Destaques

Arrasta-pé continua nesta segunda em várias cidades de Pernambuco

[1250] São João do Recife Foto: Andrea Rego Barros/divulgação/PCR Por: FolhaPE Para quem ainda ...

Filho de Luciano Huck mostra evolução após cirurgia no crânio e deixa a UTI de hospital no Rio

Foto: Reprodução/Instagram Por: FolhaPress – FolhaPress Benício Huck, 11, filho do meio d ...

Mulher morre após ser jogada pelo marido de primeiro andar no Alto Santa Terezinha

Foto: Reprodução Facebook Diário de Pernambuco Uma mulher morreu após ser empurrada pelo marido ...

Atenção Redobrada reforça ações na Copa das Confederações e no São João‏

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10678
O Programa Atenção Redobrada, uma iniciativa do Governo do Estado por meio da Secretaria da Criança e da Juventude, está reforçando ações durante os jogos da Copa das Confederações em Pernambuco, bem como nos eventos em comemoração ao ciclo junino, até o próximo dia 30.

 Até lá, o Programa, em parceria com municípios pernambucanos, irá focar nesses dois grandes momentos, marcados por intensa participação popular, com o objetivo de sensibilizar a população para a proteção dos direitos humanos de crianças e adolescentes.

Durante os jogos da Copa das Confederações, os municípios de Camaragibe, Caruaru, Recife e São Lourenço da Mata contarão com Espaços de Proteção em paralelo aos locais de exibição dos jogos. Em Camaragibe o espaço funcionará na Escola José Collier, das 18h às 06h.Em Caruaru na praça de eventos com o horário de 15h às 2h. Já em São Lourenço, será instalado em frente ao Pátio de Eventos, no centro, das 16h às 22h. No Recife o espaço de proteção fica no Sítio da Trindade, das 16h às 01h. Outras atividades de sensibilização da população também serão realizadas em diversos pontos nas quatro cidades, como mercados públicos, estações de metrô, Parque Dona Lindu, Marco Zero, entre outros locais.

Além dos materiais usualmente disponibilizados durante a iniciativa como panfletos, cartazes, adesivos, banners, faixas, em Recife, Camaragibe e São Lourenço da Mata também estão sendo entregues tabelas dos jogos, com a divulgação do DISQUE 100,  nos estacionamentos e estações de acesso à Arena Pernambuco e ainda, nos locais de exibição dos jogos. Pulseiras de identificação cujo objetivo é identificar as crianças/adolescentes tanto presentes nos espaços de proteção, como também, com o propósito de evitar um possível desaparecimento também serão distribuídas. Já os municípios de Jaboatão dos Guararapes, Gravatá, Bezerros e Olinda também irão desenvolver atividades de sensibilização da população, chamando a atenção para as violações de direitos de crianças e adolescentes com a possibilidade de ampliação para outros municípios.

 




jr telecom

Adolfo Viana destaca em audiência pública preocupação quanto a apropriação da Bahia Marina na Praia da Preguiça

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10674
Na audiência pública ocorrida na manhã desta terça-feira (18) para discutir sobre a apropriação da Praia da Preguiça pela Bahia Marina, o vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano na Assembleia Legislativa da Bahia, Adolfo Viana (PSDB) voltou a reforçar sua preocupação em relação à proibição dos moradores do entorno de frequentarem a praia. “O objetivo deste encontro foi justamente para defender os moradores do entorno da Praia da Preguiça que estão sem o seu lazer, por causa das obras de ampliação da Bahia Marina. Eles estão acostumados há décadas, a jogar bola, pescar e tomar banho de mar naquele local e agora não podem mais fazer isso. Um empreendimento desse porte tem que entrar num consenso com a comunidade. Não pode simplesmente proibir o acesso de pessoas numa área que é pública”, destacou o parlamentar tucano que é líder do PR/PSDB.

A audiência foi uma iniciativa da presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano Maria Del Carmen a pedido de representantes das Associações de moradores do entorno. A comissão convidou o representante da Bahia Marina Reinaldo Loureiro, que apresentou o projeto de ampliação e afirmou manter uma convivência tranquila  com a comunidade.  Insatisfeitos com a proibição do acesso à praia, os representantes das Associações de Moradores disseram que não são contra o empreendimento, mas que a comunidade tem que ter oferecer a contrapartida e não segregar. “Temos projetos oferecidos pela Bahia Marina, mas ainda é muito pouco diante do que precisamos”, disse o líder do Movimento Nosso Bairro 2 de Julho, Nilson Mendes.

Dentre as reivindicações feitas pelos moradores, consta o cumprimento do acordo feito pela Bahia Marina, que prometeu fazer inclusão digital no bairro e instalar uma Rádio Comunitária. Reinaldo Loureiro se comprometeu a repensar as solicitações apresentadas na audiência, como a ampliação da inserção de mão de obra local, construção de um píer para prática da pesca artesanal e criação de espaço cultural.





