Destaques

MORRE AOS 53 ANOS MARCELO YUKA, UM DOS CRIADORES DA BANDA O RAPPA

revista.cifras.com.br O músico Marcelo Yuka, ex-integrante e um dos fundadores da banda O Rappa, fa ...

‘Não há definição no jogo’, diz João Campos

João Campos participou da reunião com o governador ao lado do líder do PSB na Câmara, Tadeu Alen ...

Marco Aurélio sinaliza que deve rejeitar pedido de Flávio Bolsonaro

  Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil AE O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal F ...

Outubro Rosa - Instituto Ivete Sangalo Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
RADIO WEB JUAZEIRO
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Lista de Links

Sesi prorroga inscrições para cursos gratuitos

Postado em 9 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

image-4311

O SESI (Serviço Social da Indústria) em parceria com SENAI oferece 220 vagas para o EBEP (Educação Básica e Ensino profissional). As oportunidades, de cursar gratuitamente o ensino médio juntamente com o ensino técnico, são para quem terminou o 9º Ano (8ª série) e tem até dezessete anos (17 anos. Os interessados devem se dirigir até a Unidade do SESI localizada no Parque Municipal nº 01, Centro, Petrolina, e fazer inscrição até o dia 21/01/2013 no valor de R$ 20,00. As provas serão realizadas no dia 26/01/2013.

Entre cursos técnicos oferecidos estão: • 20 vagas Técnicos em alimentos • 40 vagas Técnicos em Refrigeração e Climatização • 20 vagas Técnicos em Mecânica automotiva • 20 vagas Técnicos em Eletrotécnica • 120 vagas Técnicos em Administração.

Os interessados deverão levar para inscrição além da taxa já informada, os seguintes documentos: • Xerox do RG e CPF do aluno e responsável; • Declaração de conclusão do 9º ano (8ª série). Mais informações através do telefone (87) 3861 1369 ou acesse www.pe.sesi.org.br.





Ex-prefeito de Afrânio “apagou o candeeiro e derramou o gás”

Postado em 9 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

image-4307
Apesar do rigor da Lei de Responsabilidade Fiscal, infelizmente, o prefeito  de Afrânio  que não foi reeleito,Carlos Cavalcanti,não repassou a prefeitura para sua sucessora conforme a lei. Faltam documentos,arquivos apagados dos computadores , faltam projetos     salários  e fornecedores atrasados, entre outros.

A prefeita Lucia Mariano (PSB),não recebeu, a prefeitura como deveria, até porque não houve transição e  dificultaram o acesso a informação  pela rivalidade política e falta de compromisso com o bem público  . No final das contas, quem perde é a população, à mercê de maus administradores.

É sabido que o  eleito deve receber de seu antecessor todos os dados, documentos, balancetes financeiros, convênios em andamento, informações completas das contas públicas da Prefeitura, bem como todas as senhas de acesso aos servidores … o que faltou ao derrotado em Afrânio.

 Os dois gestores, sucessor e sucedido, possuem responsabilidades mútuas  em benefício do interesse  do povo, de modo que todas as alternativas possam ser checadas, pois a sociedade merece que tudo seja feito às claras. O povo não quer ver uma prefeitura “às escuras” ,onde apagaram o candeeiro e derramaram o gás, e sim o exercício pleno da democracia.

O abacaxi precisa ser descascado , porém o ex-prefeito desapareceu e  o povo tá pagando “o pato”.




jr telecom

Letrans promove lançamento de livros na Univasf

Postado em 9 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

O Laboratório de Estudos e Práticas Transdisciplinares em Saúde e Educação da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Letrans/ Univasf) realiza na próxima quinta-feira (10), o lançamento do livro “Psicologia Jurídica: ensaios sobre violência”.

O evento acontece a partir das 16h na Sala de Núcleo Temático (NT 01), no bloco de salas de aula, do campus Petrolina Sede. Segundo o professor e organizador da produção, Marcelo Ribeiro, o livro pretende discutir a questão da violência sob diversas perspectivas, apresentando aspectos benéficos da psicologia jurídica.

