Destaques

GONZAGA PATRIOTA SE REELEGE PELA QUARTA VEZ, PRESIDENTE DO CLUBE DO CONGRESSO, EM BRASÍLIA – DF

O deputado federal Gonzaga Patriota – PSB-PE, decano da Câmara dos Deputados a partir de janeiro ...

Será aberta nesta quinta-feira (18) no Centro de Convenções, em Petrolina – PE a AutoVale – Feira de Tecnologia Automotiva

Uma feira com 150 marcas onde o visitante poderá conferir gratuitamente os produtos e serviços do ...

Dia do Professor: Quais são as propostas de Bolsonaro e Haddad para o magistério e para a Educação

Direito de imagemREUTERSImage captionVeja as propostas dos dois candidatos para o ensino básico, m ...

Radiografia sobre a saúde pública

Postado em 23 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2417
Cinco pontos para debate

É comum nos grandes meios de comunicação a veiculação de reportagens mostrando a debilidade em que se encontra a saúde pública nacional, cuja responsabilidade é compartilhada entre a União, os Estados e os Municípios.

Pois bem, o blog acredita que existam, a princípio, cinco pontos que precisam ser separados para melhor entendimento do problema, até porque não necessariamente estão presentes em todos os cenários da administração pública abaixo relatados.

Corrupção sistêmica – O primeiro, é o da corrupção sistêmica, que envolve alguns gestores, profissionais da saúde e fabricantes ou fornecedores de remédios ou de outros insumos para o setor ( http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2012/03/estudo-diz-que-corrupcao-desvia-cerca-de-us-1-tri-por-ano-no-planeta.html ). Há relatos de todos os tipos de corrupção, desde a compra de remédios, próteses, órteses ou de aparelhos acima do valor de mercado, até a prescrição de medicamento mais caro, quando um mais barato faria o mesmo efeito no paciente, isso para receber algum “agrado” do fabricante ou do fornecedor. O arquivo do Jornal Nacional é farto nesse tipo de matéria.

Fontes de financiamentos –  O segundo, diz respeito à necessidade de se conseguir outras fontes de financiamento para a saúde pública. O fato de haver corrupção, que deve ser combatida e os seus responsáveis presos, não subtrai a necessidade de se ampliar a rede de atendimento da saúde pública, com o conseqüente aumento do custeio. Pesquisa realizada mostra que o Brasil gasta em média 317 dólares por brasileiro ao ano, que é inferior à média internacional que é de 517 dólares por habitante. O país que mais investe em saúde é a Noruega, que gasta 6,2 mil dólares por habitante ao ano. Apesar de vozes qualificadas se manifestarem em sentido contrário, o blog entende que a ideia da CPMF era boa, pois conjugava, a um só tempo, justiça fiscal, já que tributava somente quem realizava operações bancárias acima de determinado valor, com justiça social, pois destinava o montante dos recursos para o SUS. Com a não prorrogação da CPMF, a União, os Estados e os Municípios perderam, por baixo, R$ 40 bilhões por ano.

Incompetência dos gestores –  O terceiro, diz respeito à incompetência administrativa de alguns gestores, que não conseguem planejar e executar propostas que melhorem a prestação desse serviço tão relevante para a sociedade, o qual é ligado diretamente ao bem mais precioso do ser humano: a vida. Uma boa gestão deve começar com a cobrança de responsabilidades por parte de todos os servidores que integram a rede de serviço público de saúde. E isto implica exigir aquilo que qualquer empresa privada faz em relação aos seus empregados: assiduidade, pontualidade, eficiência e obediência aos regramentos da profissão e às orientações administrativas.

Corporativismo –  O quarto, diz respeito ao corporativismo reinante no serviço público, principalmente nas categorias com maior poder de mobilização. Observem, caros leitores, que sempre que algo não funciona no serviço público, a culpa nunca é do servidor, mas diretamente do Presidente da República, do Governador ou do Prefeito. Noutras palavras, se um profissional da saúde faltar ao seu plantão, colocando em risco dezenas de vidas por falta de assistência médica, ou cometer um erro crasso num procedimento cirúrgico, a culpa no noticiário local ou nacional será do gestor, e não do profissional desidioso, imperito ou irresponsável. E o pior é que nenhuma entidade de classe vem a público pedir desculpas à família da vítima ou à sociedade pelo erro cometido por um dos seus membros. Em outras palavras, as entidades de classes cumprem um excelente papel quando se trata de assegurar o cumprimento dos direitos constitucionais e legais dos seus integrantes, o que é correto. O problema é que não têm o mesmo comportamento e tenacidade quando se trata de cobrar-lhes responsabilidades e de aplicar-lhes punições, quando cometerem infrações que desabonem a profissão ou que ponham em risco a vida de pessoas.

