Destaques

Instagram começa testes para ocultar número de curtidas no Brasil

De acordo com a empresa, a ação busca evitar competições e incentivar os usuários a focarem nas ...

CARLINHOS BROWN CELEBRA 40 ANOS COM O JORNAL CORREIO EM EVENTO BENEFICENTE

Publicação também comemora quatro décadas de história “São 40 anos de experimentação, ...

SAAE expõe amostra de serviços no Festival da Cidade

Juazeiro festejou seus 141 anos com diversas atividades, dentre elas o Festival da Cidade que aconte ...

1º Encontro de Blogueiros do Vale do São Francisco .Faça sua inscrição!

Postado em 9 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12512

A equipe do Blog da Josélia e do Blog do Vinicius  está organizando junto com a  ABLOGPE, o 1º Encontro de Blogueiros no Vale do São Francisco que irá tratar assuntos de interesse nosso, dos produtores de mídias digitais.Desta forma estaremos proporcionando a troca de experiências, o companheirismo, as novidades dos meios digitais, e vários outros assuntos que podem dinamizar ainda mais nossas páginas, dando mais visibilidade e acessos. Ainda na oportunidade estarão presentes os representantes da ABLOGPE, ofertando a todos uma palestra informativa sobre o funcionamento da Associação dos Blogs de Pernambuco, enfatizando o porque de se associar e quais os benefícios que podem ser alcançados com a filiação, além de uma palestra sobre o Marco Civil da Internet.      

Ligue e confirme sua participação neste 1º Encontro de Blogs no Vale do São Francisco ou envie e mail para joseliamariareporter@gmail.com. Vagas limitadas. Contamos com a participação dos produtores de mídia digital, pois juntos somos mais fortes.

87 9932 4213/87 88417814





Diário Oficial de Pernambuco e da União publicaram hoje a licitação para retomada das obras da Praça da Juventude, em Petrolina

Postado em 9 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12506
                                        Imagem ilustrativa

O governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Esportes publicou no Diário Oficial do Estado e da União, nesta sexta feira (09/08), edital de licitação para a retomada das obras da Praça da Juventude de Petrolina. O aviso de licitação nº oo1/2013 estabelece a abertura do processo licitatório no próximo dia 10 de setembro, às 10h00 em Recife.

A expectativa é que as obras sejam retomadas logo após assinado novo contrato com a empresa vencedora, vez que foram interrompidas depois que a empresa vencedora do primeiro processo de licitação, em 2011, não cumpriu o que estava previsto no contrato e abandonou a obra, causando transtornos a toda população do bairro João de Deus e de Petrolina.

Essa importante obra que beneficiará a população do bairro João de Deus foi idealizada por emenda parlamentar de autoria do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), majoritário nesse grande e importante bairro de Petrolina.

Esse espaço de aproximadamente 1.700 m² será equipado com salas multiuso, quadra poliesportiva, pista de caminhada, área verde, quadras de futebol society e vôlei de praia, vestiários, anfiteatro, pátio de eventos, pista de skate, playground e academia da saúde.

Gonzaga Patriota ao trazer esta notícia, hoje, através do Programa Edenevaldo Alves, pediu desculpas à população do João de Deus e, em particular, aos comerciantes da área interditada e garantiu que agora a Praça da Juventude será construída.




jr telecom

A Univasf adere ao Programa de Bolsa Permanência do MEC

Postado em 9 de agosto de 2013 por Josélia Maria

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) aderiu ao Programa de Bolsa Permanência (PBP), do Ministério da Educação (MEC), que concede auxílio financeiro para estudantes de graduação de Instituições Federais de Ensino Superior em situação de vulnerabilidade socioeconômica e para alunos indígenas e quilombolas. O benefício tem por finalidade diminuir desigualdades sociais e contribuir com a permanência do estudante na universidade.

O programa inclui dois tipos de bolsa. Uma delas, no valor de R$ 400, será concedida aos estudantes que tenham renda per capita familiar mensal de até 1,5 salário mínimo e estejam matriculados em cursos de graduação com carga horária média superior ou igual a cinco horas diárias, conforme cálculo do MEC. Na Univasf, os cursos que se enquadram nesses critérios são as graduações de Ciências Farmacêuticas, Medicina e Medicina Veterinária.

A outra bolsa destina-se aos estudantes indígenas e quilombolas matriculados em qualquer curso de graduação, independentemente da carga horária, e tem o valor de R$ 900. A exigência para receber o recurso é que os alunos residam nas aldeias ou em suas comunidades tradicionais.