Na oportunidade, haverá também o lançamento do livro “Pesquisa-Criação: uma experiência com escrita docente autobiográfica”. A obra, de autoria do professor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Josemar Martins Pinzoh, mescla elementos da literatura e da pesquisa contemporânea acadêmica.





Plínio Amorim assume pasta e diz: “teremos que encontrar o equilíbrio financeiro para Juazeiro crescer”

Postado em 9 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

image-4300
No primeiro mandato, a gestão do prefeito Isaac Carvalho encontrou um município endividado, sem planos e sem perspectivas de crescimento. Durante os quatro anos foi preciso formular projetos, pagar dividas com fornecedores e com a União para poder conveniar. Neste segundo mandato, Juazeiro começa a colher os frutos deste trabalho. E para que a gestão possa encontrar o seu equilíbrio financeiro e governamental foi criado a Assessoria Especial de Modernização Administrativa.

A nova pasta será conduzida pelo ex-secretário de Educação, Plínio Amorim. O anuncio oficial ocorreu nesta terça-feira (8), em solenidade realizada no Paço Municipal com a presença da equipe de governo, vereadores, imprensa e sociedade. Em nome de todo o governo, o secretário de Relações Institucionais, Fernando Dantas deu as boas vindas a Plínio.

Durante seu pronunciamento, Amorim que já conta com 28 anos de experiência no serviço público, fez questão de dizer que ele será apenas mais uma peça no meio de tantas outras que estão no governo para contribuir pelo desenvolvimento de Juazeiro. “Teremos como foco o cuidado com o equilíbrio financeiro. Muito se espera da Prefeitura, e se espera historicamente da prefeitura de Juazeiro. Lamentavelmente, por inúmeros motivos, a gente tem tido pouca capacidade de investimento. E é essa capacidade de investimento que nós teremos que ir buscar para encontramos o equilíbrio financeiro, o reordenamento urbano e a governabilidade. É isso que a gente vai buscar, é para isso que queremos contribuir”, colocou Amorim.

Plínio Amorim argumentou ainda que será preciso cuidar dos planos de governos e dos compromissos de campanha. “A gente vai agregar a intervenção estratégica, onde vamos acompanhar a confecção, o atingimento de cada proposta, de cada compromisso que o povo de Juazeiro elegeu como prioridade porque entendemos e sabemos que a expectativa da população para esse segundo mandato é grande por tudo que o governo construiu e preparou na primeira gestão”.

O prefeito Isaac Carvalho disse que Plinio Amorim chega para se somar ao grupo que trabalha na reforma administrativa como também para reforçar a estrutura da governança. “Plínio chega nesse momento para avançarmos nas discussões políticas, administrativas e financeiras que giram em torno da reforma administrativa. Mas o seu papel estará focado na modernização da gestão, dos avanços do ponto de vista administrativo porque temos a missão de fazer ainda melhor do que fizemos. Para isso vamos estruturar e buscar separar algumas áreas para que possamos melhorar a eficiência do governo”, pontuou Isaac.

Isaac reiterou que será preciso avançar muito mais para continuar construindo projetos, mas que o governo precisa agora focar na implementação dos projetos aprovados na primeira gestão como o Anel Viário com previsão de inicio de obra para fevereiro; o PAC 2 que se encontra em processo licitatório e que irá atender a 12 bairros, a contratação de mais de quatro mil casas populares e nesta quinta-feira (10), serão iniciadas as obras da Escola Técnica Federal de Juazeiro.





BBB 13 estreia com ex-participantes, Dhomini e Bambam estão entre eles

Postado em 9 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

image-4296
Programa terá também Fani, Natália, Eliéser e Anamara entre os veteranos.
Oito novos integrantes foram escolhidos pela produção; público elege dois.

Começou nesta terça-feira (8) o Big Brother Brasil 13 com a presença de seis ex-participantes do programa. Na estreia, o apresentador Pedro Bial anunciou o nome dos veteranos que farão parte da casa: Kléber Bambam, Fani Pacheco, Natália Casassola, Eliéser Ambrósio, Dhomini e Anamara, a “Maroca”.