Fiscalização contundente –  O quinto, e último dos problemas, diz respeito à ausência de uma fiscalização mais contundente do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado acerca da aplicação dos recursos públicos destinados à saúde. Aliás, em relação aos municípios, é preciso que haja uma força tarefa desses órgãos para entender por que procedimentos de baixa complexidade não são prestados na própria localidade do paciente, necessitando que o mesmo tenha que se dirigir geralmente à capital do Estado para tratar de uma enfermidade que facilmente poderia ser resolvida num posto de saúde municipal, ocasionando superlotação nos hospitais de urgência, a exemplo do HUSE. Os prefeitos precisam melhor aplicar os recursos da saúde e garantir aos usuários do SUS o pronto atendimento básico, isso 24 horas por dia.

Então, caso a proposta da deputada Goretti Reis de criar uma CPI da saúde pública no Estado venha realmente a se confirmar, é importante que os deputados deixem de lado as diferenças político-partidárias e se concentrem em identificar os problemas do setor, apontando e cobrando, se for o caso, responsabilidades, sejam elas relativas a quem quer que seja.

O que não se pode admitir é a leniência com qualquer dos protagonistas da saúde pública, sejam eles gestores, servidores ou integrantes dos órgãos de fiscalização.

Por Claúdio Nunes -Infonet




jr telecom

Pedetista solicitou uma reforma geral no Estádio Municipal Miuzão, no município de Ubatã

Postado em 23 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2414
O deputado Roberto Carlos (PDT) apresentou indicação, na Assembleia Legislativa, para que o governador da Bahia Jaques Wagner, através da Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb), faça uma reforma geral no Estádio Municipal Miuzão, no município de Ubatã. O município possui, aproximadamente, 26 mil habitantes e destaca-se na prática esportiva. As modalidades mais destacadas, além do futebol, são a canoagem e o karatê.

“O município de Ubatã já revelou diversos jogadores profissionais de futebol, que hoje se encontram atuando em equipes no Brasil e no exterior. A prática do futebol amador é forte na cidade, mas a falta de estrutura do estádio desencoraja a organização de campeonatos, deixando a cidade órfã na prática esportiva, pois a cidade não dispõe de outra opção que atenda aos anseios da população”, destacou o parlamentar.

A reforma do estádio inclui a construção de uma arquibancada com capacidade para 3 mil pessoas, colocação de cerâmicas nos banheiros e sanitários, piso e cobertura dos vestiários, reforma dos sanitários públicos e lanchonetes, pintura em geral, conserto do alambrado e do muro, troca dos portões e melhoria do gramado.

“Tendo consciência de quão benéfico é a prática esportiva numa comunidade, sobretudo como forma de inclusão social, solicitamos que seja analisada a possibilidade desta indicação”, conclui o pedetista.




jr telecom

Bahia:Vereadores vão atrás de socorro para os atingidos pela seca

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

 

image-2410

Os vereadores Carol Pires (eleita em Abaré) e Jarques Canturil (reeleito em Sobradinho),estiveram reunidos em Salvador com o coordenador Executivo da Casa Civil, Benito Brasileiro. Os vereadores falaram  das dificuldades enfrentadas pelos sertanejos que residem na região Norte do estado- nas duas cidades.

A idéia é trabalhar ações de combate à seca através de associações nos dois municípios .

Benito Brasileiro, disse que o governo entende as dificuldades que passa o povo  com a falta de chuva e que , irá atender o pleito dos vereadores.




jr telecom

Prefeito decreta luto oficial pela morte do médico Pedro Borges

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2406

Foto:Prefeito Issac, Dr. Pedro e o Secretário de Saúde do Estado Jorge Solla

O Prefeito Isaac Carvalho decretou luto oficial de três dias em Juazeiro, devido ao falecimento do médico Pedro Borges Viana. Ao tomar conhecimento da morte do fundador da Pró-Matre, o prefeito, que está em viagem, determinou que o Decreto fosse elaborado e publicado no Diário Oficial.

