Destaques

Bancada de Oposição pede a votação da Emenda Impositiva na Casa Plínio Amorim

A proposta de emenda à Lei Orgânica Municipal n° 001/2019 está engavetada há três meses Dois p ...

Mascote do Conta pra Mim, Tito leva diversão e histórias para quatro capitais do Brasil

Incentivar a leitura para crianças no ambiente familiar. É com esse objetivo que o Tito, mascote d ...

Paulo Câmara marca presença na posse da nova superintendente da Polícia Federal em Pernambuco

O governador Paulo Câmara, acompanhado da esposa Ana Luiza, participou na manhã desta sexta-feira ...

Natal Solidário da Agrovale atendeu 9 instituições no Vale do São Francisco

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

A edição 2019 do Natal Solidário da Agrovale fez a alegria de crianças e idosos em 9 instituições filantrópicas nas cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). As instituições beneficiadas foram EMEI Edivânia Santos Cardoso (bairro João XXIII), EMEI – Gentil Damásio do Nascimento (bairro Alto da Aliança), Flores do Amanhecer (bairro Argemiro,) Escola Municipal De Educação Infantil Antônio Guilhermino (bairro Antônio Guilhermino), EMEI Vanda Guerra (bairro João Paulo II) e EMEI Manoel Alves da Mota (Distrito de Maniçoba).Tradicionalmente esperado nas duas cidades, o Natal Solidário da empresa sucroalcooleira distribuiu guloseimas, kits de higiene pessoal e brinquedos.No total, foram entregues às crianças cerca de dois mil presentes, entre brinquedos e kits de guloseimas. Tudo com a presença do palhaço’Paçoquinha’ que divertiu a criançada com apresentações teatrais e brincadeiras.Já as instituições Lar São Vicente de Paulo, em Juazeiro, APAE de Juazeiro e APAMI – Petrolina, receberam a doação de kits de higiene pessoal, incluindo sabonete, creme dental, escova de dente, colônia, shampoo e condicionador.O Natal Solidário da Agrovale existe desde 2005 como resultado de uma campanha onde participam funcionários e diretores na aquisição e arrecadação de donativos. Durante todo o ano acontecem várias ações internas e os donativos são entregues nos meses de novembro e dezembro.A iniciativa faz parte do projeto de responsabilidade social da empresa, que segundo a diretoria, vem crescendo em doações, no número cada vez mais crescente de beneficiados e na participação voluntária dos funcionários.





BINGO BENEFICENTE DE UM JEEP STARK 4X4

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

Dia 25 de dezembro na Praça da Igreja em Araripina.Apoio Grupo Ferreira Souza




jr telecom

Rodrigão fará show celebrando a MPB no Festival Edésio Santos da Canção

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

Por Ramáiana Leal/SECULTE

Nesta sexta-feira (13), a partir das 20h na Orla II de Juazeiro (próximo à Vila Bossa Nova), o Festival Edésio Santos da Canção vai receber o artista Rodrigão com um show celebrando a Música Popular Brasileira. O festival está em sua 22° edição e é uma realização da Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Rodrigo Ribeiro é formado em Pedagogia, tem especialização em Artes Visuais e está cursando Direito. Mas o que mais lhe deixa feliz é cantar. Está comemorando 20 anos de carreira. “Comecei minha carreira cantando em bandas como Forró Skema, Desejo de Mulher até seguir carreira solo. Gravei o disco ‘Ele Canta Roberto’ e foi um grande sucesso. Hoje tenho trabalhado com um estilo popular e assim acabei me tornando mais conhecido, pois consigo alegrar as pessoas”, explica.

Rodrigão é conhecido por suas fortes interpretações nas apresentações musicais. No São João de Juazeiro fez um show na Orla II e foi sucesso de público. Mas, com muita versatilidade, o artista passeia pela música e no Festival Edésio Santos da Canção fará show celebrando a MPB. “Sou grande fã de Luiz Gonzaga, de Maria Betânia e Roberto Carlos. Quando recebi o convite senti o peso da responsabilidade, pois é um evento de muito sucesso que reúne tantos artistas apresentando suas canções. Então nesse meu show venho falar de histórias cantadas, de amor, de brasilidades, de gente real, de luta, de liberdade, de representatividade”, garante Rodrigão.