Saúde pública organiza campanha de vacinação para trabalhadores ligados à Copa das Confederações

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10670
Apesar de receber eventos como a Copa das Confederações, Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas de verão em 2016, o Brasil não exige dos visitantes a vacinação antes de desembarcarem no país.

Segundo nota disponível no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a única exigência para visitantes estrangeiros é a da vacina contra a Febre-Amarela, comprovada pelo Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). O Decreto nº 87, de 15 de abril de 1991 determina a vacinação para pessoas procedentes de áreas onde há risco de transmissão da doença, como alguns países da Ásia e África.

A Nigéria – uma das delegações a jogar na Bahia – também exige vacinação contra Febre-Amarela para estrangeiros. Já Itália e Uruguai, outros países a disputarem jogos em Salvador não fazem as mesmas exigências.

Pensando em proteger os baianos, a Coordenação Estadual de Vigilância às Emergências em Saúde Pública (CEVESP) organizou campanhas de vacinação para os trabalhadores de aeroportos, hotéis, agentes de viagens e trabalhadores da Arena Fonte Nova. Esse grupo é considerado vulnerável pela Coordenação, já que terão contato direto com as delegações estrangeiras.

Durante as campanhas foram distribuídas vacinas contra Febre-Amarela, Tétano e Disenteria, Tríplice viral – combate o sarampo, rubéola e caxumba – e Hepatite B. Em 2011 33 países europeus registraram surto de sarampo. 25 mil casos foram registrados e preocupam o Ministério da Saúde.

Gelo e doenças

Segundo o Coordenador da CEVESP, Juarez Dias, além das preocupações com vacinas e doenças sexualmente transmissíveis, há também fiscalização no quesito alimentício. Hotéis e restaurantes passaram por inspeção e os aprovados receberam alvará alegando haver higiene no preparo das refeições e bebidas.

“É impossível manter o controle” afirma Dias sobre a inspeção dos recintos de alimentação em Salvador. Vendedores informais ganham preferência do público mais pelo preço do que pelo paladar, tornando difícil o trabalho da CEVESP e podendo causar doenças.

Nos dias de jogos na Arena Fonte Nova haverá o trabalho conjunto entre Polícia e Agentes de saúde. Eles inspecionarão a qualidade dos alimentos comercializados próximos ao estádio. Uma das maiores preocupações é com relação ao gelo usado pelos vendedores ambulantes nas caixas de isopor e nas bebidas como sucos e caldo de cana. Segundo Dias alguns comerciantes manuseiam o gelo de forma errada, quebrando os sacos na calçada e, assim, contaminando as bebidas.





Workshop internacional encerra nesta quarta-feira(19) com Mini Cursos

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10663
O VII workshop internacional promovido pelo National Mango Board em parceria com a Valexport, encerra nesta quarta-feira (19), com a realização de mini cursos.

Os mini cursos “Bioecologia e Manejo das Moscas das frutas no Vale do São Francisco” e “Nutrição e Adubação da Mangueira:aplicação do sistema integrado de diagnóstico e recomendação”, são ministrados por pesquisadores da EMBRAPA e Moscamed.

image-10664

 





Armando: desafio do Brasil é investir na educação e inovação

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10660
Idealizador do Mapa Estratégico da Indústria quando esteve no comando da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o senador Armando Monteiro (PTB-PE) acompanhou a apresentação do documento, reeditado neste ano, durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nesta terça-feira (18).

O documento identifica os dez fatores-chave (clique aqui) que podem elevar a competitividade brasileira e indica para cada um deles metas capazes de alavancar o desenvolvimento. O objetivo do Mapa é mostrar os caminhos para que o país tenha indústria mais forte e internacionalmente competitiva, o que resulta em mais geração de emprego e riquezas para o Brasil.

Ao comentar a nova edição do Mapa, Armando reiterou que o Brasil pode e deve ambicionar uma indústria forte e internacionalmente competitiva, mas para isso é preciso enfrentar o grande desafio de elevar os níveis de produtividade e eficiência, atuando nos fatores-chave que são a educação e a inovação.

Para Armando, é preciso tratar a agenda da competitividade como política de governo. Em última instância, afirma, dela depende o crescimento sustentado do País, o aumento da produtividade, a formação do capital humano e a capacidade de inserção do Brasil na economia global.

“O Mapa é um exercício da mais alta relevância. Por isso, o diálogo do Congresso com o setor produtivo não deve se dar somente sobre projetos em tramitação na Casa, mas sobretudo em cima de uma agenda”, disse.

Na audiência, o atual presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, fez uma exposição do Mapa 2013-2022 apontando sua importância para impulsionar o desenvolvimento do País. Segundo ele, não há países ricos, com distribuição de renda e inclusão social, que não tenham uma indústria muito forte.

