Destaques

Mesmo criando muitas chances de gol, Garapa estreia com derrota no Pernambucano de Futsal

Três bolas na trave e incontáveis chances criadas, mas um vacilo no começo do jogo, fez com que o ...

EM ARARIPINA, LUCAS RAMOS PARTICIPA DO SEMINÁRIO TODOS POR PERNAMBUCO

A Escola Técnica Estadual Pedro Muniz Falcão, em Araripina, recebeu nesta quinta-feira (22) a edi ...

Durante o “Todos Por Pernambuco”, presidente da Alepe anuncia projeto que marcará centenário de Nilo Coelho

O presidente da Assembleia Legislativa (Alepe), deputado Eriberto Medeiros (PP), anunciou nesta quar ...

Nota a respeito dos questionamentos feitos sobre o caráter do terceiro ato do movimento “O Vale Acordou”

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11232

A respeito dos questionamentos feitos sobre o caráter de seu terceiro ato, o movimento “O Vale Acordou” afirma que: 

O caráter deste terceiro ato do movimento, assim como ocorreu nos dois primeiros atos, é inteiramente pacifico, não sendo necessário o uso de força por parte da polícia. Qualquer ato de violência ou depredação ao patrimônio público é completamente repudiado pelo movimento. A intenção da manifestação desse dia 03 de julho é dialogar e mostrar aos poderes públicos municipais que o povo continua indignado, cobra respeito para com o movimento e urgência em suas reivindicações expressas na carta e nos releases enviados à imprensa.

São elas:
-Redução das tarifas de transporte público;
-Adequação do itinerário e horário à utilidade pública com a inserção de horários no período da madrugada;
-Meia tarifa aos domingos;
-Abertura das contas à população;
-Renovação e aumento das frotas de ônibus;
-Reativação dos Conselhos Municipais de Transporte;
-Abertura de licitação para concessão de operação de transporte coletivo (fim do monopólio);
-Ônibus direcionados às universidades, IFs e zona rural dos municípios;
-Criação de terminais integrados;
-Melhores condições de trabalho e garantia dos direitos trabalhistas dos empregados e ex-empregados das empresas
-Barquinhas (meia entrada estudantil e acesso à Univasf e UNEB);
-Criação de ciclovias





Tensão na Ponte Presidente Dutra. Exército lança bomba de gás e dá tiro com bala de borracha. Manifestantes resistem no bloqueio

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11226

Já são mais de 23:39h desta noite quarta-feira(03), e os manifestantes ainda estão sobre a Ponte Presidente Dutra.

Na frente da Ilha do Fogo, onde todas as luzes da ponte foram apagadas, aconteceu o episódio mais tenso.

image-11227

O Exército lançou sobre os manifestantes bombas de gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral. Alguns manifestantes responderam com pedras. A equipe médica atendeu jovens com ferimentos no rosto feitos por balas de borracha.

A Polícia Rodoviária Federal, a Rocam, a Polícia Militar e o Exército estão no local. Dos dois lados da ponte, o congestionamento dá voltas nas ruas centrais das cidades.

Os policiais informaram que estão tentando uma ordem judicial para forçar a saída dos manifestantes, que garantem que ficarão a noite inteira acampados na ponte. Só ambulâncias estão transitando sobre a ponte.

image-11228

image-11229

Blog Folha atualizado por Josélia Maria





Mais um princípio de tumulto na ponte: manifestantes jogam coquitel molotov e exército revida

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11221

por Angela Santana/Jone Cléssio Silva

Fotos:Janko Moura

Manifestação na ponte Presidente Dutra segue em clima de apreensão. Há pouco manifestantes atiraram um coquetel molotov nas tropas do Exército que ocupam a Ilha do Fogo, que revidaram de imediato. Nesse momento os manifestantes juntam pneus para queimar em frente ao portão de entrada da Ilha que está salvaguardado por tropos do Exército que continuam apostas aos movimentos dos manifestantes. Um carro de som foi usado por um militar para pedir aos manifestantes que mantivessem a calma, pois eles não iriam tolerar vandalismo e quem cometesse atos dessa natureza seria preso.

image-11222

 





