Destaques

CASO BEATRIZ MOTA; FORAGIDO PODE SER PRESO A QUALQUER MOMENTO

Em contato no início desta tarde de quinta (18), os pais da menina Beatriz Mota, assassinada no ano ...

Secretaria da Educação do Estado realiza nestas quinta e sexta-feira (18 e 19) matrícula para os cursos técnicos de nível médio

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nestas quinta e sexta-feira (18 e 19), a matrícula pa ...

Classificada para o Campeonato Brasileiro Nacional de Judô Alana Moura busca patrocinador

A atleta do Clube Judô Juazeiro  Alana Moura teve esse ano uma ascensão espetacular no Ranking ...

Ministério da Defesa vai montar esquema de segurança para visita do papa

Postado em 30 de março de 2013 por Josélia Maria

 

image-7197

Os Ministérios da Defesa e da Justiça criaram força-tarefa para montar o esquema de segurança da ida do papa Francisco a Aparecida, em São Paulo. A visita ocorrerá durante a Jornada da Juventude, que acontece no Rio, em julho. Como a escala não estava prevista, militares e policiais federais terão pouco tempo para estudar a melhor localização de atiradores de elite e pontos perigosos para a passagem do pontífice. Francisco preocupa por gostar de contato direto com os fiéis.

Vera Magalhães (Folha)





Tradição cultural está morrendo em Sento Sé

Postado em 30 de março de 2013 por Josélia Maria

image-7193

As tradições  culturais e folclóricas das noites da sexta-feira Santa em Sento Sé, a cada ano que passa tende a se acabar. Não vemos mais pelas ruas da cidade os cortejos dos cordões dos Penitentes. Cordões de alimentadoras de almas e os que se flagelam estão deixando de cumprir suas obrigações. O Senhor José, um dos responsáveis pelo cordão dos homens, que se auto flagelam, disse recentemente que a falta de apoio e segurança concorrem para intimida-los a não saírem pelas ruas, evitando a violência das pessoas que jogam pedras nos penitentes.

 

http://www.sentosenoticias.com/2013/03/penitentes-uma-tradicao-que-morre-em.html





Compesa: cano estourado

Postado em 30 de março de 2013 por Josélia Maria

Cano estourado na Rua do Aveloz, Bairro São José, lava rua com água boa de beber.

image-7188

image-7189





Sexta-feira Santa exige do mundo cristão respeito e reflexão sobre a Paixão de Jesus Cristo

Postado em 29 de março de 2013 por Josélia Maria

image-7185

Em jejum e procissão, a data se reveste do luto que cobre as igrejas com o manto roxo da dor. Em meio ao choro e ao sofrimento, sabemos que, no próximo domingo, celebra-se a Páscoa, a vida nova. Estaremos também nos despedindo das águas de março, que é responsável pelo sistema circulatório da Terra





Facebook: QUESTIONAR não é PERGUNTAR

Postado em 29 de março de 2013 por Josélia Maria

image-7181

PERGUNTADO ou QUESTIONADO? Veja a diferença:

QUESTIONAR não é PERGUNTAR.

Se você quer saber alguma coisa, PERGUNTE. Quando nós QUESTIONAMOS alguma coisa, estamos “pondo em dúvida”. Nós podemos, por exemplo, “QUESTIONAR o valor de um projeto, uma prestação de contas, a contratação de um jogador de futebol…”

É interessante observar que a diferença só existe entre os verbos. Um conjunto de PERGUNTAS forma um QUESTIONÁRIO. É que ainda não inventamos o “perguntário”.

Só a coisa pode ser PERGUNTADA.
Quem PERGUNTA, PERGUNTA alguma coisa (=objeto direto) a alguém (=objeto indireto). Isso significa que, na voz passiva, só a coisa poderia ser perguntada.

Com muita frequência, encontramos nos nossos bons jornais frases do tipo: “PERGUNTADO a respeito do projeto, o deputado…” ou “O delegado foi PERGUNTADO a respeito do crime”. Aqui temos duas frases em que o uso do verbo PERGUNTAR, segundo a tradição, é inapropriado: nem o deputado nem o delegado poderiam ser “perguntados”.
A realidade linguística, porém, nos prova o contrário. São formas consagradas, aceitáveis na lingual padrão.