Segundo a Pró-reitora de Assistência Estudantil da Univasf, Isabel Angelim, a iniciativa do MEC é positiva, pois esta é uma forma de ampliar as ações de permanência do estudante na universidade, além de fortalecer a política estudantil. Contudo, o cálculo de carga horária diária do curso impede que o programa tenha um maior alcance. “O MEC deveria priorizar o critério da vulnerabilidade socioeconômica para atingir um maior número de alunos”, enfatiza Isabel.

De acordo com o MEC, a intenção do programa, ao delimitar carga horária, é beneficiar estudantes que não possam trabalhar, devido à quantidade de horas em sala de aula. Entretanto, para a Pró-reitora, o critério reduz muito a possibilidade de inscrições. “O Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace) está intermediando junto ao MEC para reduzir a carga horária exigida e, desse modo, ampliar o número de participantes”, salienta Isabel.

Seleção – De acordo com o cronograma da Pró-reitoria de Assistência Estudantil (Proae), os discentes devem acessar o site http://permanencia.mec.gov.br/ e se inscrever no sistema PBP até outubro. O aluno contemplado receberá uma bolsa paga pelo MEC, por meio de um cartão benefício. Os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A previsão para recebimento do auxílio é a partir de janeiro de 2014.

Uma das vantagens do programa é permitir o acúmulo do benefício com outras modalidades de bolsas acadêmicas, a exemplo da bolsa do Programa de Educação Tutorial (PET), do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e outros auxílios pagos com recursos próprios das Instituições Federais de Ensino Superior ou do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). Além do programa do MEC, a Univasf mantém um Programa de Bolsa Permanência da instituição, voltado aos alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica vinculados à universidade. O processo seletivo ocorre semestralmente de acordo com disponibilidade orçamentária da instituição.





Em Lajedo, Governo entrega 19ª ETE e anuncia investimentos em abastecimento d’água e para agricultura familiar

Postado em 9 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12500
Mais educação, água, incentivo à agricultra familiar e investimentos da ordem de cerca de R$ 12 milhões. Esse foi o saldo da visita do governador Eduardo Campos, nesta quinta-feira (08/08), ao município de Lajedo, no Agreste Setentrional do Estado. Na ocasião, o governador entregou a 19ª Escola Técnica Estadual (ETE), que recebeu o nome de Antônio Dourado Cavalcanti, e assinou ordens de serviços para as áreas de produção de feijão e de abastecimento d’água. Ainda em Lajedo, o governador entregou 93 títulos de posse, além de Carteiras Nacionais de Habilitação do programa CNH Popular.

Para Eduardo, a existência da escola de técnica, ao lado das obras hídricas, é o motor do desenvolvimento do Agreste. “Para atrair empresas, é preciso ter um centro de formação profissional e água. E quero, diante de tantas mães, educadores e estudantes, dizer que estamos dando um salto de qualidade nesses dois setores. Essa unidade é a nossa 19ª ETE, quando tínhamos apenas cinco em funcionamento, em 2006. Até o final do ano, a gente garante mais seis novas unidades dessa, para chegarmos a 2013 com 25 e até 2014, com 40 novas ETEs funcionando nos três turnos. Serão mais 600 mil vagas somente em aulas presenciais”, discursou Eduardo. “Hoje, 90% dos jovens que terminam a nossa escola técnica já saem empregados, nas oportunidades da nova economia do Estado”, complementou o secretário da Educação, Ricardo Dantas.

A ETE Antônio Dourado Cavalcanti é a primeira unidade de ensino técnico do Agreste Meridional e, além de Lajedo, vai atender às cidades circunvizinhas, como São Bento do Una, Cachoeirinha, Altinho, Canhotinho, Caetés e Garanhuns. O investimento para sua construção foi de R$ 8 milhões. A área da escola é de 12 mil metros quadrados. O empreendimento ainda possui 12 salas de aula, seis laboratórios, dois laboratórios específicos, auditório, biblioteca, quadra poliesportiva, refeitório, além de cantina e área de convivência.

ÁGUA – Na área de infraestrutura hídrica, o governador oficializou a inauguração da duplicação da adutora de água tratada do sistema de Lajedo, quando 36 mil metros de novas tubulações foram trocadas, totalizando um investimento de R$ 2,6 milhões. A ação faz parte do programa para o fim do racionamento e de perdas (Prored), e beneficia os mais de 26 mil habitantes do município, que passam a ter água todos dias. Antes, os moradores sofriam com o rodízio de três dias com fornecimento e oito sem.

