Destaques

Casa do Carnaval foi a novidade de Belém em 2020

Antony idealizador da Casa do Carnaval de Belém A Casa do Carnaval foi a grande novidade da festa d ...

Bicharada do Mestre Jaime invade as ruas de Salgueiro fazendo paródia sobre o coronavírus  

   Já se vão cerca de 70 anos de folia e a Bicharada do Mestre Jaime, mesmo com as mudanças oco ...

Um Carlitos, dois Carlitos

*Carlos Laerte Há 106 anos o ator, diretor, produtor, roteirista, montador, compositor, diretor de ...

Brasileiro aprova novo papa, mas quer Franscisco mais liberal, diz Datafolha

Postado em 24 de março de 2013 por Josélia Maria

ROGÉRIO ORTEGA
DE SÃO PAULO

A grande maioria dos brasileiros aprovou a escolha do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio para chefiar a Igreja Católica. Ao mesmo tempo, boa parte deles gostaria que a igreja liberalizasse suas posições em temas como contracepção e divórcio.

Esse é o resultado de pesquisa nacional feita pelo Datafolha em 20 e 21 de março, uma semana depois do conclave que elegeu o papa Francisco -primeiro latino-americano e primeiro jesuíta no comando da Santa Sé. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais.

Dos 2.653 entrevistados pelo Datafolha em 166 municípios, a maioria, 58%, definiu-se como católica -número próximo dos últimos dados do IBGE, de 2010, segundo os quais 64,6% da população brasileira professa o catolicismo. Outros 21% se disseram evangélicos pentecostais.

A eleição de Bergoglio foi considerada ótima ou boa por 74% das pessoas ouvidas pelo instituto e regular por 9%; só 2% dos entrevistados a acharam ruim ou péssima.

O levantamento revela também em que medida boa parte dos brasileiros -incluindo os que se dizem católicos- discorda de uma série de posições tradicionais da igreja.

A divergência mais acentuada diz respeito ao uso de métodos artificiais para evitar a concepção. Para 83% dos entrevistados, o papa Francisco deveria orientar a igreja a se posicionar a favor do uso de preservativos; 77% defendem que faça o mesmo em relação à pílula anticoncepcional.

A pesquisa mostra ainda que 61% dos brasileiros são favoráveis a que o papa aceite o uso, pelas mulheres, da “pílula do dia seguinte” contra a gravidez. O método é considerado abortivo pela igreja.

Desde a encíclica “Humanae Vitae”, divulgada pelo papa Paulo 6º em 1968, a Igreja Católica define os métodos artificiais de contracepção como “intrinsecamente maus”, mas vê os métodos naturais como moralmente permissíveis -orientação reiterada por todos os papas seguintes.

Em 2010, Bento 16 chegou a declarar que o uso de preservativo, em casos especiais, era uma espécie de mal menor, por evitar a contaminação pelo vírus HIV.

Na época, porém, o Vaticano se apressou em esclarecer que a posição doutrinária não mudara.

A maioria das pessoas ouvidas pelo Datafolha também acha que Francisco deveria orientar a igreja a se tornar favorável ao divórcio (58%), permitir que mulheres sejam ordenadas e possam rezar missas (58%) e acabar com o celibato dos padres (56%).

Aborto e casamento gay, por sua vez, são os tópicos em que a maior parte dos brasileiros está de acordo com a orientação católica: 54% e 57%, respectivamente, defendem que a igreja continue se posicionando contra os dois.





Dilma abre frente e deixa adversários comendo poeira

Postado em 24 de março de 2013 por Josélia Maria

image-6966

DO BLOG DE RICARDO KOTSCHO

Quilômetros de distância separam cada vez mais a presidente Dilma Rousseff dos seus prováveis concorrentes, que continuam comendo poeira na estrada da sucessão, como mostram as novas pesquisas do Datafolha e do Ibope divulgadas nesta sexta-feira.