De acordo com o gerente de Cultura da SECULTE, Ramon Ranieri, a ideia da organização do Festival Edésio Santos é dar continuidade à diversidade musical, que é uma das marcas do evento. “O festival reúne artistas da região e também de lugares variados do país. Cada um com seu estilo musical, com suas características. Rodrigão é artista conhecido de um determinado público e estamos trazendo para um grande festival. A intenção é celebrar a música e temos certeza de que ele fará. Festival de música é diversidade musical”, diz Ramón.

O Festival Edésio Santos da Canção começa nesta quinta (12), às 20h, na Orla II de Juazeiro e 24 canções serão apresentadas, sendo 12 músicas hoje e as outras 12 amanhã. Para a etapa final, que acontece no sábado (14), mais 12 canções serão selecionadas. As três primeiras músicas colocadas, o melhor intérprete e o vencedor do Júri Popular receberão as seguintes premiações: 1º Lugar R$ 10 mil, 2º lugar R$ 8 mil, 3º lugar R$ 6 mil. Melhor intérprete recebe a premiação de R$ 3 mil e prêmio de júri popular será no valor de R$ 2 mil. Todos recebem troféu.





Após decisão da Justiça, governo suspende nomeação do presidente da Fundação Palmares

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

A nomeado de Sérgio Nascimento de Camargo para presidente da Fundação Palmares gerou reação por parte de movimentos negros — Foto: TV Globo / Reprodução

A nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo para presidente da Fundação Palmares gerou reação por parte de movimentos negros — Foto: TV Globo / Reprodução

Por G1

Após uma determinação de um juiz federal do Ceará, o governo do presidente Jair Bolsonaro suspendeu a nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da Fundação Cultural Palmares – órgão de promoção da cultura afro-brasileira.

A suspensão foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União” da quarta-feira (11).

A nomeação de Camargo para a presidência da Fundação Palmares ocorreu no fim de novembro, e causou uma onda de reações. O motivo é uma série de publicações, nas redes sociais, em que o jornalista relativiza temas como a escravidão e o racismo no Brasil.

Numa publicação antes de ser nomeado para o cargo, o jornalista classificou o racismo no Brasil como “nutella”. “Racismo real existe nos Estados Unidos. A negrada daqui reclama porque é imbecil e desinformada pela esquerda”, afirmou.

Sobre o Dia da Consciência Negra, Sérgio Camargo afirmou que o “feriado precisa ser abolido nacionalmente por decreto presidencial”. Ele disse que a data “causa incalculáveis perdas à economia do país, em nome de um falso herói dos negros (Zumbi dos Palmares, que escravizava negros) e de uma agenda política que alimenta o revanchismo histórico e doutrina o negro no vitimismo”.

No dia 3 de novembro, Sérgio publicou uma mensagem numa rede social na qual disse que “sente vergonha e asco da negrada militante. Às vezes, pena. Se acham revolucionários, mas não passam de escravos da esquerda”, escreveu.

No dia seguinte (4), o juiz Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará, determinou a suspensão da nomeação, em uma ação movida por um advogado. Na decisão, Guerra afirmou que há “diversas publicações” feitas por Sérgio Nascimento que têm o “condão de ofender justamente o público que deve ser protegido pela Fundação Palmares”.

O governo recorreu, mas ainda não houve decisão e, nesta quarta, a nomeação de Guerra foi suspensa por portaria do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O mesmo despacho torna sem efeito a nomeação de Luciana Rocha Feres para a presidência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que havia sido publicada no “Diário Oficial da União” na quarta, embora a decisão do juiz federal do Ceará não trate do assunto.

Movimentos negros reagiram

Integrantes do movimento negro Grito Forte dos Palmares fazem ato em frente à Fundação Cultural Palmares, em Brasília, contra nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da instituição — Foto: Luiza Garonce / G1

Integrantes do movimento negro Grito Forte dos Palmares fazem ato em frente à Fundação Cultural Palmares, em Brasília, contra nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo para a presidência da instituição — Foto: Luiza Garonce / G1

Representantes de movimentos negros haviam se dito surpresos com a nomeação de Camargo para a Fundação Palmares.

