Destaques

Arrasta-pé continua nesta segunda em várias cidades de Pernambuco

[1250] São João do Recife Foto: Andrea Rego Barros/divulgação/PCR Por: FolhaPE Para quem ainda ...

Filho de Luciano Huck mostra evolução após cirurgia no crânio e deixa a UTI de hospital no Rio

Foto: Reprodução/Instagram Por: FolhaPress – FolhaPress Benício Huck, 11, filho do meio d ...

Mulher morre após ser jogada pelo marido de primeiro andar no Alto Santa Terezinha

Foto: Reprodução Facebook Diário de Pernambuco Uma mulher morreu após ser empurrada pelo marido ...

Banco de Leite Humano e Oncologia do Hospital Dom Malan/IMIP convocam doadores

Postado em 15 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

Devido a grande demanda de bebês que não podem ser alimentados pelas próprias mães, o Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Dom Malan/IMIP está precisando de doações de leite. Já a Oncologia Pediátrica está necessitando de sangue para atender as crianças com câncer internadas no setor.

O Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno (BIAMA), está em campanha de mobilização e incentivo às mulheres que podem fazer a doação. Segundo a enfermeira do BLH, Yany Cruz, os bebês que estão internados na unidade têm a chance de receber o alimento materno por meio da doação. “Toda mãe que amamenta e é saudável, é uma possível doadora. Os benefícios para o bebê são inúmeros, inclusive, contribuem para a redução da mortalidade infantil” afirma.

Yany também faz o convite para quem quiser realizar a doação procurar o BIAMA (endereço abaixo) no Hospital Dom Malan. “Mulheres que amamentam estão convidadas a doar para que o nosso banco de leite humano possa atender a demanda de recém-nascidos prematuros e de baixo peso. A ação é um ato de amor e ajuda a salvar vidas. Um litro de leite materno pode alimentar até dez recém-nascidos por dia”, alerta e convida a enfermeira, Yany Cruz.

Para doar sangue, é preciso procurar o Hemoba ou o Hemope (endereço abaixo) e direcionar para as crianças da Oncologia Pediátrica. Segundo a enfermeira da oncologia, Karina Cristina Rodrigues, “muitas das crianças internas são portadores de leucemia. Uma doença acomete as células do sangue, chegando ao ponto de impedir a produção de células normais, levando ao quadro de sangramento intenso, impossível de controlar”, pontua.

“Estamos na campanha, tentando sensibilizar ao máximo de pessoas para a doação. Os bancos de sangue da região necessitam da nossa ajuda, para ter a quantidade necessária para atender a todos. As doações podem ser realizadas no Hemope ou Hemoba, e direcionadas as crianças da Oncologia do Hospital Dom Malan”, reforça.

Serviço

BIAMA – Hospital Dom Malan/IMIP

Av. Joaquim Nabuco, S/N – Centro – Petrolina/PE

3202 – 7000 Ramal 7067

Hemope – Petrolina

Rua Pacífico da Luz, s/nº – Centro
Fone: (87) 3866.6601

Hemoba – Juazeiro

Rua Joaquim Bispo dos Santos, s/n – St Antônio.
Telefax: (74) 3611-7532/0054





Prefeito e vereadores de Petrolina serão diplomados nesta sexta-feira

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3305

O prefeito reeleito em Petrolina Julio Lossio (PMDB), vice-prefeito Guilherme Coelho (PSDB), vereadores e suplentes serão diplomados às 19h desta sexta-feira (14), no Auditório do SEST/SENAT.





Vereadores de Juazeiro autorizam prefeito Isaac a privatizar SAAE, Mercado do Produtor, mercados municipais, orlas e terminais de transporte

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3300
A LEGISLATURA QUE ENTREGOU NAS MÃOS DA INICIATIVA PRIVADA GRANDE PARTE DA RIQUEZA DO MUNICÍPIO

Há um ano, o prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) vinha tentando aprovar na Câmara Municipal o projeto de privatização dos mercados municipais Arnaldo Vieira e Joca da Silva, do Camelódromo, do Mercado do Produtor, do terminal de transportes coletivos urbanos e do terminal das barquinhas, das orlas 1 e 2 e  do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e da gestão de lixo.

