Destaques

Raul Henry vai ao interior de Pernambuco para agradecer votação conquistada

Deputado federal eleito iniciou viagem pelo Sertão, na última sexta-feira (7), onde visitou seis c ...

MEI recebe isenção de taxas

Devido à uma solicitação nacional de diversas entidades, incluindo o Fórum Estadual da Micro e P ...

PMBA PARTICIPA DA CAMPANHA NATAL SEM FOME

O Comando de Policiamento da Região Norte (CPRN) aderiu a Campanha Natal sem Fome promovida pela Or ...

Outubro Rosa - Instituto Ivete Sangalo Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
RADIO WEB JUAZEIRO
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Lista de Links

Política Nacional de Convivência com o Semiárido ganha espaço na pauta governamental

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

seminário política nacional de convivência com o semiárido
image-16065

O debate a respeito da criação de uma Política Nacional de Convivência com o Semiárido aconteceu em um seminário de dois dias durante o Semiáridoshow 2013, um debate que foi para as ruas no último Encontro Nacional da Articulação do Semiárido Brasileiro (EnconASA), em 2012, e já vem sendo discutido também no âmbito dos governos.

No segundo dia do seminário “Ações de enfrentamento aos efeitos da seca e as Políticas de Convivência com o Semiárido”, começou com a palestra “A seca como fenômeno recorrente: Semiárido pós-seca”, antecedendo o painel sobre “Políticas de Convivência com o Semiárido”. Estiverem presentes representantes de órgãos dos governos municipais, estaduais, das Organizações Não Governamentais, estudantes e a sociedade civil, especialmente agricultores/as familiares das Caravanas que visitaram a Feira.

Roberto Marinho Alves da Silva, Secretário Adjunto da Secretaria Nacional de Economia Solidária TEM, deu início ao seminário com a palestra, parabenizando a Embrapa e Irpaa, pela iniciativa de discutir a política pública para Convivência com o Semiárido. Durante sua palestra pontuou que a população do Semiárido tem tido uma maior capacidade de resistência aos impactos da estiagem prolongada e considera que um dos fatores responsáveis para isso é a mobilização e o controle social.

O Segundo painel foi composto por Elisângela dos Santos Araújo, representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar – FETRAF, Geraldo Machado, Superintendente SENAR/BA – FAEB, José Carlos Morais, representante da Articulação do Semiárido Brasil- ASA Brasil e Jerônimo Rodrigues Souza, assessoria especial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). De acordo com José Carlos, está sendo pintado outro quadro do Semiárido brasileiro, a partir da ruptura do “combate à seca” para a construção das alternativas de Convivência com o Semiárido, porém ele ressalta que para “além do que vai ser feito é preciso ter cuidado de como vai ser feito”, no debate da política pública.

Durante o debate um dos coordenadores do evento, Ademilson da Rocha (Tiziu), do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa), reafirma a necessidade de lutar pelas questões fundiárias. Em relação ao acesso à terra, Elisângela Araújo chama atenção para o crescimento da compra de terras brasileiras por empresas estrangeiras, sendo uma ameaça para as/os pequenos/as produtores/as.

Para Jerônimo Rodrigues, o SemiáridoShow tem proporcionado uma troca de conhecimentos entre os representantes do governo, agricultores, organizações civil, ajudando a circular informações que vem contribuir na construção da política pública voltada para a região semiárida. Ele ainda comenta sobre a parceria entre a Embrapa e o Irpaa, ressaltando que o “Irpaa traz para dentro do governo uma contribuição valiosa de tecnologia social”, afirmou.

Para encerrar o evento, que reuniu diversas representações de estados do Semiárido, o Programa Brasil Sem Miséria esteve em pauta, assim como o debate a respeito das desafios e perspectivas da transferência de tecnologia. As palestras e os painéis foram finalizados com os encaminhamentos e sugestões que vão contribuir na criação da Política Nacional de Convivência com o Semiárido, as quais foram relatadas pela organização do evento.

 

 





Petrolina sediará Desafio de Remo e Copa Nordeste de Jet Ski

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

DSC06099
image-16058

Com o propósito de instigar a prática de esportes aquáticos na cidade de Petrolina, a Usina de Projetos e a secretaria de Esportes do município conseguiram aprovar, junto ao Ministério dos Esportes, a realização do Desafio de Remo Norte/ Nordeste e da Copa Nordeste de Jet Ski.