No Datafolha, Dilma abriu 42 pontos de vantagem (58% a 16%) sobre sua principal competidora, a ex-senadora Marina Silva (sem partido, em busca da formação da Rede para poder ser candidata).

Dilma subiu quatro pontos em relação à pesquisa de dezembro e Marina caiu dois, assim como o terceiro colocado, o senador tucano Aécio Neves, que desceu de 12% para 10%.

Apesar de toda sua exposição na mídia nestes três meses que separam uma pesquisa da outra, o governador pernambucano Eduardo Campos continua com um dígito: subiu de 4% para 6%.

No Ibope, a vantagem de Dilma é ainda maior. Somando os eleitores que votarão nela com certeza mais os que podem votar na presidente, seu potencial de votos atinge 76%, contra 20% que não votariam nela de jeito nenhum, um saldo positivo de 56%, praticamente o mesmo índice apontado pelo Datafolha.

Marina fica zerada no saldo de votos, com potencial de 40%, os mesmos 40% que não votariam nela de jeito nenhum.

Aécio e Campos ficam com saldo negativo no Ibope. O tucano tem 36% de rejeição e um potencial 25%, somando os que votariam nele com certeza e os que poderiam votar, saldo negativo de 11%.

São números bem próximos aos de Eduardo Campos: 25% de potencial de votos e 35% de rejeição, saldo negativo de 10%.

Quer dizer que está tudo decidido e a reeleição de Dilma são favas contadas? Calma lá: no nosso Brasil velho de guerra, em um ano e meio, tempo que falta para irmos às urnas, tudo pode mudar, dependendo dos humores da economia, das alianças e da propaganda na televisão.

Basta pegarmos o que aconteceu na última eleição presidencial. Em 2010, a esta altura da campanha, o tucano José Sera tinha 41% no Datafolha, e Dilma vinha em segundo lugar, com 11%. No final, como sabemos, Dilma deu uma lavada em Serra no segundo turno.

Nas atuais condições de tempo e temperatura, porém, os candidatos de oposição vão ter que penar e produzir algum milagre para reverter o cenário amplamente favorável à atual presidente.

Em tempo:

Ainda que, por algum acaso do destino, Dilma desista de ser candidata à reeleição, seus adversários não devem se animar.

A mesma pesquisa Datafolha mostra que, colocando o ex-presidente Lula no lugar de Dilma, a vantagem do PT seria ainda maior.

Em dois outros cenários pesquisados pelo Datafolha, Lula teria de 58% a 60% dos votos.

Curioso é que nenhum dos veículos da grande mídia tenha destacado este detalhe. O jornal “O Globo” escondeu o resultado das pesquisas numa discreta nota na página 9, sem chamada na capa, e muito menos sem fazer qualquer referência à intenção de votos em Lula.

Por mais que a realidade mostre o contrário, ainda tem gente pensando que, agindo desta forma, a imprensa consegue mudar o resultado de uma eleição.





Aécio bate Eduardo em pesquisa no Rio de Janeiro

Postado em 24 de março de 2013 por Josélia Maria

image-6962

O DEM encomendou pesquisa no Rio sobre o conhecimento entre os eleitores dos candidatos ao Planalto Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Aécio levou a melhor. O tucano é conhecido por 51,6% dos ouvidos. O socialista por 22,6%.

A imagem positiva de Aécio é de 45,4% e a de Eduardo 30,8%. O Instituto GPP fez 2 mil entrevistas residenciais em todo estado dias 16 e 17. Na corrida pelo governo do Rio, o ex-governador Anthony Garotinho (PR), com 17,5%, e o senador Lindbergh Farias (PT), com 17,4%, lideram. O vereador César Maia (DEM) tem 15,3%, o vice Luiz Fernando Pezão (PMDB) 11,6% e o deputado Alfredo Sirkis (Rede) 2,3%.(Ilimar Franco – O Globo)





