Destaques

Sertanejo das duplas Jorge e Mateus e Simone & Simaria e forró de Wallas Arrais e Iohannes são destaques do penúltimo dia do Festival Expocrato

Mais uma noite de casa cheia no Festival Expocrato 2018, dessa vez, para recepcionar duas das prin ...

Armando e Mendonça presenciam a força da fé do sertanejo na Missa do Vaqueiro de Serrita

O pré-candidato ao governo do Estado pela frente “Pernambuco Vai Mudar”, senador Armand ...

Armando: “O Brasil não pode aceitar perder espaço na indústria”

Postado em 28 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9767

Durante entrega do prêmio José Ermírio de Moraes, senador pernambucano diz que peso da indústria de transformação caiu à metade nos últimos anos

Brasília – O senador Armando Monteiro (PTB-PE) enfatizou o papel da indústria para

impulsionar o desenvolvimento do Brasil, ao criticar o fato de o setor vir perdendo espaço na economia nacional, nas últimas décadas, para a produção e exportação de produtos agrícolas e minerais. Armando fez este registro durante a sessão especial do Senado que concedeu o Diploma José Ermírio de Moraes aos empresários Francisco Ivens de Sá Dias Branco, José Alexandre dos Santos e Robson Braga de Andrade pela relevante contribuição ao crescimento e ao desenvolvimento econômico e social do País. A sessão foi presidida Armando Monteiro, que é presidente do Conselho que elegeu os homenageados.

Armando fez uma defesa veemente da indústria brasileira, que vem a cada ano perdendo força na economia. Segundo ele, a indústria de transformação, que tinha, até meados dos anos 1980, uma participação de mais de 30% na formação do produto econômico do País, viu essa posição declinar ao longo do tempo, e, hoje, representa menos de 15% do PIB.

A indústria brasileira também já foi responsável por 65% da pauta de exportação do Brasil, mas tem hoje uma participação inferior a 40%, num processo que pode ser identificado como de reprimarização das vendas externas nacionais. Ou seja, disse Armando, “quando José Ermírio (numa alusão ao nome do Diploma), nos anos 40, lembrava que um país não podia ficar cedendo matérias-primas e importando manufaturas, o que se verifica, hoje, é que o Brasil vive, por assim dizer, um processo regressivo, ganhou espaço como produtor de commodities agrícolas e minerais e vem perdendo posição na indústria”.

“O Brasil não vai aceitar essa aventura regressiva. O Brasil pode conciliar, sim, a sua condição de exportador de commodities, sem que isso signifique abdicar da sua justa ambição de ainda colocar-se como uma das mais importantes e diversificadas plataformas manufatureiras do mundo”, disse Armando.

No entanto, para que isso aconteça, para que a indústria no Brasil possa recuperar espaços, defendeu o senador, tem-se uma agenda densa e desafiadora, uma agenda que passa pela mobilização do setor empresarial na direção da inovação. Os ganhos de produtividade no futuro dependerão crucialmente da capacidade de inovar processos, de inovar produtos, e, por isso mesmo, a indústria brasileira precisa mobilizar-se para ter protagonismo nessa agenda da inovação. “Essa é uma nova agenda, mas temos que, simultaneamente, enfrentar ainda uma velha agenda que nos remete à discussão de todas essas carências e dos constrangimentos estruturais que ainda limitam o desempenho da economia brasileira”.

Armando cumprimentou os agraciados com o diploma, Francisco Ivens de Sá Dias Branco, do grupo cearense M. Dias Branco, do ramo alimentício; José Alexandre dos Santos, fundador das Indústrias Reunidas Coringa, de Alagoas, que também atua no setor de alimentos; e o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, presidente da empresa Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda., que produz equipamentos de ponta para diversos segmentos industriais.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, falou em nome dos agraciados e agradeceu a honraria. Aproveitou o discurso para defender reformas para mudar o quadro de perda de competitividade da indústria brasileira. Em discurso, o dirigente citou como obstáculos a carga tributária, as deficiências na infraestrutura e a “rigidez” da legislação trabalhista, entre outros pontos. Segundo ele, os custos inerentes ao trabalho são muito elevados.

(Veja o discurso de Armando Monteiro no youtube.com/armandomonteironeto).




jr telecom

Raquel Lyra recebe comunidades de terreiros na Alepe

Postado em 28 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9763

A deputada Raquel Lyra (PSB) se reuniu, na manhã desta terça-feira (28), no auditório da Assembleia Legislativa (Alepe), com o Grupo de Trabalho que irá construir o Plano de Desenvolvimento Sustentável para os Povos de Terreiros de Pernambuco, através do Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Étnicorracial (CEPIR).

Na ocasião, foi realizada uma oficina com representantes de terreiros em Pernambuco e secretarias de Governo. Também foram entregues certificados aos líderes que contribuíram para o desenvolvimento das comunidades tradicionais.

