Destaques

I Workshop Sistema Sustentável aconteceu no Complexo Multieventos da Univasf em Juazeiro-BA

O “I Workshop Sistema Sustentável – Abelhas, Agricultura e Saúde Humana” aconteceu durante o ...

Nota Pública de dirigentes, parlamentares, militantes, candidatas e candidatos da REDE Sustentabilidade – Pernambuco

Os dirigentes, parlamentares, militantes, candidatas e candidatos da REDE Sustentabilidade – P ...

Comissão da Mulher Advogada envia Nota de Repúdio

OAB lança nota de repúdio à música cantada em marcha pró Bolsonaro na Avenida de Boa Viagem  ...

Adutora do Agreste terá 17 frentes de serviço até o final de agosto

Postado em 2 de agosto de 2013 por Josélia Maria

Empreendimento beneficiará dois milhões de habitantes numa região com poucas fontes de abastecimento

image-12207
Até o final do mês, 17 frentes de serviço das obras da Adutora do Agreste estarão a pleno vapores. A informação foi dada pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, em entrevista à rádio Surubim AM, nesta quinta-feira (1º). Maior empreendimento de infraestrutura hídrica do estado de Pernambuco, a Adutora do Agreste vai transportar água do Rio São Francisco para 68 cidades, 80 distritos e povoados do Agreste pernambucano, incorporando-se ao Projeto de Integração do Rio São Francisco. O valor total do investimento é de R$ 2,3 bilhões.

“Estive com o presidente da Compesa [Companhia Pernambucana de Saneamento], Roberto Tavares,  (dia 31), em Brasília, para uma reunião de acompanhamento dos trabalhos da companhia em parceria com o Ministério da Integração Nacional. A adutora do Agreste, já nas primeiras etapas, beneficiará 23 municípios pernambucanos. É um empreendimento que consolida o compromisso dos governos Federal e do Estado de Pernambuco em universalizar o abastecimento de água e melhorar a vida das pessoas naquela região”, afirmou o ministro.

Na oportunidade, Bezerra Coelho também destacou um conjunto de outras obras em execução no estado, a exemplo das adutoras do Siriji e de Vitória do Santo Antão e das barragens de Ingazeira, Panelas, Gatos, Engenho Maranhão e Serro Azul, uma das maiores de Pernambuco e que resolverá o problema das enchentes na Mata Sul. “Tudo isso integra um pacote de investimentos com recursos do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] para que Pernambuco alcance a tão sonhada segurança hídrica e, no futuro, diante de outra estiagem, não volte a enfrentar os problemas que vimos nos dois últimos anos”, reforçou.

Novos açudes – Ao anunciar à população do agreste a plena remobilização do Projeto de Integração do São Francisco, o ministro voltou a frisar que a maior obra de infraestrutura hídrica do país é a ‘mãe de outros importantes empreendimentos para oferta de água no semiárido’. “Pouca gente sabe, mas a integração do São Francisco está permitindo a criação de 18 novos açudes às margens dos eixos Leste e Norte, ampliando em mais de 200 milhões de metros cúbicos a capacidade de reserva de água em Pernambuco”, concluiu.




jr telecom

Saudades de Luiz Gonzaga: “É chegada a hora de partir”

Postado em 2 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12200
02 de agosto de 1989 morria Luiz Gonzaga

Quarta-feira, 21 de junho de 1989. Luiz Gonzaga dava entrada no Hospital Santa Joana, na região central do Recife. Ele já estava debilitado. Sofria com um câncer na próstata e também de osteoporose, que só foi diagnosticada no Recife em 1988, mas que já o deixava debilitado nos últimos quatro anos. Em uma entrevista ao repórter Marcos Cirano, do jornal O Globo, em outubro de 1988, Gonzaga explica que só começou a dar atenção às dores que sentia quando precisou usar muletas.

“A doença só foi localizada agora, aqui no Recife, O primeiro ataque dela foi ao fêmur. Por isso, estou usando essas gonzaguetes”, afirmou Luiz Gonzaga se referindo ao uso das muletas. Ainda segundo ele, com a doença atingindo a coluna, as viagens prolongadas contribuíram para ele deixar de tocar a sanfona. “Essa doença, que está aumentando cada vez mais em nós, a coluna vertebral, que trouxe também para mim. Aí, eu não podia mais com o peso da sanfona. Fazia um ensaiozinho, uma coisinha, mas vinha logo a dor”, afirmou durante entrevista.

