Destaques

PMBA PARTICIPA DA CAMPANHA NATAL SEM FOME

O Comando de Policiamento da Região Norte (CPRN) aderiu a Campanha Natal sem Fome promovida pela Or ...

Bolsonaro recebe nesta segunda diploma do TSE que confirma resultado da eleição

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, durante formatura de oficiais combatentes do Exército na Acade ...

Em evento da FIEPE, consultora explica para empresários de Petrolina as grandes mudanças da reforma trabalhista

“Eu não vinculo apenas a reforma trabalhista à geração de empregos. Na verdade, o status de pl ...

Outubro Rosa - Instituto Ivete Sangalo Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
RADIO WEB JUAZEIRO
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Lista de Links

Coordenador de campanha da Chapa 1 sofre sequestro relâmpago em Petrolina

Postado em 2 de novembro de 2013 por Josélia Maria

marcia e deomiro
image-16086

Um dos coordenadores de campanha da Chapa 1, que concorre à eleição do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina – PE, sofreu um sequestro relâmpago na tarde desta sexta-feira (1º). Deomiro Santos, que também é sobrinho do candidato a presidente, Francisco Pascoal (Chicôu), e sua esposa, Márcia Regina Cordeiro, médica do PSF do bairro Pedro Raimundo, foram abordados nas proximidades do povoado que Catinguinha, por dois homens numa moto, que estavam armados.

Eles saiam de sua chácara particular em direção ao Centro de Petrolina. Os bandidos entraram no carro e seguiram com o casal até um local de caatinga fechada, nas proximidades da comunidade da Tapera, onde eles foram liberados e tiveram o carro roubado. O boletim de ocorrência já foi registrado.

Este já é o segundo atentado envolvendo integrantes da Chapa 1. No dia 18 de outubro, a atual diretora de Política Sindical, Simone Paim, sofreu um sequestro relâmpago em Petrolina. Vale destacar que Simone também é candidata que integra a Chapa 1, encabeçada por Chicôu.




jr telecom

Guilherme Coelho chama de “amputação da esperança sertaneja” a nova proposta do Canal do Sertão

Postado em 2 de novembro de 2013 por Josélia Maria

996939_356861237793644_182451689_n
image-16080

Centenas de moradores do município de Ouricuri e de cidades do Araripe pernambucano se reuniram  no Salão Paroquial da cidade, para discutir sobre o projeto hídrico chamado Canal do Sertão. O encontro foi organizado pela CDL de Ouricuri, juntamente com a Câmara de Vereadores e Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município.

A proposta do evento foi explanar, junto à comunidade, a concepção original do Projeto Canal do Sertão, em contraposição aos cortes feitos pelo Governo Federal, que reduzem consideravelmente as áreas que seriam beneficiadas com água para irrigação. Os detalhes desta grande obra foram apresentados pelo ex-técnico da Codevasf, Otávio Alves, hoje secretário de Irrigação no município de Petrolina.

Na oportunidade, o vice-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, fez duras críticas à proposta de redução do Canal. “O que o governo está propondo é uma amputação da esperança sertaneja. O Canal do Sertão é um projeto redentor para o povo do nordeste, em especial do Araripe, que espera por esta obra há mais de uma década. O que estamos fazendo aqui, hoje, é acordando a sociedade, antes que seja tarde demais.”

1383508_356861607793607_1054465170_n
image-16081

Inconformado com a estagnação do projeto, Guilherme Coelho complementou: “É inaceitável que os políticos desta terra tenham passado pelo poder e nada fizeram pelo Canal do Sertão. Há sete anos tivemos representação política da região como Secretário de Estado, Ministro do Estado, alinhado ao Governo Dilma, e ao invés de avançar e ser ampliado, o projeto é drasticamente cortado.”

Outras lideranças e representantes de entidades presentes no encontro fizeram suas críticas. Entre eles, o sempre deputado Osvaldo Coelho, idealizador da proposta original do Canal, que levou uma gamela – espécie de tigela de madeira – , repleta de frutas oriundas de projetos de irrigação em Petrolina, comentando: “estas maravilhas são o que vocês deixam de produzir por não terem o Canal do Sertão”.

