, que investiga o desvio de dinheiro em obras de reconstrução em cidades atingidas por enchentes em Pernambuco e seca no Maranhão. Três pessoas foram presas preventivamente, ou seja, por tempo indeterminado, ontem, no Recife, Jaboatão dos Guararapes e São Luís (MA).

Foi preso o coronel da reserva da Polícia Militar do Maranhão, Carlos Roberto de Souza Lima, no bairro Renascença, em São Luís. Ele já havia sido alvo de mandado de busca e apreensão na residência dele, no Maranhão, dentro da Operação Torrentes 2, e foi indiciado por tráfico de influência, que prevê pena de até cinco anos.

Também foi preso o advogado Daniel Pereira da Costa Lucas, 51 anos, no bairro de Piedade, em Jaboatão, no Grande Recife. Ele foi indiciado por corrupção ativa, peculato e lavagem dinheiro. As penas podem ultrapassar 20 anos de reclusão. Ele foi preso três vezes dentro da Operação Torrentes 1 e 2.

Ainda foi preso o pastor evangélico José Bezerra dos Santos, 62 anos, no bairro do Espinheiro, na Zona Norte do Recife. Ele foi indiciado por tráfico de influência. O religioso ainda não havia sido preso dentro da Operação Torrentes.

As prisões preventivas foram decretadas pela 13ª Vara da Justiça Federal. Os três presos foram interrogados pela PF e encaminhados para o exame do corpo de delito.

Em seguida, passaram por audiência de custódia, onde foram confirmadas as prisões preventivas. Eles já foram levados para unidade prisionais não informadas.




[LoginRadius_Share]