O Desafio Remo Norte acontecerá pela primeira vez em Petrolina entre os dias 21 e 24 de novembro. O projeto tem como parceira a Federação Pernambucana de Remo, entidade responsável pela prática da modalidade no Estado. Os recursos para o evento são provenientes do Ministério dos Esportes e de contrapartidas municipais. Ao todo R$ 326.190,00 serão investidos.

“Através do Desafio Remo Norte/Nordeste iremos massificar a prática do remo em nosso município e Estado. Vamos atrair diversos atletas para a nossa região, além de fomentarmos a economia e o turismo local”, afirma a gestora da Usina de Projetos, Marlise Mainardes.

Já a Copa Nordeste de Jet Ski, que estará em sua segunda edição, será realizada no mês de dezembro e contará com o apoio da Associação Pernambucana de Atletas de Jet Ski (APAJET). Assim como o Desafio de Remo Norte/ Nordeste, a Copa Nordeste de Jet Ski contribuirá para o desenvolvimento técnico e desportivo da modalidade em Petrolina.

“São dois eventos que prometem atrair diversos olhares para Petrolina e para o Rio São Francisco, que ainda é pouco utilizado em competições esportivas no Brasil. Os adeptos dessas modalidades ficarão mais estimulados a prática desses tipos de esportes na região, bem como poderão testar o nível técnico durante as provas”, frisa o secretário de Esportes de Petrolina, Britto Junior, acrescentando que a programação tanto do Desafio de Remo como da Copa Nordeste de Jet Ski será divulgada nos próximos dias.

Os recursos para a realização da Copa Nordeste de Jet Ski também são oriundos do Ministério dos Esportes e de contrapartidas municipais. Serão investidos R$ 401.170.00.




jr telecom

Técnicos de Moçambique visitam o SemiáridoShow

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

Um grupo de sete técnicos em saneamento rural de Moçambique visitou, , a Feira de Agricultura Familiar SemiáridoShow. Eles estão em Petrolina (PE) desde o dia 24  de outubro, para participar do curso de Qualificação de Água e Saneamento Ambiental e Sistemas de Captação e Abastecimento de Água, promovido pela Embrapa Semiárido, e aproveitaram a oportunidade para conhecer as tecnologias expostas na feira.

A vinda dos moçambicanos ao Brasil é financiada pela Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), através do Projeto de Promoção da Sustentabilidade de Abastecimento de Água, Higiene e Saneamento Rural instalado na província de Niassa, no país africano. Para o consultor da Jica, Shoichi Yokogi, o objetivo do intercâmbio é “conhecer um pouco a tecnologia usada no Semiárido brasileiro, que tem índices pluviométricos parecido com os de Niassa”.

O grupo conheceu várias tecnologias de captação e armazenamento de água utilizadas no Semiárido, entre elas a cisterna calçadão, a barragem subterrânea e o barreiro trincheira. “É muito interessante, vamos divulgar para aplicar no nosso país”, comentou o moçambicano sobre as tecnologias, João Batista.

Na feira estão expostas também as “tecnologias vivas”, como são chamadas as produções agrícolas, além da realização de minicursos, palestras, seminários, e a 2ª edição da Vila de Economia Solidária, espaço para comercialização e exposição de produtos da agricultura familiar. O SemiáridoShow acontece até esta sexta-feira, 1º de novembro, e é aberto ao público, das 8h às 17h.




jr telecom

Fernando Bezerra recebe homenagens em Salgueiro e Parnamirim

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

O ex-ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, viaja, nesta sexta-feira (1º), para receber homenagens pelos serviços prestados a dois municípios do sertão central de Pernambuco. Às 11h, FBC será agraciado com o título de cidadão de Parnamirim, na Câmara Municipal. No mesmo dia, às 19h, Bezerra segue para Salgueiro, onde será diplomado cidadão salgueirense.

As duas honrarias foram concedidas em virtude de ações realizadas por Fernando Bezerra em Salgueiro e Parnamirim, principalmente, no período em que esteve no comando do Ministério da Integração Nacional. Salgueiro é um dos principais municípios beneficiados pelas obras do Projeto São Francisco, que já geraram milhares de empregos na cidade e vão garantir o abastecimento de água para milhões de sertanejos. Em Parnamirim, o ministro também teve atuação destacada na liberação de recursos para ações de combate à seca e de estruturação de sistemas de abastecimento.