Não via como continuar governando Juazeiro, tendo que cuidar dessas áreas – diga-se, de passagem, dentre elas,  dois dos mais ricos setores da cidade : a distribuição e tratamento de água do município e o entreposto comercial, que é o Mercado do Produtor, onde milhões de reais circulam todos os meses,  em negociações.

No final do ano passado,exatamente no dia 22 de dezembro de 2011,  depois de encerrar as atividades, o presidente da Câmara chegou a fazer uma convocação extraordinária para tentar aprovar o projeto, mas a oposição (que ainda era oposição) conseguiu barrar a aprovação.

A cena  se repetiu quase na íntegra um ano depois. Quase.

Desta vez, porém, o prefeito conseguiu levar até a chamada ‘oposição’ para aprovar a entrega de todos esses setores à iniciativa privada por um prazo de 20 a 30 anos.

Por 12 votos a 1, numa velocidade meteórica e num horário em que toda a imprensa já havia se retirado da sessão (visto os vereadores terem esticado os discursos de 9:30 às 14:00 – em que se congratulavam), os vereadores aprovaram o Projeto de lei 2917, da Lei Complementar de nº 007 de 25 de outubro de 2011.

Isaac Carvalho só precisava de 9 votos para aprovar a lei, mas teve poder de convencimento muito maior, conseguindo quase unanimidade.

O único vereador que votou contra o projeto foi José Carlos Medeiros(PV), que, desde o ano passado, afirma  ter  governo  obrigação de gerir e bem  todos os setores da cidade na qual fora eleito.

Medeiros disse,ainda, temer que essas riquezas do município estejam sendo alvo de intentos de beneficiar “amigos do rei” em Juazeiro.

“Mesmo o projeto tratando de ‘processo licitatório’ para entregar o SAAE, os mercados e todos os setores nas mãos da iniciativa privada, não há porque não temer. Falar de licitações irregulares já virou chavão nesta cidade. É só olhar as contas rejeitadas do prefeito Isaac Carvalho. Está tudo lá. Agora,  o prefeito quer entregar a cidade nas mãos de empresários, entregar   riquezas tão grandes como o  Mercado do Produtor e o SAAE. Só muita incompetência “, afirmou, indignado, o vereador Medeiros.

Outra questão levantada pelo vereador foi a possível exploração que os permissionários dos mercados podem sofrer na mão dos empresários que assumirem o setor. Para ele, é lógica a ideia de que os trabalhadores  pagarão alto preço pela atitude do prefeito e da Câmara.

“Empresários querem lucro. Então, não me venham dizer que tratarão com misericórdia esse ou aquele trabalhador que tem sua banca no mercado ou na feira”, disse José Carlos Medeiros.

No pequeno texto da Lei aprovada (ao todo, só dá uma página de texto) não há detalhamento de como os ganhadores do processo deverão se portar ao tornarem-se ‘donos’ desses patrimônios do município.

Nem mesmo o tempo em que cada setor ficará nas mãos dos empresários está dito na Lei aprovada. Somente na fala dos governistas é que se ficou sabendo que o prazo vai de duas a três décadas.

Numa emenda à lei, a própria bancada do governo determinou que o valor cobrado nos mercados aos permissionários deve ser aprovado pelo Legislativo. Alguns confessaram, nos bastidores, que acreditam que o prefeito Isaac Carvalho vai vetar a emenda.

E, mesmo que ele não vete, fato é que o Legislativo de Juazeiro está nas mãos do prefeito. Então, o tal valor não deverá contrariar o desejo do gestor. Os vereadores estarão lá para lhe fazer cumprir as vontades.

O que diziam, no ano passado, alguns dos vereadores que aprovaram o projeto nesta quinta-feira(13):

Damião Medrado(PSD): “Não é privatização, porque, passados os 20 ou 30  anos, se o município não estiver contente com o gerenciamento, o governo pode ter de volta.”