Ao justificar a medida o Prefeito destacou que  “o Município deve fazer uma merecida homenagem ao doutor Pedro Borges Viana, um cidadão que prestou relevantes serviços na área de saúde por quase 70 anos, sempre modernizando a instituição para melhor servir à comunidade de Juazeiro e de toda a Região”.




jr telecom

Sessão solene encerra atividades da Semana da Consciência Negra na Câmara de Vereadores

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

 por Karine Paixão

Foto:Josélia Maria

image-2393

 

Além de destacar a cultura afrobrasileira, a sessão solene em tributo ao Dia da Consciência Negra realizada na manhã desta quinta (22) na Câmara Municipal de Petrolina, também rendeu homenagens a religiosos e ativistas do movimento negro em Petrolina. Após a formação da mesa, presidida pela vereadora e idealizadora Cristina Costa (PT), houve a abertura oficial e a execução do Hino Nacional. Apenas os vereadores Pérsio Antunes (PMDB) e Raimunda Sol Posto (DEM) estiveram presentes no plenário participando da ação .

image-2394

Presentes no local, a deputada estadual Isabel Cristina (PT), a Yalorixá Mãe Carmelita, o presidente da Associação Espírita e do Culto Afrobrasileiro de Petrolina, Pai Gildo, além do capoeirista Mestre Eloi (in memorian), foram os homenageados por sua atuação e perpetuação da cultura afro na sociedade atual. Todos foram agraciados com a medalha Ana das Carrancas. Dando prosseguimento, Cristina Costa se pronunciou no plenário falando sobre as diversas ações empreendidas na semana da consciência negra e a contribuição dessa grande parcela da população.

image-2395

“Hoje temos a felicidade de receber aqui representantes de vários terreiros de Petrolina, simpatizantes e outros convidados, para expor muito da cultura do povo negro de Petrolina. Já trouxemos aqui dados importantes para cultura negra no país. Quero lembrar aqui a nossa contribuição nesses 512 anos do Brasil que se dá em todos os anos, principalmente no trabalho. Através de mãos negras produzimos e exportamos cama de açúcar, café, ouro, pedras preciosas que fizeram riquezas para Portugal e para o Brasil. Construímos os grandes prédios daquela época. Olhar para as ladeiras de Olinda, o Centro Histórico do Recife, as igrejas coloniais de Salvador, Ouro Preto, as primeiras universidades de Salvador, Recife e Rio de Janeiro, sempre lembre que foram construídas através da mão negra. É necessário termos esse olhar crítico, esse olhar de resgate. O negro contribuiu a cultura, na religião e contribui ainda e continuará contribuindo com o trabalho”, afirmou Costa.

image-2396

A sessão solene ainda contou com apresentações de capoeira e maculelê, além da roda de Yalorixás, Babalorixás e filhos de santo encerrando o evento.

image-2397

image-2398




jr telecom

Deputado Adalberto Cavalcanti e a prefeita eleita Lúcia Mariano em visita ao Ministro FBC

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2389
Primeira visita feita ao Ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra e ao deputado federal Fernando Filho em Brasilia,pelo  deputado estadual Adalberto Cavalcanti e sua esposa Lúcia Mariano prefeita eleita em Afrânio.

 




jr telecom

1º Forró da Brahma é pra lá que eu vou

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2385




jr telecom

Sarapopéia faz curta temporada no Sesc Petrolina

Postado em 22 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-2382

Um jeito poético de olhar e dizer o mundo. Foi assim, misturando teatro com literatura, que o Coletivo Passarinho e a Trup Errante prepararam o espetáculo Sarapopéia, que faz curta temporada no Sesc Petrolina nos próximos dias 24 e 25 (sábado e domingo), e ainda nos dias  01 e 02 de dezembro.

O espetáculo, que começa às 16h, com ingressos a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia), propõe uma espécie de ritual, sarau, brincadeira, onde o público é transportado, através da música, jogos, imagens e palavras ao mágico universo infantil. Segundo o diretor, Thom Galiano trata-se de um alegre convite para as crianças e para quem também já foi criança. “Com uma coletânea de poemas vamos falando, jogando, musicando e a palavra ganha vida, vira imagem, ganha asas e se aninha no peito da gente feito passarinho. A palavra bendita pode ser dita de varias formas até formar nossa Sarapopéia. Nessa danação eu, tu, eles, viram nós e nos reconstruímos poesia nesse jeitinho Sarapopéia de olhar e dizer o mundo”.

O Coletivo Passarinho é um grupo artístico regional que nasceu agora, em 2012 juntamente com a elaboração do espetáculo Sarapopéia. Já a Trup Errante  foi criada em 2006, a partir do desejo comum de atores e atrizes de Petrolina e Juazeiro em pesquisar o teatro e ocupar os espaços alternativos, em consonância com a intervenção das plateias e o protagonismo feminino nas obras encenadas




jr telecom