Além de receber as honrarias, o ex-ministro terá encontros políticos com os prefeitos, vereadores e lideranças das duas cidades, e concederá entrevista coletiva à imprensa.

Agenda

11h – Solenidade de entrega de título de cidadão de Parnamirim.

Local: Câmara Municipal de Parnamirim

13h – Almoço com prefeito Nininho e lideranças de Parnamirim;

18h – Fernando Bezerra concede entrevista à imprensa, em Salgueiro

Local: Instituto Federal do Sertão

19h – Entrega do título de cidadão salgueirense

Local: Instituto Federal do Sertão

20h – Jantar com o prefeito Marcones Libório e autoridades de Salgueiro.




jr telecom

ARQUIVO PÚBLICO DE PERNAMBUCO TEM O MAIOR ACERVO DE JORNAIS E PERIÓDICOS DO BRASIL

Postado em 1 de novembro de 2013 por Josélia Maria

Criado em 1945 para armazenar os documentos oficiais do governo, o Arquivo Público  Estadual Jordão Emerenciano, de Pernambuco, é hoje um dos maiores acervos brasileiros não só de documentos e obras raras, como também dispõe da maior coleção de jornais e periódicos da América Latina. São 12 mil títulos de publicações da imprensa pernambucana, brasileira e de outros países, constituindo, assim, uma preciosa fonte de pesquisa para historiadores, pesquisadores e estudantes.

Funcionando em dois grandes prédios (um na Rua do Imperador, bairro de São José, outro na Rua Imperial, em Afogados, Recife), o Arquivo Público Estadual fica aberto ao público de segunda à sexta, das 08h às 17h e as consultas são gratuitas. De acordo com o seu coordenador-geral, jornalista Pedro Moura, o Arquivo atende a uma média de 100 pesquisadores/mês só na Hemeroteca, ou seja, no setor onde estão arquivados jornais e outras publicações periódicas.

O mais antigo exemplar de jornal da coleção do Arquivo Público Jordão Emerenciano é a edição nº 01 da Aurora Pernambucana, de 27 de março de 1821. Outra raridade é a primeira edição do Diário de Pernambuco, publicada dia 07 de novembro de 1825. Entre os livros raros, a mais antiga obra é uma edição de 1586 do livro “História da Navegação no Brasil”, de Jean de Léry, escrito em latim e ricamente ilustrado com desenhos a bico de pena.

O Arquivo Público de Pernambuco está dividido em quatro grandes setores: 1- Arquivo Permanente, contendo documentos manuscritos dos séc. XVII a XIX e documentos impressos entre os séc. XX e XXI, além do acervo iconográfico e cartográfico; 2 – Arquivos Intermediários, compostos de documentos recolhidos das secretarias, órgãos e autarquias do Estado; 3 – Hemeroteca, jornais e periódicos das séc. XIX a XXI; 4 – Biblioteca de Apoio, obras dos séc. XVI a XXI.

Confira, no vídeo a seguir, um pouco da história e do rico acervo do Arquivo Público de Pernambuco: http://youtu.be/aGIQF1ouiKc





Conselho da EPC avança na estruturação da primeira empresa de comunicação estadual do país

Postado em 31 de outubro de 2013 por Josélia Maria

foto(182)
image-16048

O planejamento orçamentário para 2014, a digitalização do sinal, conforme determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), além da criação de um grupo de trabalho para discutir e elaborar da minuta do regimento interno foram os principais pontos discutidos, hoje (31), na primeira reunião extraordinário do Conselho Administrativo da Empresa Pernambucana de Comunicação (EPC S/A), presidido pelo secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar. Também foi alvo dos debates, a transmissão de 25% de programas locais e regionais, o que definirá o perfil da emissora, de forma que a programação valorize a cultura local.

EPC1
image-16049

Durante o encontro, que ocorreu no auditório da Secretaria de Ciência e Tecnologia, no Bairro do Recife, o secretário Tadeu Alencar lembrou que é necessário eleger prioridades na utilização dos recursos, uma vez que o mundo passa por uma retração econômica, de forma que é necessário atender as demandas mais urgentes, deixando as ações restantes para um segundo momento, obedecendo de forma lógica a essencialidade e o tempo definido no plano de ação da emissora.

A Empresa Pernambucana de Comunicação é a segunda do país e a primeira estadual, tendo sido criado pelo governador Eduardo Campos em 2 de janeiro deste ano. Seu Conselho Administrativo é Composto por 13 membros – seis representantes da sociedade civil, seis do Governo do Estado e um da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).  Inspirada no modelo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a empresa pernambucana garantirá, no mínimo, 15% de conteúdo regional/estadual e 10% de conteúdo independente em sua programação semanal.