Leonardo Bandeira(PT): ““20, 30 anos depois julgar se os empresários estão agindo a contento?! E todo mundo sabe que essas licitações já têm carta marcada. Todo mundo já sabe quem vai ganhar. É uma forma de conseguir dinheiro para a campanha de 2012?”

Mitonho Vargas(PT), Bené Marques(PSDB)  e Mozaniel Porfírio(PT do B): “Como o governo não tem condições de fazer dos mercados um lugar digno para os feirantes; então, aprovamos o projeto”.

Alex Tanuri(PSDB): “A Casa está uma vergonha” “É outro arrumadinho, senhor presidente?” “só os amigos do rei ganhariam licitações como essas”.

Neguinha da Santa Casa(PV) : “ Por que não trazer aqui o povo para ouvir o que ele acha desse projeto?”

Vozes externas contrárias às privatizações:

image-3301
O advogado e ex-Sub-Procurador do município de Juazeiro, Jaime Badeca Filho escreveu à imprensa, em janeiro deste ano, um texto em que afirmava  que além da falta de clareza nas pretensões do governo com o projeto, o modelo que se subentende é o “Concessão Patrocinada” .

Concessão patrocinada é a modalidade de parceria público-privada em que as tarifas cobradas dos usuários não são satisfatórias para compensar os investimentos realizados pelo parceiro privado.

Assim, o governo (no caso de Juazeiro, a prefeitura)  teria de complementar os ganhos do parceiro privado que ganhasse a licitação.

“Isso significa que o cidadão paga tributos duas vezes: uma como permissionários dos órgãos privatizados e outra como tributarista comum”, explicou Jaime Badeca.

“No projeto, o Executivo usa as expressões “gestão dos resíduos sólidos e líquidos. Isso quer dizer que o gerenciamento do lixo público e dos resíduos líquidos,que são os esgotos, hoje, sob responsabilidade do SAAE, seriam passados à iniciativa privada”, explica.

Para Jaime Badeca, o prefeito quer entregar “duas minas de ouro” para a iniciativa privada, que são o SAAE e o Mercado do Produtor.

Badeca afirmou que estão chamando de PPP, mas, na verdade, entregar empresas com esse poder de economia é, na prática, uma entrega da riqueza de Juazeiro nas mãos de empresários, quando o governo tem a obrigação de gerir o bem público.

A prática de PPPs e privatizações no Brasil já rendeu muitas páginas de denúncia na imprensa. O principal motivo: as licitações ocorriam sem a devida clareza, quase sempre em benefício a grupos ligados aos gestores públicos.

Fonte:Blog Folha do São Francisco




jr telecom

Sesc realiza almoço de confraternização com a imprensa regional

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3296

Carlos Laerte/CLAS

Profissionais de imprensa de praticamente todos os veículos de comunicação do Vale do São Francisco marcaram presença nesta quinta-feira (13), no Bodódromo durante a já tradicional confraternização de final de ano promovida pelo Sesc Petrolina. 

Em meio ao sorteio de brindes, troca de informações e desejos de um Feliz Natal e próspero Ano Novo, o gerente da instituição, Hednilson Bezerra recebeu a todos com um abraço amigo, agradecendo o apoio e as contribuições da imprensa para com as ações e iniciativas do Sesc ao longo do ano de 2012. 

 “Em cada evento cultural ou a cada realização do Sesc Petrolina nas áreas de educação, saúde, lazer e ação comunitária, a participação da imprensa regional foi, por demais, determinante. Fazemos um balanço positivo do ano 2012 e vamos começar 2013 com o pé direito, trazendo à Petrolina o presidente do Sistema Fecomércio/Senac/Sesc, Josias Albuquerque que vai entregar à comunidade regional o novo restaurante dos comerciários e o Teatro do Sesc, com capacidade para 355 pessoas”, concluiu Hednilson Bezerra.

 

 




jr telecom

PSDB vai integrar o secretariado do governador Eduardo Campos

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3292

O governador Eduardo Campos negociou com o deputado Sérgio Guerra no último final de semana a entrada do PSDB no secretariado estadual.