Já os oito novos participantes foram escolhidos pela produção e vieram dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Para completar o grupo, mais dois participantes serão escolhidos pelo público após passarem seis dias em uma casa de vidro em um shopping de São Paulo. Eles ficarão confinados até sexta-feira (11).

Veja quem são os novos participantes:
Aline, 31 anos, recepcionista, é do Rio de Janeiro.
André, 24 anos, empresário, é de Vitória (ES).
Andressa, 23 anos, esteticista, é de Cianorte (PR).
Aslan, 32 anos, artista plástico, é de Recife (PE).
Fernanda, 26 anos, advogada, é de Belo Horizonte.
Ivan, 26 anos, professor de inglês, é de Rio Claro (RJ).
Marien, 25 anos, bailarina de flamenco, é de Belo Horizonte.
Nasser, 24 anos, vendedor, é de Porto Alegre.





ABC do Caboclo divulga modos e costumes do sertão

Postado em 8 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

 

image-4292

“Lá no meu sertão pros caboclo lê/Têm que aprender um outro ABC/O jota é ji, o éle é lê/ O ésse é si, mas o erre/Tem nome de rê…” Foi inspirado nos versos do ABC do Sertão, música imortalizada por Luiz Gonzaga, que a Comissão de Revitalização do Caboclo – povoado do município pernambucano de Afrânio, publicou recentemente o livro ABC do Caboclo.

A obra, que incorpora as variedades lingüísticas do povo do sertão a partir de palavras chaves, possibilita ao leitor o entendimento dos modos e costumes da região, além de incentivar a pesquisa e o desejo das pessoas em conhecer pessoalmente este povoado que existe há mais de 200 anos.

Ilustrado por pinturas do artista plástico Otoniel Fernandes Neto e imagens de fotógrafos, a exemplo de Moreira, José Alves de Siqueira e Marcus Ramos (Jornadas Fotográficas do Vale do São Francisco), o ABC do Caboclo, segundo o arquiteto e gestor ambiental Cosme Cavalcanti é um verdadeiro retorno às raízes sertanejas. “Assim como na música de Luiz Gonzaga, onde o povo nordestino soletra algumas letras como o jota que  tem nome de ji, o éle é lê, no ABC do Caboclo, a fruta umbu também é chamada de imbu. E a cada letra, ampliamos o entendimento do vocabulário regional, mostrando  outras palavras que começam com esta mesma letra, a exemplo de inverno, imburana, isca e idealismo”, explicou Cosme Cavalcanti.

Ainda de acordo com o arquiteto, o ABC do Caboclo foi publicado com o propósito de comemorar os 10 anos do Museu Pai Chico, que será vivenciado a partir do dia 02 de fevereiro de 2013. Considerado um oásis de cultura e história no meio do sertão pernambucano, o Museu Pai Chico possui um acervo aproximadamente de 1400 peças que revelam os costumes e achados arqueológicos da história e sobrevivência de seu povo. Pai Chico – José Francisco de Albuquerque Cavalcanti é o principal personagem: professor público, capitão da guarda nacional no Império, político influente, 5° Prefeito de Petrolina-PE (1904-1907) e patriarca de grande família do sertão do São Francisco.





Dialogar antes, é possível; Ser ouvido depois, é impossível.

Postado em 8 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

image-4288

Não existe acaso
Tudo é premeditado
E nós, como sempre somos enganados. A discrição correta da maioria dos políticos de hoje, é essa. Uma  hora, prestativos e preocupados
outra hora, arrogantes, fingidos e enjoados.
Antes, quase sempre atentos a tudo que falamos, depois, dificilmente eles escutam pelo menos o nosso oi, o nosso bom dia ou o nosso obrigado. Talvez porque o nosso obrigado poderá ser entendido como ofensa, pois depois que passam as eleições, obrigado para eles, só se for de ironia, porque eles e que deveriam ser eternamente gratos a nossa inocência, pois em toda eleição garantimos as regalias, os status, o poder que eles tanto usam para nos oprimir. E assim vamos nós como diz a canção do “Zé Ramalho” “Tô vendo tudo, tô vendo tudo mas, bico calado, faz de conta que sou mudo”.