Em resumo:
“A validade do contrato foi QUESTIONADA” (=posta em dúvida);

“Foi PERGUNTADO ao deputado se ele seria o candidato a prefeito” (=a coisa foi PERGUNTADA ao deputado).





Sobrinho-neto de Temer morreu por dívida de R$ 300, diz polícia

Postado em 29 de março de 2013 por Josélia Maria

A Polícia Civil informou nesta sexta-feira ter esclarecido o assassinato do mecânico Antônio Romano Tamer Schincariol, 34, sobrinho-neto do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Ele foi morto com um tiro na barriga no último dia 19, em Tietê (a 143 km de São Paulo), cidade natal de Temer.

Segundo o delegado Marcelo José Carriel, o motivo do homicídio seria uma suposta dívida de R$ 300 que o mecânico tinha com um outro morador da cidade, João Augusto Teixeira, o Guto.

A investigação apurou que ambos vinham em litígio desde o ano passado em razão desse débito e chegaram a trocar ameaças em dezembro, após “calorosa” discussão.

O delegado diz ainda não ter esclarecido o motivo da dívida, que Guto vendia óculos e relógios e tem passagem na polícia por estelionato. Teixeira e um suposto comparsa, Fábio Aparecido de Souza, tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça –eles estão foragidos. Segundo a polícia, Souza já esteve preso por tráfico.

A polícia diz acreditar que pelo menos uma outra pessoa, ainda não identificada, tenha participado do crime. Telefonemas trocados entre os suspeitos serão cruzados. “Conseguimos provar que ele [Guto] estava sim no local do crime”, diz o delegado.

A investigação afastou a hipótese de um crime político. Após a morte, foi divulgado que Schincariol trafegava em seu carro pela cidade quando foi baleado. Em razão do ferimento, perdeu o controle e bateu em um outro veículo.

A investigação descobriu, porém, que minutos antes de Schincariol ser baleado, Teixeira e Souza estiveram na oficina mecânica da vítima, que não estava no local.

Quando eles já deixavam a oficina, diz a polícia, o mecânico apareceu no portão do estabelecimento e teria tentado fugir de carro, quando teria sido alvo de um tiro. A bala atravessou a porta do carona, o corpo da vítima e se alojou na porta do motorista.

No dia seguinte após o crime, Teixeira foi ouvido e negou que estivesse na hora do crime. A reportagem não conseguiu contato com os defensores dos suspeitos.(Folha)





Se colar colou: PT tem mote para derrubar Eduardo

Postado em 29 de março de 2013 por Josélia Maria

image-7175

Pesquisas qualitativas em mãos do PT mostram que, quando questionadas sobre a eventual candidatura à Presidência do governador Eduardo Campos (PSB), muitas pessoas associam a ele variações das palavras ‘traição’ e ‘ingratidão’. Por isso, a ordem entre os petistas é bater na tecla de que Lula e Dilma Rousseff ajudaram o aliado com investimentos generosos em oito anos. Em tom light, a própria presidente citou vasta lista de realizações em sua visita a Pernambuco.

A informação é de Vera Magalhães, na coluna política da Folha de S.Paulo, desta quinta-feira. Com mais detalhes:

Em recente jantar com empresários, no Rio, José Dirceu disse que o PT deveria ter se empenhado para abater a candidatura de Campos antes que ela levantasse voo, e que agora seria tarde.

O ex-ministro, condenado no mensalão, também previu que nenhum partido, nem mesmo o PMDB, vá apoiar ‘100%’ a reeleição de Dilma. Todos devem ir ao palanque rachados.

No encontro reservado que tiveram na terça-feira em Brasília, o senador Pedro Simon (RS) presenteou Campos com um livro. O pessebista ficou muito satisfeito com o teor da conversa com o dissidente do PMDB.





Zagallo sofre acidente de carro no Rio de Janeiro

Postado em 29 de março de 2013 por Josélia Maria

image-7172

iBahia

O ex-treinador Zagallo, de 81 anos, sofreu um acidente de carro na noite desta quinta-feira (28), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com informações do sargento Miranda, do 2º Comando de Policiamento do Rio, Zagallo ficou levemente ferido após colidir com um poste.

Segundo o policial, o acidente aconteceu por volta das 22h30 próximo a um local conhecido como Praça Pimentinha. Zagallo que estava sozinho em seu veículo, um Honda City de cor prata, foi atendido em um hospital particular e logo depois foi liberado.