1393992_356861947793573_1189356158_n (1)
image-16082

Também estava presentes no evento o presidente da Comissão criada para mobilizar a construção do Canal do Sertão, Antônio Fernandes; o deputado estadual Raimundo Pimentel; e o presidente da Associação de Vereadores do Araripe, Ubirajada Araripe. Além destes, recebendo os convidados, estavam os anfitriões da casa, o presidente da CDL de Ouricuri, Assis Junior, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ouricuri, Ferrinho; e o presidente da Câmara de Vereadores, Gildejânio Melo.

O Canal do Sertão ORIGINAL

Originalmente, o Projeto Canal do Sertão foi concebido a partir de uma proposição do Deputado Osvaldo Coelho ao Dr. Airson Bezerra Lócio, presidente da CODEVASF, em 1995.

Sua implantação integral beneficiaria cerca de 139 mil hectares, em 17 cidades da região, a saber: Dormentes, Santa Filomena, Santa Cruz, Ouricuri, Parnamirim, Ipubi, Granito, Exú, Bodocó, Araripina, Moreilândia, Trindade, Petrolina, Afrânio, Cedro, Serrita, Casa Nova – esta última na Bahia.

Com a alteração proposta pelo Governo Federal, o Canal do Sertão passa a ter apenas 40 mil hectares, e quatro cidades contempladas, excluindo todo o Sertão do Araripe (Araripina, Trindade, Ipubi, Ouricuri, Bodocó, Exú, Granito e Moreilândia).





Oficina aborda aspectos fundamentais da importação

Postado em 2 de novembro de 2013 por Josélia Maria

O Centro Internacional de Negócios da FIEPE realiza, na segunda-feira (4), oficina sobre custos, tributação e formação de preços na importação. Voltado para profissionais que atuam em áreas como contabilidade, estoque e finanças de empresas importadoras, o curso traz conteúdo sobre impostos, despesas operacionais e aspectos legais. As aulas vão das 8h30 às 17h30, na sede da entidade, no Recife. As inscrições podem ser feitas no site da Federação (http://fiepe.org.br/cursos-eventos/#oficina-custos-tributacao-e-formacao-de-precos-na-importacao-recife). Mais informações: 3412-8400 ou comercial@fiepe.org.br.





Por palanque próprio, PSB entregará cargos no governo da Bahia

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

image_large
image-16075

Da Agência Estado

Provável candidato ao Palácio do Planalto no ano que vem, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e a ex-ministra de Meio Ambiente, Marina Silva, anunciarão juntos, em Salvador, a entrega dos cargos do PSB no governo Jaques Wagner (PT) e o lançamento da pré-candidatura da senadora Lídice da Mata (PSB) a governadora em 2014. O evento, antecipado nesta quinta-feira, 31 pela coluna Direto da Fonte, ainda não tem data marcada, mas será o primeiro movimento político concreto da dupla.

Segundo dirigentes do consórcio PSB/Rede, a ideia é que o lançamento seja feito na abertura do primeiro encontro conjunto dos dois partidos na região Nordeste. A candidatura de Lídice já era ventilada pelo PSB, mas só foi sacramentada com a chegada de Marina. “Nós vamos deslocar o eixo nacional da Rede de Sustentabilidade para a Bahia”, afirma Julio Rocha, coordenador da Rede no Estado e ex-vice presidente do PT baiano.

O dirigente ressalva, porém, que a decisão não significa que a campanha de Lídice será de oposição a gestão de Wagner. “O PSB na Bahia tem um perfil marcadamente de esquerda. Não faremos uma festa do rompimento, mas um ato político”, diz.

Hoje, o partido de Eduardo Campos participa do governo petista na Bahia com os cargos de secretário de Turismo e presidente da Bahiatursa, a empresa que gere o setor no Estado, acumulados por Domingos Leonelli.




jr telecom

Nona plenária do Prefeitura Participativa será no Alto do Cocar

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

imagem422
image-16072

Moradores do bairro Alto do Cocar e comunidades adjacentes terão a oportunidade de participar do debate entre população e gestão municipal, durante a nona plenária do Programa Prefeitura Participativa. O evento acontece nesta sexta-feira (1), a partir das 19h, na Escola Municipal Julia Elisa Coelho.