A agressividade da osteoporose logo trouxe outras doenças como, por exemplo, a infecção urinária. Segundo o historiador e pesquisador Paulo Wanderley, Gonzaga também sofria com uma infecção urinária quando foi internado. Apesar do quadro grave do cantor e compositor, a enfermeira Maria do Socorro Limeira, que na época trabalhava na UTI do hospital, conta que o quadro de Gonzaga era estável. “Eu lembro que ele precisava ser monitorado. Mas até onde lembro, ele estava estável. Não respirava com ajuda de aparelhos”, conta.

image-12201
A enfermeira, que passou muito tempo cuidando do Rei do Baião nos últimos momentos de vida dele, se lembra emocionada do momento mais marcante do “Seu Luiz”, como é chamado por ela. “Seu Luiz estava muito agitado. Já estava muito tempo preso no hospital. Ele que era um homem livre. Então, eu perguntei a ele. ‘Seu Luiz, o que o senhor precisa para ficar calmo? Ele prontamente respondeu: cantar”, relembra Maria do Socorro.

Depois de perguntar aos outros pacientes – se teria algum problema o Rei do Baião fazer a coisa que mais lhe dava prazer no mundo – a enfermeira disse: “Seu Luiz, o senhor pode cantar”. “Ele soltou um aboio. Foi a coisa mais linda do mundo. Um som forte, como ele era, mas triste”, conta bastante emocionada. Após o aboio, Maria do Socorro lembra que ele disse: “Vocês não me levem a mal. Sinto muitas dores e gosto de aboiar quando deveria gemer”.

image-12202
Luiz Gonzaga do Nascimento, filho de Januário José dos Santos e de Ana Batista de Jesus, faleceu no dia 2 de agosto de 1989, às 5h15, no Hospital Santa Joana. Gonzaga morreu aos 76 anos, vítima de uma pneumonia contraída pela debilidade física causada pela osteoporose. Edelzuita, sua última esposa, estava ao lado do seu leito. Em seguida, o corpo foi levado para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), na região central do Recife, para ser formolizado. Assim, Gonzaga, o pernambucano do século, se despedia da vida.(Folhape)




jr telecom

IPA participa de Workshop ProSavana no Distrito Federal

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12196

Delegações do Brasil, Moçambique e Japão participam, até o dia 01/08, no Palácio Itamaraty, de Workshop para discutir propostas e elaborar, em conjunto, um plano de trabalho para o Programa de Extensão Rural e Modelos de Desenvolvimento para Moçambique – ProSavana – PEM do corredor de Nacala.

O trabalho foi iniciado em 2010 e, agora, chega à etapa de construção do Programa de Extensão Rural e Modelos de Desenvolvimento para Nacala, região com grande potencial para a produção de alimentos. O encontro reuniu delegações dos três países. O grupo brasileiro de extensionistas é composto por Ditmar Alfonso Zimath, Marcos Alves da Silva, Luiz Augusto Rocha, José Alexandre Ramos Trannin, Armando Jorge Luiz da Silva, Maria Auxiliadora Tavares Carvalho e Silvana Maria de Lemos.

De acordo com a extensionista do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) Silvana Lemos, a experiência do Brasil tem muito a contribuir com a construção de um programa de extensão rural para Moçambique. Ela afirma, no entanto, que é importante que se construam propostas que atendam a realidade rural e as necessidades dos agricultores moçambicanos e suas organizações.

Criar condições de infraestrutura, capacidade técnica e metodológica, organização e gestão e articulação de políticas públicas para estruturação dos serviços de extensão rural são, de acordo com o presidente do IPA e da Asbraer, Júlio Zoé de Brito, assuntos que estão sendo debatidos amplamente. Outros temas também discutidos estão relacionados à melhoria das condições de vida dos agricultores como meios de produção, acesso ao conhecimento e tecnologia, renda, titularização da terra, organização dos agricultores, principalmente jovens e mulheres, acesso a serviços básicos, como saúde, educação e lazer.

Temas macros que dizem respeitos às dificuldades enfrentadas pelos países também fazem parte das discussões, como a importação de alimentos, produção insuficiente nacional de alimentos e a segurança alimentar e nutricional. O coordenador da SAF/MDA, Hur Ben Silva, apresentou o Sistema de Assistência Técnica e Extensão Rural e a Política Setorial do Governo Brasileiro para a Agricultura Familiar.

A ASBRAER, MDA, SENAR e IPA vêm apoiando na formulação desse programa, por meio de seus especialistas das áreas técnicas e de planejamento, contribuindo nas discussões que dizem respeito às experiências brasileiras na implantação dos serviços de Ater. Participam, ainda, do evento o diretor da Agência Brasileira de Cooperação Técnica, Fernando Abreu, o diretor Nacional de Extensão Agraria do Minag de Moçambique, Fernando Mavie, e o Vice-Diretor do Departamento de Desenvolvimento Rural da JICA Matriz do Japão, Koji Makino.

