Página: 2880 – Josélia Maria
    22 de abril de 2021

    Pernambuco deve receber novas doses de vacinas nesta sexta-feira

    Secretário de Saúde de Pernambuco também reforça campanha de vacinação contra a Influenza Durante coletiva de imprensa online do Governo…
    22 de abril de 2021

    Bahia recebe mais 222.500 doses de vacinas contra a Covid-19

    Uma nova remessa com 222.500 doses de vacinas contra a Covid-19 chegou à Bahia nesta quinta-feira (22). O avião que…
    22 de abril de 2021

    Juazeiro registra 69 novos casos da Covid-19 no boletim desta quinta-feira

    Juazeiro registrou 69 novos casos da Covid-19 nas últimas 24 horas. A informação está no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal…
    22 de abril de 2021

    O objetivo é potencializar o ecossistema de inovação a partir do fortalecimento de pesquisas em biotecnologia Potencializar o ecossistema de inovação em Pernambuco incentivando e fortalecendo o empreendedorismo e a cadeia do setor de biotecnologia. Essa é o objetivo do acordo de cooperação técnica que será assinado, de forma remota pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), na próxima terça-feira (27), entre a Secretaria de Ciências, Tecnologia e Inovação (Secti), e a Associação Nacional de Empresas de Biotecnologia (Anbiotec Brasil). O acordo, que vai articular a relação entre empresas e instituições de ciência e tecnologia, inclui o desenvolvimento de projetos para transferência e difusão de tecnologias, além de potencializar o ecossistema e o empreendedorismo local sem falar na promoção da qualificação profissional e aceleração de statups de biotecnologia em Pernambuco. A ideia é, inclusive, potencializar o ecossistema e o empreendedorismo local. É importante lembrar que, a aceleração de startups e empresas de base tecnológica dos setores de Saúde, Biotecnologia e Ciências da Vida também está entre os compromissos estabelecidos no acordo entre a SECTI e a Anbiotec Brasil. O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, acredita que os resultados obtidos a partir do acordo com a Anbiotec Brasil contribuirão para a formação e qualificação de profissionais necessários para atender as demandas do ecossistema de biotecnologia do Estado de Pernambuco, além de promover o intercâmbio dos recursos humanos para a execução de atividades conjuntas de pesquisa científica. “Vamos fortalecer a indústria local e atrair a indústria nacional de Biotecnologia e Ciências da Vida ao Estado de Pernambuco, com as melhores práticas de competitividade”, destacou ele. Os projetos e iniciativas apoiados estarão em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas), entre os quais, construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável. “Queremos implementar um modelo que auxilie o empresário e pesquisador desde a captação de recursos para custeio e investimentos nos projetos à constante inovação e modernização do setor. Esse acordo com a Secti vai promover e incentivar a geração de novos produtos, processos e serviços em nosso setor”, explicou a presidente da Anbiotec Brasil, Vanessa da Silva.

    Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.160 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 2.570 recuperados…

    Fechar