Eduardo faz ofensiva sobre pequenos partidos

Postado em 24 de março de 2013 por Josélia Maria

Com a candidatura a presidente cada dia mais irreversível, Eduardo Campos (PSB) faz ofensiva em convites a nomes de vários partidos. Um senador tucano foi sondado. A informação é de Leandro Mazzini, na sua coluna Esplanada deste domingo. Segundo o colunista, o governador pernambucano  iniciou conversa com os chamados ‘nanicos’. Hoje no PSC, Ratinho Jr. espera a ‘janela’ na reforma eleitoral para se filiar ao PSB e ser lançado vice do governador tucano Beto Richa no Paraná.

”Escanteado pelo governo, o presidente do PRTB, Levy Fidelix, foi procurado pelo deputado Márcio França, presidente do PSB paulista, em nome de Campos. Levy Fidelix faz conta: os cinco partidos nanicos que podem se bandear para Campos tiveram 7 milhões de votos em 2010. São PRTB, PTC, PRP, PSL e PTN.

Já no Congresso Nacional, cresce a percepção de que Campos é tão competitivo quanto Aécio (PSDB). Após saída do deputado Cadoca (PSC-PE), mais dois devem deixar o PSC rumo ao PSB.

Enquanto Campos escancara o projeto, Aécio conversa discreto com possíveis aliados, hoje na base de Dilma. Caso de Lupi, do PDT, com quem almoçou recentemente.”





Fernando Filho visita interior de Pernambuco acompanhando andamento de obras

Postado em 24 de março de 2013 por Josélia Maria

O deputado federal Fernando Filho (PSB) tem visitado o interior do estado de Pernambuco para acompanhar o andamento de algumas obras de convivência com a seca que estão em execução. Na manhã deste sábado, 23, as visitas foram as comunidades de Alto da Areia, Cristália e Amargosa, interior de Petrolina.

Na comunidade de Alto da Areia, Fernando Filho esteve reunido na associação de moradores local, onde recebeu o agradecimento dos residentes pela implantação do sistema de irrigação que está sendo implantado em Alto da Areia graças à emenda do deputado que conseguiu 1500 metros de tubos.

Já para a comunidade de Cristália,o sonho de ter água encanada está muito próximo de ser uma realidade graças ao emprenho do deputado Fernando. No final da noite de ontem foi ligada a bomba que dá inicio aos trabalhos da adutora da comunidade. Com uma rede de quase 200 km de extensão, a adutora de Cristália irá abastecer 19 comunidades com água encanada.  Serão cerca de mil famílias beneficiadas. Desse total, quatro estão no município de Lagoa Grande.

No fim da manhã, o deputado esteve na comunidade de Amargosa, onde recentemente foi finalizado o terreiro de raspagem de mandioca. Ação realizada através de emenda de Fernando Filho. O dia foi finalizado com uma visita aos moradores que serão beneficiados pela adutora de Amargosa, obra que está sendo executada pela Codevasf.

 





Festival Ana das Carrancas leva à praça as tradições, a cultura e a música afro

Postado em 23 de março de 2013 por Josélia Maria

image-6951

“Samba não mata ninguém”. Esta frase de um verso da música que abriu o show de Camila Yasmine resume o tom, o espírito e a força do primeiro dia do Festival Ana das Carrancas na sexta feira (22/03) e que continua neste sábado na Concha Acústica de Petrolina na Praça Dom Malan.