Ainda no eixo de abastecimento, Eduardo autorizou o investimento de R$ 220 mil para a extensão da rede de abastecimento d’água do Sítio Santana e da Associação Comunitária de Caldeirão, situadas na parte rural de Lajedo. O novo sistema beneficiará cerca de 230 famílias.

AGRICULTURA FAMILIAR – Com objetivo de elevar em 100% o nível de produção e renda dos agricultores familiares de Lajedo, Eduardo decretou o início da construção de 60 terreiros de secagem no Sítio Barriguda, na zona rural do município. Com um custo de execução orçado em R$ 247,9 mil, a ação contemplará diretamente 60 famílias da cadeia produtiva do feijão. O produto será vendido, inclusive, para as escolas da rede pública e utilizado na merenda dos estudantes.

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Aldo Santos, explicou que, ao todo, onze municípios estão incluídos na iniciativa, batizada de Plano Territorial de Rede Produtiva do Feijão. “Esse programa beneficia mais de 4 mil famílias, com um investimento da ordem de 24 milhões, sendo R$ 9 milhões recursos dos cofres estaduais e o restante do Banco Mundial. Hoje, há 1.200 terreiros de secagem espalhados no Estado. Até 2014, chegaremos a três mil”, garantiu o secretário.





Ex-prefeito Jorge Garziera nega prisão

Postado em 9 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12497

O ex-prefeito de Lagoa Grande-PE, Jorge Garziera, desmente informações divulgadas na imprensa de que teria sido preso pela Polícia Federal, em Salvador, capital baiana. O ex-prefeito informou que foi convocado pela PF nesta quinta-feira, dia 8 de agosto, para prestar esclarecimentos sobre processos que existem em seu nome quando foi prefeito da cidade, mas que não esteve preso.

Jorge explicou ainda que virá à Petrolina porque o processo corre por Lagoa Grande e por isso, seu depoimento tem que ser feito na região do município. O ex-prefeito aproveita para acalmar a população lagoagrandense e afirma que seus advogados já estão cuidando do caso.

A vereadora da bancada de oposição em Lagoa Grande, Edneuza Lafaiete (PTB) conversou com o ex-gestor da cidade logo que saiu a notícia e Jorge desmentiu no mesmo instante a notícia de sua prisão. 

“Ele atribuiu a informação a questões políticas, de adversários seus, até porque o processo é antigo e ele já tem apresentado defesa em todas essas ações. Jorge nunca esteve preso”, frisou a vereadora.




jr telecom

Lossio fala sobre Nova Semente em evento de Neuropsicologia e Políticas Públicas, no Rio

Postado em 8 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12492

O programa de educação infantil  Nova Semente, idealizado em Petrolina pelo prefeito Julio Lossio, ganha cada vez mais espaço em outras cidades do país. Desta vez, a exitosa experiência realizada neste município sertanejo vai ser alvo de palestra e debate durante o I Encontro em Desenvolvimento Infantil: da Neuropsicologia às Políticas Públicas, que acontece até o próximo sábado(10), na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Essa não é a primeira vez que o programa vira tema de palestra: no inicio do ano, em Brasília(DF), o Nova Semente foi abordado durante um encontro internacional.

Na manhã desta sexta, o prefeito Julio Lossio participará de uma das mesas-redondas,quando vai abordar a parceria entre instituição pública e a comunidade no avanço da educação infantil. O evento – promovido pelo Instituto Brasileiro de Neuropsicologia e Comportamento(IBNeC)-  acontece no Pestana Rio Atlantica Hotel, no bairro de Copacabana.

image-12493

A proposta do encontro é reunir representantes de vários segmentos, dentre eles pesquisadores, docentes, estudantes, gestores públicos; para discutirem e trocarem experiência sobre educação infantil.

Julio Lossio vai mostrar aos participantes do Encontro, como tem dado certo o modelo do programa Nova Semente em Petrolina. Ao todo, já são cem unidades em funcionamento no município. As crianças recebem diariamente cinco refeições, acompanhamento médico, odontológico e nutricional. O material didático utilizado pelas Sementeiras apresenta todas as diretrizes pedagógicas e metodológicas próprias para o desenvolvimento escolar, social e psicológico das crianças, sendo que é orientado pelo Instituto Alfa e Beto.