O Vale Acordou está na Ponte

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11212

A concentração do manifesto “O vale Acordou”, em Petrolina , foi na Praça do Bambuzinho. O grupo pernambucano seguiu para a Ponte Presidente Dutra onde junto  com o grupo de  baianos  farão o ponto alto do evento.

image-11213

Homofobia,saúde,educação e transporte  que são  os temas mais discutidos se juntaram ao pedido de produtores do Projeto Maria Tereza e aos Defensores Público que pedem o veto da PLP 114.

image-11214

Integrantes disseram que o ato se deve ao fato da ausência de diálogo entre os prefeitos das cidades de Juazeiro-BA e Petrolina-PE .

image-11215

image-11216





Clima fica tenso entre exército e manifestantes na Ilha do Fogo durante manifestação do “O Vale Acordou”

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

Depois da concentração na cidades de Petrolina e Juazeiro, manifestantes da mobilização “O Vale Acordou” chegaram à Ponte Presidente Dutra. Neste momento o clima é tenso no local. O exército está cercando a Ilha do Fogo e as informações repassadas pelo comandante do 72º BIMTz, tenente-coronel James Corlet é de que caso os manifestantes continuem jogando bombas na área reservada da Ilha, os soldados irão revidar utilizando armas.(Vale em Pauta)




jr telecom

228.956 pessoas já viram minha fan page.Falta você!

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

Curta,comente,compartilhe  a fan page de Josélia Maria a blogueira/radialista. www.facebook.com/joseliamariareporter .São mais de 2.000 (duas mil )visualizações semanais e 228.956 pessoas já viram a página.

image-11204
Veja e ouça o programa pela web/tv acessando o site da Rádio Cidade AM 870 www.radiocidadeam870.com.br





Ponte será interditada durante terceiro manifesto “O Vale Acordou”

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11190
“O Vale Acordou”, realiza o seu terceiro manifesto neste dia 03 de julho, a partir das 15h  em Juazeiro-BA,  no terminal  de ônibus e em Petrolina-PE na Praça do Bambuzinho, centro da cidade .

A Ponte Presidente Dutra  será o ponto de encontro  das duas cidades,e  o trânsito será parado por algumas horas.

“A orientação, dos membros é que os integrantes  levem água e comida diante da imprecisão do tempo de permanência no local. “As pessoas devem se preparar para pararmos a ponte. Aconselhamos que levem água, comida porque vamos parar lá e não sabemos quanto tempo ficaremos. Alguns órgãos já foram avisados e outros avisaremos como a Polícia Rodoviária Federal e demais órgãos públicos”.

image-11191





Profissional de Saúde Mental do Município de Petrolina participa de Capacitação

Postado em 3 de julho de 2013 por Josélia Maria

image-11186
Com o objetivo de humanizar a atenção psicossocial em Petrolina e oferecendo um tratamento voltado para a saúde mental das pessoas, a coordenação do Centro de Apoio Psicossocial – Álcool e Drogas de Petrolina (CAPS-AD) capacita seus gestores na prática da reinserção social de pessoas que fazem uso de crack e outras drogas.

O curso de atualização em gerenciamento de casos (GC) e reinserção social de usuários de álcool, crack e outras drogas para profissionais das redes SUS e SUAS acontece durante toda essa semana e segue até a próxima sexta-feira (05) no Recife.

A Coordenadora do CAPS-AD de Petrolina Helena Quedma, presente na capacitação, destaca a importância da reinserção social de pessoas que fazem uso de substancias psicoativas. “É importante que todos os profissionais gestores dos SUS que fazem atenção psicossocial estejam engajados nesses projetos de reinserção. A saúde mental em Petrolina tem priorizado desde as crianças, aos usuários de álcool e drogas e aqueles que sofrem com qualquer outro transtorno de causa natural”.

A Secretária de Saúde de Petrolina, Lucia Giesta, esclarece que a gestão pública da saúde no município tem investido significativamente na atenção psicossocial das pessoas. “A contratação de novos profissionais da área de psiquiatria, a atenção e assistência integral a uma unidade de saúde mental infantil, única no interior de Pernambuco, e o investimento na qualificação dos profissionais da área de saúde mental mostram o compromisso humanizado com a saúde de todos”, esclareceu.