 

 





‘Manifestantes’ queimam carro de transmissão da Record em SP

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria





Descrença nos Três Poderes é a maior em dez anos em SP

Postado em 19 de junho de 2013 por Josélia Maria

FERNANDO RODRIGUES
DE BRASÍLIA

A falta de prestígio dos Três Poderes da República é a maior em dez anos entre os moradores de São Paulo, segundo pesquisa Datafolha realizada ontem com 805 paulistanos. Ao mesmo tempo, as redes sociais na internet e a imprensa aparecem empatadas com mais prestígio do que todas as outras instituições pesquisadas.

Há dez anos, 51% dos habitantes da capital paulista achavam que o Executivo (Presidência e ministérios) tinha muito prestígio. Em 2007, o percentual caiu para 31%. Hoje, são apenas 19%. Essa década analisada pelo Datafolha coincide com a administração do PT no Planalto –com Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) e Dilma Rousseff (de 2011 até hoje). A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.

No caso do Congresso, a avaliação tem sido ruim: os que achavam que o Poder Legislativo não tem nenhum prestígio eram 17% em 2003. Agora, a taxa subiu para 42%.
Os partidos também nunca estiveram em alta. Mas em 2003 havia apenas 22% dos habitantes da cidade de São Paulo que consideravam que essas agremiações não tinham nenhum prestígio. Agora, são 44% –trata-se do maior percentual de desprestígio entre todas as instituições pesquisadas.

No caso do Judiciário, 38% dos paulistanos achavam que esse Poder tinha prestígio em 2003. A taxa recuou em 2007 para 34%. Ontem o Datafolha registrou só 20%.

Uma demonstração de que os habitantes de São Paulo não melhoraram seu conceito geral sobre os juízes, apesar de o Supremo Tribunal Federal ter concluído em 2012 o processo do mensalão.

image-10653
Na outra ponta da avaliação das instituições pesquisadas aparecem as redes sociais, que lideram com “muito prestígio” para 65% dos paulistanos. Empatada na margem de erro da pesquisa, a imprensa vem a seguir com 61%. Em terceiro lugar está a Igreja Católica (35%).

A Igreja Universal do Reino de Deus, com 28% de “muito prestígio”, empata tecnicamente com as Forças Armadas, que pontuam 27%.

Mas todas as instituições perderam prestígio na última década. As redes sociais foram a exceção por nunca terem sido pesquisadas antes.

Quando o Datafolha pergunta quem tem mais de influência na sociedade, redes sociais (72%) e imprensa (70%) estão em primeiro lugar. Bem abaixo vêm Igreja Católica (34%) e Igreja Universal (32%).

O Datafolha também constatou que aumentou muito a parcela dos paulistanos que apoia os protestos contra o reajuste da tarifa de ônibus na cidade. Na quinta passada, 55% eram a favor das manifestações. Agora, são 77%.

Uma das possíveis razões para esse salto pode ser o fato de o levantamento da semana passada ter sido realizado antes do protesto que terminou com acusações de uso de violência por parte da PM contra os manifestantes. Já o de ontem foi feito um dia após novas passeatas sem grandes confrontos entre ativistas e forças de segurança.

De maneira espontânea, 67% dos paulistanos disseram que o motivo que levou 65 mil pessoas a protestar anteontem em São Paulo foi o aumento no preço das passagens do transporte. Para 38%, a razão da marcha foi a corrupção. E 35% responderam que o protesto teria sido contra os políticos.

Outros motivos citados pelos paulistanos para os protestos são a reivindicação de mais qualidade no transporte (27%), mais segurança (20%), contra a violência ou repressão da polícia (18%). Apenas 5% acreditam que as passeatas sejam por causa de gastos com Copa das Confederações ou Copa do Mundo.

O uso da Paulista para protesto tem o apoio dois em cada três habitantes da cidade (65%). Só 32% não querem a via sendo ocupada por ativistas e 3% não souberam responder.

METODOLOGIA

Para a realização desta pesquisa, o Datafolha ouviu ontem 805 pessoas, escolhidas por sorteio aleatório, em todas as regiões da cidade. Os entrevistados representam a população da cidade de São Paulo.

Foram consideradas as pessoas com 16 anos de idade ou mais.

A margem de erro é de 4 pontos, para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. Isso significa que se fossem realizados 100 levantamentos com a mesma metodologia, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro prevista.(Folha de São Paulo)

 





Programação do Workshop Internacional continua na tarde desta terça-feira (18)

Postado em 18 de junho de 2013 por Josélia Maria

image-10646
Foto:Ana Paula(Valexport), Chef Álvaro Linhares (Quality Hotel), Marilda Peele (National Mango Board) e Tássio Lustoza (Valexport)

Depois de almoço oferecido pela  National Mango Board aos participantes do VII Workshop,assinado pelo Chef Álvaro Linhares, continua rodada de palestras.

image-10647
Joston Simão de Assis (EMBRAPA), ministra palestra sobre “Boas Práticas Agrícolas & Boas Práticas de Fabricação”

image-10648
Caio Coelho (Valexport) e Domingos Sávio (SEBRAE)

image-10649

Acompanhe pelo facebook:www.facebook.com/joseliamariareporter

Twitter @joseliareporter