Pois é amigos, o antes e o depois na política é assim, bastante controverso e injusto.

Antes só amizade, respeito e elogios; Depois inimizade, desrespeito e críticas. Porque eles são assim? Ou melhor, difícil é entender porque nós eleitores somos assim, não gostamos, nos chateamos, e ainda votamos em políticos cuja máscara só cai depois de eleitos. Nós somos mesmo um marasmo em matéria de escolha, escolhemos pelas façanhas momentâneas e esquecemos que o nosso voto é de uma responsabilidade enorme, pois dele dependem os nossos filhos, os nossos irmãos menos conscientes, vítimas de políticos de dupla personalidade, que na campanha são bonzinhos e educados, depois dela, arrogantes e esticados. Ah! Agora entendo a votação do tiririca, e eu que na época na minha ignorância critiquei quem o elegeu, na verdade eu não entendia o porquê de tanta gente ter votado num palhaço, e o palhaço era eu, que ainda estava fascinado pelos os discursos bonitos, pelos os abraços carinhosos em tempo de campanha, sem perceber que tudo aquilo não passava de jogada de marketing, onde o principal objetivo deles era chegar ao poder. Já para o tiririca, tirei o chapéu, pois o seu lema de campanha foi verdadeiro, “Vote tiririca, pior do que tá não fica”. Prove que depois do tiririca ficou pior. Foi o palhaço alegre e brincalhão que ultimamente apareceu em escândalos? Ou foram os bonitões de colarinho branco que continuaram ocupando as primeiras páginas dos jornais?

Tiririca era palhaço, se apresentou como palhaço, mas, como parlamentar ainda não foi destaque em matéria de palhaçada, e se um dia for não será incoerente afinal, o povo votou num palhaço. Agora duro mesmo é votar num falso moralista, tipo lobo com pele de cordeiro, naquele protótipo de honestidade e decência, e depois se deparar com a dura realidade do antes e depois na política dos covardes, que usam e abusam do caráter dos eleitores e depois os ignoram, como um material descartável. Reflitamos sobre essas verdades, para que tenhamos mais e mais cuidado na hora das escolhas. Ainda existem políticos bons, nós é que precisamos melhorar a qualidade do nosso voto.

Geraldo Silva/Radialista





Odacy confirma aproximação do PT com Julio Lóssio

Postado em 8 de janeiro de 2013 por Josélia Maria

Em entrevista concedida à rádio Ponte FM nesta segunda-feira (7 de Janeiro), o deputado estadual Odacy Amorim (PT) confirmou a possibilidade de diálogo entre o PT e o PMDB municipal. Segundo o parlamentar, a aproximação coordenada pela presidente do PT em Petrolina, deputada estadual Isabel Cristina, tem como objetivo contribuir para a melhoria de Petrolina e região.

“Queremos contribuir com a nossa cidade e abrir o canal de diálogo com o governo municipal, reforçar os entendimentos com o governo do estado e trabalhar essa unidade PT/PMDB também em benefício das cidades vizinhas também. Esse é o meu papel como deputado estadual”, afirmou o parlamentar petista.

Na entrevista à Ponte FM, Odacy também se colocou como um mediador na disputa entre a Prefeitura de Petrolina e a Compesa. “Pretendo fazer um trabalho de entrosamento e de entendimento. Quero propor que o prefeito abra o diálogo, e que se tiver interesse eu pretendo ajudá-lo a agilizar essa questão da Compesa, junto ao governo do estado, que envolve plano de metas, investimentos, entre outras questões. O importante é a cidade ganhar”, explicou Odacy.

Quando prefeito de Petrolina, Odacy Amorim criou um plano de metas a ser cumprido pela Compesa, mas segundo entendimento da administração atual, grande parte desse acordo não foi respeitado e agora a Prefeitura briga na justiça para municipalização dos serviços de manutenção de esgoto e fornecimento de água.