 “Nós temos muito orgulho em desenvolver esse programa. É uma forte parceria entre a Prefeitura e a comunidade, levando atendimento de qualidade às nossas crianças. Sem dúvida, Petrolina é uma cidade que está à frente de outras quando o assunto é cuidar de suas crianças”, frisa o prefeito Julio Lossio.




jr telecom

Armando Monteiro: 13 anos seguidos na lista dos mais respeitados

Postado em 8 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12489

Saiu a nova lista dos deputados e senadores que estão entre “Os 100 Cabeças do Congresso Nacional”, elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), instituição mantida por mais de mil sindicatos de trabalhadores de todo o Brasil. E o senador Armando Monteiro é novamente apontado como um dos mais respeitados do Congresso.

Esta é a terceira vez desde que chegou ao Senado que Armando aparece como um dos “Cabeças” do Parlamento brasileiro. Somando esse período à época em que ele fez parte da lista como deputado federal, já são 13 anos seguidos de reconhecimento público pelo trabalho que realiza. Armando está na vida parlamentar há apenas 15 anos – foi deputado entre 1999 e 2010 e é senador desde 2011.

Na edição deste ano, o Diap apontou Armando Monteiro como um hábil negociador, mas ele já foi indicado também por sua influência nas decisões de temas econômicos. “O Diap é uma entidade que tem credibilidade, é insuspeita, que tem critérios de escolha que já foram sedimentados e amadurecidos ao longo do tempo. Por isso, me sinto honrado com esta escolha”, afirma Armando.





As comunidades adquirem nova fonte de renda, após oficinas de capacitação promovidas pelo Ministério da Integração Nacional

Postado em 8 de agosto de 2013 por Josélia Maria

image-12486

Até março deste ano, o agricultor Marcelo Nogueira não sabia que usar esterco de animais como adubo era um impedimento para o desenvolvimento dos vegetais cultivados em sua pequena lavoura. Depois de participar de oficinas do Projeto de Integração do Rio São Francisco – executado pelo Ministério da Integração Nacional –, o morador da comunidade quilombola Pedra Branca, situada em Mirandiba (PE), descobriu que o material orgânico dos animais acumulava alto grau de ureia. A substância é inibidora da produção agrícola. Durante as aulas, aprendeu a preparar um biofertilizante mais eficiente e saudável para os vegetais que planta.

A descoberta de Marcelo mostra parte da importância dos programas socioambientais realizados, desde o ano passado, nas remotas comunidades quilombolas localizadas em áreas de influência das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A iniciativa levou biólogos, agrônomos e outros técnicos para doze quilombos, a fim de atualizar as técnicas de produção rural e ensinar os moradores sobre a melhor convivência com o clima do semiárido.

Um dos principais aprendizados dos quilombolas foi a subsistência por meio de culturas típicas do sertão. Marcelo, por exemplo, aprendeu a produzir feno e reduziu os custos com a alimentação de animais. O quilombola adotou também o cultivo do maracujá nativo e do umbu para o processamento de doces e outros produtos. “Antes a gente só plantava o milho e o feijão, que geram mais trabalho e mais gastos com mão de obra. No final, nem dava lucro. O umbu é mais fácil de produzir porque cresce naturalmente e é só colher direto do pé, fazer o doce e vender”, conta o agricultor.

Empreendedorismo – Além do estímulo ao cultivo de espécies mais adequadas para a região, o Projeto de Integração do Rio São Francisco promove palestras de associativismo e empreendedorismo, com o objetivo de possibilitar aos pequenos produtores quilombolas melhores condições para competir no mercado e obter financiamentos. “Após as oficinas, os participantes têm superado nossas expectativas. Além de produzirem e aumentarem a renda familiar com os seus produtos, estão trocando informações e experiências entre si, fortalecendo as comunidades e buscando o maior desenvolvimento das atividades aprendidas” destaca Juliana dos Santos, psicóloga que atua no Projeto.

Compensação ambiental – As ações para o desenvolvimento das comunidades quilombolas integram as 38 estratégias ambientais desenvolvidas pelo Ministério da Integração Nacional com vistas à minimização, à compensação e ao controle dos impactos ambientais provocados pela implantação e operação do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Ao todo, os recursos para a compensação ambiental somam cerca de R$ 1 bilhão e vão trazer benefícios econômicos, sociais, científicos e ecológicos para as localidades da área de abrangência do empreendimento.

O Projeto é a maior obra de infraestrutura hídrica do governo federal, com quase seis mil profissionais envolvidos e cerca de R$ 8,2 milhões de orçamento previsto. O objetivo principal da intervenção é levar água para 12 milhões de habitantes, de 390 cidades localizadas nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.