“Ela [a Fundação Palmares] deveria agir pra defender a cultura afro-brasileira. Pra preservar, pra ampliar os nossos direitos. E, infelizmente, esse senhor ele não veio pra gerir, ele veio pra função de desconstruir todo o legado que vários negros e negras construíram”, disse Claudia Vitalino, presidente da Unegro.

Líderes dos movimentos também reuniram assinaturas contra a condução do jornalista para o cargo.

“O movimento negro, ele surge no primeiro negro que foge da senzala. No primeiro negro que se volta contra a escravidão. Aqui, surge o movimento negro. Então, o movimento negro vem lá da época de Zumbi, das Dandaras. Não tem nada a ver com esquerda ou direita”, explicou Silvio Henrique, do Conselho da Igualdade Racial.





ATENTADO

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

Petrolina está em chamas com a notícia do atentado sofrido pelo secretário de Mobilidade, José Carlos Alves. Ao sair de casa, ontem pela manhã, levou quatro tiros e agoniza no hospital. O prefeito quer rigor na apuração. Afinal, foi Carlos que operou a mudança no transporte coletivo.(Blog do Magno)





A OAB-PE emite nota pública sobre o pagamento deverbas indenizatórias a magistrados pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

NOTA PÚBLICA

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Pernambuco recebeu com perplexidade a notícia do pagamento pelo Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJPE) de verbas indenizatórias vultosas a magistrados, sob a justificativa de serem compensações por férias acumuladas e não gozadas durante anos.

A OAB defende, e sempre defenderá, um Judiciário forte, com remuneração condizente com as suas responsabilidades, que garanta a independência dos seus membros e seja um atrativo para a magistratura.

O pagamento de elevadas cifras em um momento de arrocho nas contas públicas em todos os níveis, porém, causa indignação na população e nos operadores do direito. Principalmente quando faltam recursos orçamentários para nomear servidores concursados e magistrados para o primeiro grau, mas não faltou para o pagamento das indenizações, na via administrativa, sem se submeter ao tortuoso caminho do precatório judicial.

O fato também põe em xeque um privilégio previsto para a magistratura e outras poucas categorias: as férias de 60 dias anuais. Não há razoabilidade nesta previsão e que tal anacronismo já deveria, há muito, ter sido abolido.

A OAB/PE considera que o pagamento, embora justificado com base legal e na jurisprudência, é impróprio e inadequado e encaminhará o caso para ser apreciado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Recife, 11 de dezembro de 2019.

DIRETORIA DA OAB/PE




jr telecom

FAÇA A CONFRATERNIZAÇÃO DA SUA EMPRESA NO BARRETU´S GRILL

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

image-101472

Barretu’s Grill, há 18 anos fazendo parte dos melhores momentos de sua vida!

Reservas 087 3861-4277.





O Plano de Deus

Postado em 12 de dezembro de 2019 por Josélia Maria

“Os ensinamentos de Cristo remontam há 2 mil anos. Na época em que Ele viveu não havia agrotóxico nem vitamina, nada. Se Cristo estivesse vivo hoje, acredito que pregaria exatamente como Meishu-Sama. Os textos budistas, por exemplo, ensinam a lei da reencarnação mas afirmam que o verdadeiro Mundo de Miroku (o Paraíso Terrestre) só será concretizado 56 bilhões e 700 milhões de anos depois do nascimento de Buda. Já houve quem afirmasse que o “Fim do Mundo” ocorreria em 1991; outros garantem que será no último ano deste século. Eu afirmo, com toda convicção: o mundo não vai acabar. Por quê? Porque não é o plano de Deus. O planeta vai sempre trabalhar para se reequilibrar, independente do desequilíbrio que o homem possa causar. Deus enviou Meishu-Sama para ensinar o homem a reordenar sua vida, restituir o equilíbrio original ao planeta e transformar a Terra num Paraíso. É para concretizar esse plano que nós, messiânicos, estamos aqui. É a nossa missão.”

(Por Rev. Watanabe; Material de Estudo para Missionários; pág 10 e 11; dezembro de 1996)




jr telecom