Entre os turbantes e os penteados, que as hábeis mãos das cabeleireiras e filhos de santo produziram, o gingado da capoeira sob o som do berimbau, atabaque, agogô, vaqueta, pandeiro e caxixi e no palco a surpresa do Samba de Véio da Ilha do Massangano, justificando a fama conquistada nas viagens ao redor do mundo, o Festival fez mais que levar ao público que esteve lá, desde as 18 horas até 23:30, um pouco da história, da religião, dos costumes e da música afro brasileira: Deu aos participantes, como bem disse Pai Jorge,  Presidente da Associação Espírita e de Cultos Afro-Brasileiros “um sentimento de respeito e reconhecimento às nossas tradições”.

image-6952

Presentes à abertura do Festival o vice prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho; o Secretário de Turismo, Iuric Pires, a sempre participativa Secretária de Cultura, Esmelinda Amorim, a Vereadora Cristina Costa (PT) e a Deputada Estadual Isabel Cristina, unânimes no elogio à iniciativa da Fundação Palmares e no compromisso de fazer voltar a acontecer o Festival em 2014, “com muito mais recursos, muito mais envolvimento e muito mais participação: “Este foi um momento ímpar” – discursou a vereadora – “A demonstração da unidade de nossas entidades e o reconhecimento da importância da cultura afro, viva e presente na sociedade petrolinense”.

image-6953

A apresentação do Grupo Brasílica, com uma célula do espetáculo “Os Orixás estão aqui” trouxe para o palco da Concha os orixás, envolveu os participantes e rendeu homenagem, tocante, às mães de santo de Petrolina.

O show de Camila Yasmine foi um espetáculo à parte e o encerramento com o Grupo do Nosso Jeito fez aos que estavam na praça tirar o pé do chão.

Programação deste sábado

18:00: Início das Oficinas, turbantes e penteados

19:00: Acrobacias e roda de capoeira com Grupo Muzenza

20:00: Grupo Aganjú (Intervenção dos Orixás)

21:00: Show Musical com Samuel Menino de Rua

22:30: Show Musical de Joãozinho Maravilha

Hoje (23/03), à tarde acontece uma oficina na Escola Domingos Sávio sobre gastronomia afro brasileira.

O Festival é uma iniciativa da Fundação Palmares, organização vinculada ao Ministério da Cultura, executada pela empresa Movimento Produções e com o apoio da Prefeitura Municipal de Petrolina.





Vou te dá um A B R A Ç A Ç O

Postado em 23 de março de 2013 por Josélia Maria

image-6946





Petrolina fará parte do programa “Crack, é possível vencer”

Postado em 23 de março de 2013 por Josélia Maria

image-6942

O município  é um dos 26 municípios do nordeste selecionados para participar do programa “Crack, é possível vencer”. O nordeste é a segunda região a ter mais cidades inseridas no programa, perdendo apenas para a região sudeste que possui 69 municípios incluídos.

A secretaria municipal da Mulher, juntamente com a de Desenvolvimento Social e Trabalho, Saúde, Educação e Segurança Cidadã atuarão diretamente no Programa quando implantado em Petrolina. “O município de Petrolina já está inscrito no sistema do programa, aguarda apenas o Termo de Adesão para que o projeto comece a ser executado”, concluí a secretária da Mulher, Roseane Farias.

Com o intuito de mudar a situação de risco em que muitas pessoas se encontram, (usuários e pessoas próximas), o Governo Federal lançou em dezembro de 2011, o programa “Crack, é possível vencer”. Inicialmente, o programa foi implantado em 14 estados brasileiros, e este ano, mais 13 estados serão contemplados com o projeto.

O Programa é composto por três eixos: cuidado, autoridade e prevenção. O primeiro é direcionado a saúde e assistência, onde se pretende aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários. O segundo, a autoridade se refere a segurança, o enfrentamento ao tráfico de drogas e as organizações criminosas. E o terceiro eixo é a prevenção, responsável pela educação, capacitação e informação, de forma a reduzir os fatores de risco.

O crack é a droga que traz mais prejuízos em um curto espaço de tempo para o seu usuário. Ela possui cinco vezes mais potência que a cocaína, sendo relativamente mais barata e acessível que as outras drogas. Os neurônios, a memória, concentração e o autocontrole de usuários de crack são visivelmente prejudicados.

Com o lema enfrentar o crack é um compromisso de todos, o Governo Federal está disponibilizando R$ 990.000.000 para a realização do projeto em todo o país.