A plenária é um espaço para os petrolinenses – inclusive as crianças – exporem suas reivindicações, sugestões e opiniões sobre os rumos da administração municipal. Segundo a coordenação do programa, as maiores reivindicações dizem respeito às áreas de saúde, esporte e infraestrutura.

Ao todo serão realizadas 26 plenárias, em 20 Regiões Administrativas (RA’s) onde a população ajudará o Executivo Municipal a planejar ações para o quatriênio 2014-2017.




jr telecom

Ação Pioneira Incentiva Produção de Galinha em Pernambuco

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

 

doação de kits para criação de galinhas 2
image-16068

Em uma ação pioneira, 160 famílias rurais receberam, das mãos secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos, kits do Projeto de Criação de Galinha de Capoeira para a Agricultura Familiar, em solenidade realizada na última quarta-feira (31/10), na Unidade de Beneficiamento de Sementes do IPA, em Petrolina. Com investimentos de R$ 315 mil, o projeto contempla, inicialmente, agricultores da região Submédio do São Francisco: Orocó, Lagoa Grande, Petrolina e Afrânio.

Os kits, doados por meio de 32 associações e cooperativas destinadas a apoiar a atividade produtiva da avicultura, são compostos por material de infraestrutura como tela, carro de mão e madeiras para a confecção do galinheiro, criação de aves e produção de ração para todo o ciclo de criação. “Essa conquista é fruto do empenho e integração das associações que, junto ao governo está gerando mais uma importante alternativa de renda e produção. Por isso, eu assumo o compromisso de acompanhar com vocês o desenvolvimento dessa ação”, destacou Aldo Santos.

Doação de kits para criação de galinhas 1
image-16069

O custo estimado para produção de galinha é de R$ 7,50 por animal com 90 a 120 dias. A venda é comercializada em média por R$ 30 o animal abatido com 2,3 kg. “Com a assistência técnica do IPA, vamos ampliar a atividade da avicultura em nosso Estado, viabilizando mais uma alternativa eficiente para a convivência com o semiárido”, falou o diretor de Extensão Rural do IPA, Genil Gomes.

De acordo com veterinário do IPA e responsável pelo projeto, Paulo Nogueira, a baixa produtividade, alta mortalidade, ausência de cuidados higiênicos e sanitários, são, atualmente, os principais gargalos que afetam economicamente a produção e comercialização da ave. “O nosso foco é levar conhecimento e tecnologias aos produtores a fim de reverter essa situação”, afirmou Nogueira.




jr telecom

Política Nacional de Convivência com o Semiárido ganha espaço na pauta governamental

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

seminário política nacional de convivência com o semiárido
image-16065

O debate a respeito da criação de uma Política Nacional de Convivência com o Semiárido aconteceu em um seminário de dois dias durante o Semiáridoshow 2013, um debate que foi para as ruas no último Encontro Nacional da Articulação do Semiárido Brasileiro (EnconASA), em 2012, e já vem sendo discutido também no âmbito dos governos.

No segundo dia do seminário “Ações de enfrentamento aos efeitos da seca e as Políticas de Convivência com o Semiárido”, começou com a palestra “A seca como fenômeno recorrente: Semiárido pós-seca”, antecedendo o painel sobre “Políticas de Convivência com o Semiárido”. Estiverem presentes representantes de órgãos dos governos municipais, estaduais, das Organizações Não Governamentais, estudantes e a sociedade civil, especialmente agricultores/as familiares das Caravanas que visitaram a Feira.

Roberto Marinho Alves da Silva, Secretário Adjunto da Secretaria Nacional de Economia Solidária TEM, deu início ao seminário com a palestra, parabenizando a Embrapa e Irpaa, pela iniciativa de discutir a política pública para Convivência com o Semiárido. Durante sua palestra pontuou que a população do Semiárido tem tido uma maior capacidade de resistência aos impactos da estiagem prolongada e considera que um dos fatores responsáveis para isso é a mobilização e o controle social.

