Deputados estaduais aprovam balanço e manifestam apoio a novos projetos em Suape

Postado em 20 de Abril de 2017 por Josélia Maria

Hospedagem WordPress

O vice-governador de Pernambuco e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry, e o presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Marcos Baptista, receberam, nesta quinta-feira (20/07), uma comitiva de deputados estaduais na sede do Prédio da Autoridade Portuária (PAP). No encontro, foi apresentado aos parlamentares o balanço de 2016 em Suape e as principais ações previstas para este ano. Durante a reunião, os deputados manifestaram apoio às iniciativas planejadas para 2017, que ganharão mais força com a devolução da autonomia do Porto de Suape ao Estado, programada para o próximo dia 27, em evento que contará com a presença do presidente Michel Temer.

Hospedagem WordPress

Pela Assembleia Legislativa, participaram do encontro Aluísio Lessa (PSB), presidente da comissão de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Costa (PMDB), vice-presidente da comissão, além dos deputados Tony Gel (PMDB), Gustavo Negromonte (PMDB), Simone Santana (PSB) e Zé Maurício (PP). Na ocasião, Lessa pontuou a importância da aproximação dos deputados com os integrantes da autoridade portuária, para conhecer projetos que estão na pauta de Suape, como o novo Terminal de Contêineres, o Tecon 2. “Queremos nos alinhar ainda mais e saber como podemos nos integrar com a pauta de desenvolvimento econômico”, pontuou.

Na reunião, Raul Henry apresentou os números positivos de Pernambuco.  Ele também destacou a força industrial do Estado, apontando que só em Suape existem mais de 18 mil postos de trabalho ativos, distribuídos em 10 polos de desenvolvimento, que geram renda e melhoram a economia da região. “Pernambuco possui um diferencial. Nós temos mão-de-obra qualificada em nossas indústrias, temos capital humano de qualidade. Com a autonomia que conquistaremos em breve, nossa intenção é gerar ainda mais postos de trabalho e melhorar a qualidade de vida dos pernambucanos”, confirmou Raul.

O encontro seguiu com a apresentação dos números de Suape e o planejamento para 2017, realizada pelo presidente Marcos Baptista. Ano passado, o Porto de Suape registrou a maior taxa de crescimento entre os 10 maiores portos públicos do país, alcançando a 5ª posição no ranking nacional na movimentação geral de cargas. Foram 22,74 milhões de toneladas de cargas movimentadas, registrando crescimento de 15% em relação a 2015. No cenário nacional, o atracadouro também é líder na movimentação de cargas por cabotagem de acordo com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Em um comparativo da última década, o Porto pernambucano evoluiu 450% neste tipo de movimentação, passando de 2,8 milhões de toneladas (2005) para 15,4 milhões de toneladas de cargas transportadas entre os portos nacionais em 2016.

O vice-presidente da comissão, Ricardo Costa, demostrou satisfação com os números apresentados. “Saio daqui impressionado com o que vejo e o que se tem por fazer. Temos aqui, diante de nossos olhos, a concretização de um sonho que começou com Eraldo Gueiros e é hoje um sucesso graças à boa administração dos que aqui trabalham. Pernambuco está de pé e, como bom pernambucano, tenho orgulho de pertencer a este time de políticos que constroem um estado melhor” disse.

Tecon 2

O novo terminal de contêineres, o segundo a ser implantado no Porto de Suape, será instalado numa área com 900 metros de cais (com 2 berços para atracação) e com uma retroárea de 250 mil m2, com possibilidade de expansão da área. O terminal terá capacidade projetada para movimentar entre 1 e 1,2  milhão de TEUs (unidade de medida equivalente a 20 pés) por ano. Somada a atual capacidade do Tecon Suape, o porto poderá movimentar 1,7 milhão de TEUs/ano. O investimento previsto é de R$ 1 bilhão, sendo direcionado para a construção dos cais e berços, dragagem, instalação de equipamentos e retroárea.

A administração de Suape lançou, no dia 04 de abril de 2017, o edital para atualização dos Estudos de Viabilidade Técnica e Econômico-Financeira do Tecon 2. O vencedor da licitação terá 90 dias, prorrogáveis por igual período, após a assinatura da Ordem de Autorização de Serviços para entregar os estudos. O termo de referência e o edital estão disponíveis no endereço eletrônico www.compras.pe.gov.br. Os estudos serão desenvolvidos em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística( EPL), vinculados ao Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do Governo Federal.

Os primeiros estudos sobre o novo Tecon foram enviados à Secretaria de Portos da Presidência da República em 2012, antes da sanção da Nova Lei dos Portos (12.815/2013), que centralizou todas decisões e procedimentos sobre as concessões e arrendamentos das áreas portuárias nos órgãos federais. Após a atualização e aprovação dos EVTEFs, Suape deve realizar audiência pública até o fim do ano. Caso tudo transcorra dentro dos prazos previstos, a licitação do Tecon 2 deve acontecer no primeiro semestre de 2018.




[LoginRadius_Share]