A confirmação será feita nesta sexta-feira junto com o anúncio do secretariado do prefeito eleito Geraldo Júlio (PSB).

A ida do PSDB para o governo estadual deixará o PSDB numa sinuca de bico, dado que os dois parlamentares que mais fazem oposição ao governador são filiados à legenda: Daniel Coelho e Terezinha Nunes. Eles vão continuar na oposição, porém falando em nome próprio e não do partido.

Até agora, o governador já tirou da oposição o PV, o PMDB e o PSDB. Só falta agora o DEM.

 





Dilma e Lula

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3289

Editorial – Folha de São Paulo

Diariamente o público brasileiro é bombardeado com novos escândalos, denúncias e ramificações de esquemas de corrupção. Por simples fadiga, muitos talvez não se tenham dado conta de que a crise política em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou impulso e mudou de patamar.

Ela alcançou, agora, o Palácio do Planalto. E quem avocou o assunto para o centro do poder foi a própria presidente Dilma Rousseff.

Ungida por Lula como sucessora, ela parece ter concluído que chegou a hora de sair em defesa enfática do mentor, ora enredado no mensalão. Coisa que Dilma se abstivera de fazer, até aqui, mantendo a imprescindível equidistância de primeira mandatária com relação ao julgamento, por outro Poder da República, do caso de desvio de recursos públicos para comprar apoio do Congresso ao primeiro governo Lula.

“É sabida a minha admiração, o meu respeito e a minha amizade pelo presidente Lula”, afirmou Dilma em Paris, em rara declaração sobre política doméstica dada em solo estrangeiro. E arrematou: “Eu repudio todas as tentativas –e esta não será a primeira vez– de tentar destituí-lo da imensa carga de respeito que o povo brasileiro lhe tem”.

O que parece ter motivado a presidente a dar o passo temerário foi a conjugação, em manchetes sucessivas, de duas revelações particularmente danosas para a reputação de seu antecessor.

Primeiro, a divulgação da Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, que expôs as negociatas de pessoa íntima de Lula –Rosemary Noronha– no governo federal. Depois, a confirmação do conteúdo do depoimento do operador do mensalão, Marcos Valério, dado ao Ministério Público Federal em setembro (depois de condenado pelo STF, mas antes de ser apenado com mais de 40 anos de prisão).

Valério arrastou Lula para o fulcro do mensalão. Ainda que a credibilidade do empresário seja duvidosa, tantas são as contradições e reviravoltas em seus testemunhos, só uma investigação séria das alegações poderá dissipar suspeitas que pairam sobre a participação de Lula no esquema.

Dilma disse ao diário francês “Le Monde” que ela e seu governo não toleram corrupção, mas que não se devem confundir investigações com caça às bruxas. Assim como seus ministros, que saíram em defesa concertada do prócer petista, dá indicação de que tem Lula na conta de cidadão especial, fora do alcance da lei e da Justiça.

Não há lugar para isso na República. Ao avalizar a conduta de seu correligionário e padrinho, antes de qualquer investigação, a presidente se apequena aos olhos de quem lhe atribuía a disposição de romper com a corrupção política





Cem Anos de Nascimento do Rei do Baião

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

Pessoas das mais diversas partes do país estão em Exu.

Luiz Gonzaga cantou as alegrias e a tristeza de um Nordeste multicultural.

image-3276

image-3277

image-3278

image-3279

image-3280

image-3281

image-3282

image-3283

image-3284





Políticos participam do centenário de Gonzagão

Postado em 14 de dezembro de 2012 por Josélia Maria

image-3267

Governador Eduardo Campos, deputado Adalberto Cavalcanti , prefeita eleita em Afrânio Lucia Mariano

image-3268

Deputados Odacy Amorim (PT), Isabel Cristina (PT) e Adalberto Cavalcanto (PHS)

image-3269

Ministro Fernando Bezerra e deputados

image-3270

image-3271

Deputados Adalberto Cavalcanti, Claudiano Martins, Odacy Amorim e Rodrigo Novaes




jr telecom