O Segundo painel foi composto por Elisângela dos Santos Araújo, representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar – FETRAF, Geraldo Machado, Superintendente SENAR/BA – FAEB, José Carlos Morais, representante da Articulação do Semiárido Brasil- ASA Brasil e Jerônimo Rodrigues Souza, assessoria especial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). De acordo com José Carlos, está sendo pintado outro quadro do Semiárido brasileiro, a partir da ruptura do “combate à seca” para a construção das alternativas de Convivência com o Semiárido, porém ele ressalta que para “além do que vai ser feito é preciso ter cuidado de como vai ser feito”, no debate da política pública.

Durante o debate um dos coordenadores do evento, Ademilson da Rocha (Tiziu), do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa), reafirma a necessidade de lutar pelas questões fundiárias. Em relação ao acesso à terra, Elisângela Araújo chama atenção para o crescimento da compra de terras brasileiras por empresas estrangeiras, sendo uma ameaça para as/os pequenos/as produtores/as.

Para Jerônimo Rodrigues, o SemiáridoShow tem proporcionado uma troca de conhecimentos entre os representantes do governo, agricultores, organizações civil, ajudando a circular informações que vem contribuir na construção da política pública voltada para a região semiárida. Ele ainda comenta sobre a parceria entre a Embrapa e o Irpaa, ressaltando que o “Irpaa traz para dentro do governo uma contribuição valiosa de tecnologia social”, afirmou.

Para encerrar o evento, que reuniu diversas representações de estados do Semiárido, o Programa Brasil Sem Miséria esteve em pauta, assim como o debate a respeito das desafios e perspectivas da transferência de tecnologia. As palestras e os painéis foram finalizados com os encaminhamentos e sugestões que vão contribuir na criação da Política Nacional de Convivência com o Semiárido, as quais foram relatadas pela organização do evento.

 

 




jr telecom

Petrolina sediará Desafio de Remo e Copa Nordeste de Jet Ski

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

DSC06099
image-16058

Com o propósito de instigar a prática de esportes aquáticos na cidade de Petrolina, a Usina de Projetos e a secretaria de Esportes do município conseguiram aprovar, junto ao Ministério dos Esportes, a realização do Desafio de Remo Norte/ Nordeste e da Copa Nordeste de Jet Ski.

O Desafio Remo Norte acontecerá pela primeira vez em Petrolina entre os dias 21 e 24 de novembro. O projeto tem como parceira a Federação Pernambucana de Remo, entidade responsável pela prática da modalidade no Estado. Os recursos para o evento são provenientes do Ministério dos Esportes e de contrapartidas municipais. Ao todo R$ 326.190,00 serão investidos.

“Através do Desafio Remo Norte/Nordeste iremos massificar a prática do remo em nosso município e Estado. Vamos atrair diversos atletas para a nossa região, além de fomentarmos a economia e o turismo local”, afirma a gestora da Usina de Projetos, Marlise Mainardes.

Já a Copa Nordeste de Jet Ski, que estará em sua segunda edição, será realizada no mês de dezembro e contará com o apoio da Associação Pernambucana de Atletas de Jet Ski (APAJET). Assim como o Desafio de Remo Norte/ Nordeste, a Copa Nordeste de Jet Ski contribuirá para o desenvolvimento técnico e desportivo da modalidade em Petrolina.

“São dois eventos que prometem atrair diversos olhares para Petrolina e para o Rio São Francisco, que ainda é pouco utilizado em competições esportivas no Brasil. Os adeptos dessas modalidades ficarão mais estimulados a prática desses tipos de esportes na região, bem como poderão testar o nível técnico durante as provas”, frisa o secretário de Esportes de Petrolina, Britto Junior, acrescentando que a programação tanto do Desafio de Remo como da Copa Nordeste de Jet Ski será divulgada nos próximos dias.

Os recursos para a realização da Copa Nordeste de Jet Ski também são oriundos do Ministério dos Esportes e de contrapartidas municipais. Serão investidos R$ 401.170.00.