O Plano é uma ação do Governo do Estado que busca promover o desenvolvimento sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, com ênfase no reconhecimento, fortalecimento e garantia dos seus direitos territoriais, sociais, ambientais, econômicos e culturais, com respeito e valorização à sua identidade, suas formas de organização e suas instituições.

image-9764

“Esse é mais um passo de uma ação que Governo do Estado, através do Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Étnicorracial, propicia para construção de políticas afirmativas para o fortalecimento da cultura negra”, disse a Parlamentar.

Também estavam presentes ao encontro o secretário-executivo do CEPIR, Jorge Arruda; o gerente de Igualdade Racial da Prefeitura do Recife, Samuel da Luz; a deputada estadual Isabel Cristina; a representante do grupo Caminhada dos Terreiros de Pernambuco, Mãe Elza de Iemanjá; a coordenadora da Rede de Mulheres de Pernambuco, Vera Baroni; além de alunos da Rede Estadual e demais representantes de secretarias estaduais.




jr telecom

Parabéns Lais Nogueira

Postado em 28 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9758

 

 

 

 

 

 

 

 

 Filha, quando olho para você, me sinto realizada, pois vejo o quanto você cresceu, o quanto você conquistou ao longo dos dias, ao longo dos anos felizes que passa ao meu lado, graças a Deus.

Você soube querer e conseguir suas próprias vontades, seus próprios sonhos, os seus ideais, isso destaca você, uma filha dedicada, amiga e muito amável.

Através desta mensagem, quero falar a você, tudo o que eu não digo por palavras,
que não são ditas, as vezes, por falta de não saber como expressá-las.

Só não quero é falar da forma mais difícil, pois quero que entenda da minha dedicação, do meu carinho e do meu amor por você, filha.

Peço muito a Deus, que guie os seus passos sempre, e eu sigo você, com o pensamento e coração para que o meu amor de mãe lhe proteja a todo instante, a todo momento, e as vezes quando sinto que algum perigo lhe ronda, ou mesmo alguma tristeza, eu quero me colocar no seu lugar, para que tudo se resolva, e você volte a sorrir e a caminhar tranquila.

Que você filha, continue sendo iluminada pelo amor de Deus. Eu estarei sempre aqui, torcendo muito por você e para você, auxiliando os seus dias no que for preciso, mostrando o caminho certo para pisar e seguir.

Te amamos  muito, filha.
Feliz Aniversário, mainha e irmãos!

 




jr telecom

Coelho assume Dilma e fica perto do romper com Eduardo

Postado em 28 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9751

A entrega de retroescavadeiras e motoniveladoras para alguns muncípios do semiárido, feita ontem por Fernando Bezerra Coelho, na sede do Incra, no Recife, foi o cenário adequado para o ministro da Integração Nacional  ‘bater no peito’, e desafiar o governador Eduardo Campos deixando claro, sem meias palavras, de que lado está na disputa presidencial do ano que vem.

Ao dizer que Dima ‘faz mais, melhor e bem feito’, Coelho assimilou o ‘canto da sereia’ do Planalto. Assim, assumiu seu lugar como operário de Dilma na disputa presidêncial do ano que vem, renegando alinhar com a candidatura de seu criador, o governador Eduardo Campos.

”Não tem dúvida nenhuma que eu defendo a aliança do PSB com o PT e defendo a reeleição da presidente Dilma. É natural que os partidos se movimentem para se fortalecer, mas entre a candidatura (do PSB) ou a aliança, eu defendo a aliança”, deixou claro Fernando Bezerra Coelho, reiterando sua confiança na presidente, que, para ele, “procura fazer mais, melhor e bem feito”.

Fernando Bezerra Coelho, com isso anuncia o seu breve desembarque do partido do governador Eduardo Campos, e, com as bênçãos do Planalto e de Lula, embarcar em outra legenda da base governista e sair candidato ao governo do Estado, enfrentando o nome que o governador vier a lançar.




jr telecom

Os louros vão para Dilma

Postado em 28 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9747
Quem ouviu, ontem, o discurso do ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração) na solenidade de entrega de equipamentos e máquinas agrícolas aos municípios na sede do Incra, no Recife, saiu convencido de que já está falando como candidato do PT a governador do Estado.

Não fosse a presença do vice-governador João Lyra Neto, que chegou de última hora para representar o governador Eduardo Campos, Bezerra provavelmente não tivesse mencionado a mão do Estado na parceria com a União.

O ministro repetiu por várias vezes que as máquinas motoniveladoras e retroescavadeiras para 49 municípios do Estado, com recursos da ordem de R$ 22 milhões, originários do PAC, só saíram por uma determinação da presidente Dilma.

“Dilma quer todos os municípios do Estado contemplados com essas máquinas até setembro”, disse Fernando, sob o olhar curioso e atento do vice-governador. Lyra aproveitou a ocasião para fazer o contraponto.

“Pernambuco está fazendo a sua parte e o Governo Federal começa a resgatar uma dívida que tem com o povo do Nordeste”, disparou o vice-governador, como se estivesse claramente defendendo Eduardo, ausente da cerimônia por ter ido cumprir agenda oficial no mesmo horário no Rio de Janeiro.