 




jr telecom

Crédito emergencial para produtores atingidos pela seca recebe incremento de R$ 400 milhões

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria

Recursos vão ajudar a reduzir os efeitos provocados pela estiagem no semiário

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, destacou a ampliação do crédito emergencial para os produtores rurais afetados pela seca. O ministro disse que a presidenta Dilma Rousseff autorizou a liberação de R$ 400 milhões para empréstimos aos agricultores e criadores até o final deste ano, em entrevista concedida, na manhã desta quinta (dia 1º), à Rádio Surubim AM. Os recursos são oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e integram o pacote de ações do Governo Federal para enfrentamento do período de estiagem e buscam reduzir os efeitos da seca.

Os empréstimos podem ser feitos em qualquer agência do Banco do Nordeste. Estão disponíveis linhas de crédito com juros de 1% ao ano no valor máximo de R$ 12 mil para os beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os demais pequenos produtores terão linha de crédito que pode atingir até R$ 100 mil com juros de 3,5% ao ano. Os beneficiários terão uma década (incluindo a carência de até três anos) para saldar a dívida com a primeira parcela prevista somente para 2015 ou, se for agricultor familiar, em 2016.

O ministro Fernando Bezerra Coelho disse que o Governo Federal vai oferecer cerca de R$ 2,8 bilhões em linhas de crédito para os produtores rurais. “Essa medida se une às outras ações emergenciais e também às obras estruturantes que vão dar a possibilidade de Pernambuco ter segurança hídrica e atravessar outras secas sem os graves prejuízos que enfrentamos nesses últimos dois anos”, explicou o ministro.




jr telecom

Comedia stand Up – Programa do Jô – Humor na Caneca – Bruno Mazzeo

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria




jr telecom

Petrolina será sede no dia 14 de setembro do 1º Encontro de Blogueiros no Vale do São Francisco

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12185
Conheça nosso site http://www.ablogpe.com/

Informações com a AblogPE ou Josélia Maria no sertão pelo e mail joseliamariareporter@gmail.com e pelos telefones 87 9932 4213/87 8841 7814

Faça sua inscrição !




jr telecom

Frutas do Vale do São Francisco ganham destaque em premiação no Rio Grande do Norte

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12181
A capacidade produtiva e a qualidade das frutas produzidas no Vale do São Francisco continuam merecendo destaque no mercado nacional.

Em evento grandioso, no Rio Grande do Norte, neste último final de semana, a rede de Supermercados Nordestão, com sede em Natal, agraciou distribuidores que se destacaram em 2013 com o Premio Fornecedores do Ano.

Dentre as empresas que se destacaram nos diversos segmentos de distribuição para o mercado varejista está a Cappellaro Fruits, com sede em Petrolina, que recebeu o reconhecimento como destaque na distribuição de frutas finas.

Na festa, que marcou os 41 anos da Rede de Supermercado Nordestão, autoridades e representantes da rede elogiaram a qualidade dos produtos oriundos do Vale do São Francisco, com destaque para a uva, produzida em áreas da própria Cappellaro Fruits.

Uma das pioneiras na produção de frutas finas no Vale do São Francisco a Cappellaro Fruits ganha agora destaque como uma das principais distribuidoras do setor no nordeste brasileiro. “Prêmios como esse valorizam o trabalho realizado pelos produtores da região, difundem a qualidade dos nossos produtos e geram divisas para todo o Vale do São Francisco”, acredita Vilmar Cappellaro, diretor da empresa.

“Esse premio nos dá a certeza de que, mesmo com os desafios impostos à fruticultura no Vale do São Francisco, devemos continuar apostando na nossa capacidade de produzir bem e com qualidade”, disse o fruticultor, que fez questão de compartilhar o premio “com os familiares,  colaboradores e com os produtores do Vale do São Francisco.”.

 




jr telecom

Jorge Côrte Real visita o Sertão de Pernambuco

Postado em 1 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12177
O deputado federal Jorge Côrte Real (PTB-PE) visita o Sertão, nesta quinta (01) e sexta-feira (02). O petebista vai se reunir com parceiros em Floresta, Itacuruba, Carnaubeira da Penha e Belém de São Francisco, além de prestigiar a grande festa de aniversário para o parceiro e amigo, deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD).

Ao lado de Novaes e de e vereadores locais, Côrte Real ainda dará entrevistas nas rádios Educadora de Belém de São Francisco e Canabrava FM, se reunirá com lideranças, e participará da comemoração de um ano de aniversário da Biblioteca Indústria do Conhecimento do Sesi-, inaugurada por ele, como diretor regional do SESI-Pernambuco,  em agosto de 2012




jr telecom