Governador visita Centro de Gestão e Guarda de Documentos da Cepe

Postado em 16 de junho de 2017 por Josélia Maria

Hospedagem WordPress
Estrutura abriga os serviços de digitalização, gestão e guarda de todo o acervo documental do Estado
 
O governador Paulo Câmara visitou, na manhã desta sexta-feira (16.06), o Centro de Gestão e Guarda de Documentos (CGGD) da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe),  localizado no Cone Multimodal de Suape, no Cabo de Santo Agostinho – Região Metropolitana do Recife. O local, responsável pelos serviços de digitalização, gestão e guarda de todo o acervo documental do Estado, possui uma estrutura de 5.880 m2, com capacidade de armazenamento de 990 mil caixas box e digitalização de 4 milhões de imagens por mês. 
 
“Estamos vivendo na era do conhecimento, do mundo digital e há uma necessidade de estarmos permanentemente buscando opções que agreguem tecnologia, que sejam economicamente viáveis e que garantam a integridade das documentações. E o nosso Governo trabalha antenado nessas questões. Buscamos eficiência, economicidade e, acima de tudo, a garantia da preservação dos nossos documentos. E isso está sendo feito de forma muito profissional pela Cepe”, destacou Paulo, após conhecer as dependências administrativa e operacional do galpão.
Paulo destacou ainda que o serviço, ao diminuir a necessidade de circulação de papéis, contribui com a promoção da sustentabilidade. “Pernambuco tem uma história rica e que precisa ser preservada, assim como seus documentos. Então, o que a gente encontra aqui é a garantia da segurança e da preservação de todo o acervo estadual. E isso nos garante, também, a  possibilidade de termos qualidade, preço e um cuidado maior com o meio ambiente”, cravou.
 
Com a Lei Estadual nº 15.529, de 23 de junho de 2015, a Cepe passou a ter a exclusividade na gestão operacional relativa à execução dos serviços de digitalização, gestão e guarda de documentos de caráter intermediários, do acervo documental dos órgãos da administração direta e indireta estadual, podendo ser contratada por inexigibilidade.
 
E para oferecer mais comodidade e agilidade no acesso à informação e segurança na documentação, a área de armazenamento do CGGD possui altura de 12m e estantes porta pallets de 10m, tudo protegido e equipado com sistema CFTV, preventivo e brigada anti-incêndio, além do controle de acesso com vigilância 24 horas. A estrutura conta com equipe altamente capacitada para os serviços de digitalização e acervo de qualquer tipo, tamanho e estado de documento. 
 
O diretor-presidente da Cepe, Ricardo Leitão, pontuou os benefícios do serviços de digitalização documental. “Nós empregamos 215 pessoas, gerando emprego para a população, e cobramos 30% a menos que as empresas privadas cobrariam pelo mesmo serviço. Temos a consciência que preservar documentos administrativos que, no futuro, podem se transformar em patrimônios históricos é um dever da Cepe como missão institucional e é um trabalho que a gente acredita ser essencial para o futuro do Estado”, ressaltou. Leitão lembrou ainda que foram investidos pela Companhia um total de R$ 3,6 milhões no CGGD, e faturados, até o momento, um total de R$ 9,2 milhões. 
 
A Cepe atende as Secretarias de Educação, Administração e Saúde, Corpo de Bombeiros, Arquivo público, Porto do Recife, Lafepe, CPRH, Funape, Copergás, Fundação Hemope, Instituto Dom Helder Câmara, IRH, Compesa e Detran. Foram contabilizadas, até o momento, cerca de 13 milhões de digitalizações, organização de aproximadamente 5 milhões de conjuntos documentais e armazenamento de 320.000 caixas box.
Fotos:Wagner Ramos
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress



[LoginRadius_Share]