Bezerra chegou à pasta da Integração por indicação de Eduardo, que sofreu resistências para bancá-lo, principalmente das lideranças socialistas do Ceará (leiam-se os irmãos Gomes).

Mas a candidatura de Eduardo ao Planalto provocou um cenário inusitado: por falta de quadros no PT, o ministro é a carta na manga que Dilma encontrou para tentar atrapalhar o projeto nacional do governador.

E, assim, trabalhar com um cenário que dê ao PT as condições necessárias para enfrentar o nome que o governador vir a escolher para disputar a sua sucessão. A política tem dessas coisas!

(Blog do Magno)




jr telecom

Daniel critica atraso em UPA de Petrolina: “Pernambuco é um canteiro de obras atrasadas”

Postado em 27 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9744

Anunciada pelo governo estadual desde o final de 2011, a sonhada Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Petrolina está se tornando um verdadeiro pesadelo para a população de Petrolina. Orçada em R$ 16 milhões e prometida para ser entregue pelo secretário de Saúde, Antônio Figueira, em setembro de 2012, a unidade seria do modelo UPA E (Especialidades), com urgência 24 horas em clínica médica e odontologia, além de 22 consultas especializadas. Está, no entanto, com as obras praticamente paradas e sem previsão de entrega para os moradores.

Antes das eleições municipais do ano passado, a construção da UPA se deu em velocidade recorde, sendo sua estrutura rapidamente levantada, sem, contudo, estar pronta no prazo prometido. Após a disputa municipal, quando o prefeito Julio Lóssio foi reeleito, derrotando o candidato do governo, Fernando Filho, as obras foram praticamente abandonadas – situação que permanece até hoje.

Na tribuna da Assembleia Legislativa, o líder da oposição Daniel Coelho (PSDB) questionou não apenas o atraso na entrega da UPA, bem como quais seria as razões – se financeiras ou políticas.

“A oposição tem ficado até repetitiva por conta do canteiro de obras paradas que é Pernambuco. Do ano passado para cá estão claras as dificuldades financeiras de Pernambuco. Agora, a UPA de Petrolina, durante a campanha para prefeito do ano passado, estava no guia do candidato do governo, como promessa de que seria inaugurada. Passada a eleição, com a vitória do candidato de oposição ao governo, a obra que funcionava de domingo a domingo está praticamente parada”, criticou Daniel, que completou: “A sensação que fica é que a promessa de inauguração da UPA estava ligada ao resultado da eleição”.

Em aparte, a deputada Terezinha Nunes lembrou que “são muitas as obras paradas do governo”. “A oposição já mostrou isso, como por exemplo no caso das escolas técnicas que não foram entregues. Existem ainda muitas outras UPAs no interior, prometidas e também não entregues. É preciso saber, afinal, quem é o responsável pelo atraso das obras em Pernambuco: se o governo do Estado, que está em dificuldades financeiras, ou se o governo federal, que não libera verbas”, destacou Terezinha.




jr telecom

Eleições STR-Petrolina: Chicôu comemora novos apoios e garante participação no último debate

Postado em 27 de maio de 2013 por Josélia Maria

image-9740

Neste final de semana a Chapa 2 promoveu um grande encontro com trabalhadores rurais assalariados e produtores da agricultura familiar. O evento contou com centenas de pessoas que reafirmaram sua escolha para a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Petrolina.

Na ocasião, Chicôu (Francisco Pascoal) explanou as propostas da Chapa 2 e recebeu o apoio do presidente do  STR de Lagoa Grande, Francisco Gomes de Araújo. Para o representante do sindicato da cidade vizinha, o candidato, e ex-presidente, reúne as características necessárias para liderar a categoria com firmeza, seriedade, compromisso e experiência.

image-9741

 “Chicou reúne todas as qualidades para ganhar a eleição. Ele tem trânsito livre com os assalariados, ele conhece muito bem o pessoal da terceira idade, tem um quadro voltado também para a juventude e um quadro social adequado pra ganhar a eleição”, afirmou Francisco.

Nesta quarta-feira (29) o candidato da Chapa 2 participa do último debate com os presidenciáveis do Sindicato. O encontro acontecerá a partir das 8h, na Emissora Rural – Voz do São Francisco.

 




jr telecom

Delegada seccional de Araripina recebe votos de aplausos da ALEPE

Postado em 27 de maio de 2013 por Josélia Maria

A delegada seccional de Araripina, Katyanna  Alencar Muniz Leite, recebeu no  ultimo 15 de maio, votos de aplausos da Assembléia Legislativa de Pernambuco, ALEPE. A indicação da deputada estadual Isabel Cristina, teve como objetivo homenagear a delegada pela competência na e4lucidação de crimes e agilidade na conclusão de inquéritos remetidos a justiça. Responsável por uma área que compreende todo o sertão do Araripe, a delegada seccional, Katyanna Muniz, coordena os trabalhos desenvolvidos em  10 delegacias  do estado de Pernambuco,  compreendendo os municípios de Araripina, Ouricuri, Exu, Bodocó, Ipubi, Trindade, Santa Filomena, Santa Cruz de Malta, Moreilândia e Granito.




jr telecom