O secretário Tadeu Alencar destacou a importância do encontro como o início do processo de operação da EPC, incluindo o processo de digitalização do sinal, que precisa obedecer ao prazo definido pela Anatel, que extinguirá as transmissões analógicas a partir de 2016. “A reunião foi extremamente produtiva. Avançamos na distribuição de tarefas e voltaremos a nos encontrar na próxima reunião ordinária, marcada para nove de dezembro, às 9h”, finalizou.

 

 





Deputada Isabel Cristina recepciona candidatos a presidente do PT Estadual

Postado em 31 de outubro de 2013 por Josélia Maria

Nesta sexta-feira, 01 de novembro, a deputada Isabel Cristina de Oliveira recepcionará os candidatos a presidente estadual do PT-PE: Bruno Ribeiro, Teresa Leitão e Edmilson Menezes, que participarão de um debate público, para expor à militância e ao público em geral suas plataformas de gestão.

O debate, que ocorrerá às 19 horas, na Câmara de Vereadores de Petrolina, entre os candidatos, faz parte do PED (Processo de Eleições Diretas), que será realizado no dia 10/11/13.

Isabel Cristina explica que o PED é uma demonstração inequívoca da democracia petista, que concede, a todos os filiados aptos, o direito de escolher os seus dirigentes, pelo voto, em todos os níveis: nacional, estadual e municipal e convida a todos os filiados para participar do debate a fim de conhecer o pensamento dos pretendentes e poder melhor escolher o seu candidato.

 





Método de multiplicação rápida de maniva de mandioca é demonstrado no SemiáridoShow

Postado em 31 de outubro de 2013 por Josélia Maria

maniva
image-16043

Entre as diversas tecnologias que estão sendo apresentadas no SemiáridoShow 2013, uma que está enchendo os olhos dos agricultores é o sistema de multiplicação rápida de maniva. Com a grande perda na produção de mandioca provocada pela estiagem que atinge o Semiárido, essa é uma interessante alternativa  para a recuperação dos plantios.

O método consiste na escolha de plantas sadias para seleção de manivas sem pragas ou deformações. As manivas de duas gemas são colocadas em um “leito” de areia com cobertura plástica que, segundo o engenheiro agrônomo da Embrapa Semiárido, Sergio Guilherme de Azevedo, aumenta a umidade e permite acelerar a brotação. Em seguida, as mudas brotadas são cortadas e transferidas para um copo descartável, para indução do enraizamento, e são transferidas para tubetes (recipientes de mudas) até cumprir o período de ir a campo. Estas mudas são apropriadas somente para a produção de manivas, que posteriormente serão utilizadas para plantio comercial de raízes.

De acordo com Sergio Azevedo, o procedimento diminui pela metade o tempo de enraizamento, em comparação com o método tradicional feito pelos produtores. É necessário que o agricultor tenha uma área irrigada para a transferência das manivas para o solo. Na região semiárida, isto pode ser feito aproveitando as tecnologias de captação e armazenamento de água de chuva, a exemplo das cisternas de produção.

A estrutura para realizar esse processo de multiplicação de maniva é bastante simples, e consiste em uma estufa, que pode ser feita no chão, como uma espécie de canteiro de bloco, ou de ferro galvanizado, e coberta com plástico transparente. Necessita também de um viveiro com uma câmara de enraizamento e uma mesa de tubetes. Com três estufas de aproximadamente 3m2, que custa em torno de R$ 6.000 para implantação, é possível produzir mudas para um hectare irrigado.

A Embrapa já desenvolve esta experiência, e vem agregando a prática ao Programa de produção de manivas do Governo Federal, conhecido como Reniva. O programa visa promover qualidade e produtividade no sistema de produção da mandioca, gerando sustentabilidade e competitividade para a cultura na região Nordeste. Outra meta é disponibilizar manivas em quantidade suficiente para os agricultores, já que esta é uma das grandes dificuldades no período de estiagem.

Quem quiser conhecer o sistema de multiplicação rápida de maniva tem até amanhã (1o de novembro) para visitar a feira SemiáridoShow, que acontece na Embrapa Produtos e Mercado, em Petrolina (PE). O evento é uma realização da Embrapa e do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa).