Destaques

Bahia registra 3.171 casos novos de Covid-19 e 49 óbitos em 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.171 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de + ...

Novo centro de testagem para Covid-19 começa a funcionar no Ceasa

Além de profissionais que atuam no local, a unidade será a primeira aberta para atender todos os p ...

Brasil passa de 1,6 milhão de infectados por Covid-19, aponta consórcio de veículos de imprensa no boletim das 20h

Bruno Alfano/Extra O Brasil passou neste domingo de 1,6 milhão de infectados pelo novo coronavírus ...

Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Hospedagem WordPress
Lista de Links

BBB14 Conheça os participantes do ‘Big Brother Brasil 2014’ Veja quem são os 20 novos moradores da casa mais vigiada do Brasil; Tatá Werneck interpretará sua personagem dentro da atração

Postado em 8 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

GUILHERME ÁVILA

Poucos dias antes da estreia da 14ª edição de seu reality, a Globo começa a confinar participantes do “Big Brother Brasil” deste ano. O futuros brothers estão isolados em uma área reservada de um hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde os hóspedes não têm acesso ao lugar. Nesta terça-feira (7) os novos moradores da casa mais vigiada do Brasil foram confirmados no site oficial do programa.
Nenhum ex-BBB participa do grupo, mas a atriz Tatá Werneck interpretará sua personagem periguete Valdirene, de “Amor à Vida”. Depois de muito batalhar pela fama e pelo sucesso, ela realiza o sonho de fazer parte do reality show. E não é nada fácil para ela entrar na casa mais vigiada do Brasil. Na história, Valdirene consegue ser entrevistada por Boninho e fisga uma suada vaga na casa de vidro, montada em um shopping. Murilo (Emílio Orciollo), Jefferson (Celso Berrini) e uma loura muitíssimo competitiva são os oponentes de Valdirene. E todos se surpreendem com o anúncio de Pedro Bial, que confirma a participação da periguete no programa. Ela então é levada a um hotel e fica lá até o momento em que entra na casa do ‘BBB 14’.
Esta edição conta com outros três mineiros: um professor de Contagem (Alisson, 27) , uma estudante de engenharia e Miss Divinópolis 2012 (Amanda, 22) e uma bacharel em direito de Belo Horizonte (Letícia, 27).
Apesar dos 20 participantes já terem sido definidos, um grupo de reservas também foi confinado e pode ser acionado em caso de desistência. Desta vez, nenhum dos candidatos ao prêmio de R$ 1,5 milhão passará pela casa de vidro, todos entrarão de uma vez só no confinamento. “Em compensação, os participantes vão ter uma grande surpresa no início do jogo”, promete Boninho, diretor do programa. O “BBB14” começa na próxima terça (14).
Detalhes aqui:
http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/conhe%C3%A7a-os-participantes-do-big-brother-brasil-2014-1.769700




PSB rebate nota do PT afirmando que foi `ataque covarde´ e `despolitizado´

Postado em 8 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

Tá no Blog de Jamildo

Em resposta à nota publicada no perfil do PT, no Facebook, nesta terça-feira (7), dizendo que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), não tinha credibilidade política e se referindo ao socialista como playboy mimado pelo “lulo-petismo”, o líder do PSB na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque, rebateu às críticas classificando-as como “covardes e despolitizadas”.

Em mais de uma postagem, o parlamentar socialista escreveu que a nota do PT representa que o partido está com medo da candidatura socialista. “PSB não vai morder a isca da baixaria e dos ataques pessoais”, assinalou.

O socialista publicou várias postagens no Facebook, posteriormente as informações foram compiladas e transformadas na nota oficial do PSB, divulgada no site do partido.

Leia a íntegra da nota:

Sobre nota publicada no perfil oficial do Partido dos Trabalhadores no Facebook, intitulada “A Balada de Eduardo Campos”, o Partido Socialista Brasileiro considera que:

1. Fica evidente o desespero da direção do Partido dos Trabalhadores frente à discussão democrática do PSB em ter candidato próprio à Presidência da República em 2014. Tal desespero só demonstra a força das ideias e do debate que o PSB está propondo, sendo a real alternativa para que o Brasil avance nas mudanças que o povo brasileiro clama e precisa;

2. É impossível negar os avanços que o Governo de Pernambuco obteve nos últimos sete anos, sob o comando do presidente nacional do PSB, Eduardo Campos. Alegar que o sucesso do Governo de Pernambuco deveu-se a ajuda federal é no mínimo ingênuo, pois tal ajuda se fez presente a todos os Estados, inclusive aqueles dirigidos pelo PT, que não tiveram a mesma capacidade de formulação de projetos, planejamento e execução que o Governador Eduardo Campos, o mais bem avaliado e aprovado do país, reeleito com a maior votação da história do seu Estado.

3. Além do ataque covarde e despolitizado ao Governador Eduardo Campos, a nota ainda usa termos chulos para tratar a ex-senadora Marina Silva, líder da Rede Sustentabilidade e filiada do PSB, uma ativista reconhecida internacionalmente pela sua defesa do desenvolvimento sustentável e figura de postura ímpar na política brasileira.

4. A nota revela que a parcela que hoje domina o PT perdeu completamente seu espírito republicano, abandonou seu norte politico e transformou-se numa seita fundamentalista que ataca qualquer um, mesmo sendo um importante ator do campo das esquerdas, que discorde em qualquer medida da atual condução política e econômica do país e das velhas práticas políticas que se assiste em Brasília;

5. O PSB manter-se-á firme na propositura de mudanças profundas na forma de se fazer política no Brasil, resgatando a dignidade dos partidos e agentes politicos, tão desgastados pela descompostura daqueles que hoje formam a aliança que dirige Brasília. 6. Por fim, o PSB clama à sociedade brasileira que rechace a forma desrespeitosa, patética e desqualificada com a qual o Partido dos Trabalhadores está tentando conduzir o debate pré-eleitoral de 2014. O Brasil merece respeito.

Beto Albuquerque, Líder do PSB na Câmara dos Deputados





PT publica no Facebook texto sem autoria dizendo que Eduardo Campos `vendeu a alma´ e não tem `compostura política´

Postado em 8 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

1487835_556552651097781_1851593038_o
image-18638

Tá no Blog de Jamildo

Uma postagem, de autoria desconhecida, publicada nesta terça-feira (7), na página oficial do Facebook do Partido dos Trabalhadores (PT) faz duras críticas ao governador e pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB). O conteúdo do texto ressalta os investimentos feitos pelo governo Federal em Pernambuco e se refere a Eduardo Campos como playboy mimado pelo “lulo-petismo”.

Na declaração, o autor diz que Eduardo Campos “rifou não apenas sua credibilidade política, mas se mostrou, antes de tudo, um tolo”. O texto também faz referências à aliança política formada entre a ex-senadora Marina Silva e Campos. “Em meio ao entusiasmo, Campos foi levado a colocar dentro de seu ninho pernambucano o ovo da serpente chamado Marina Silva, este fenômeno da política nacional que, curiosamente, despreza a política fazendo o que de pior se faz em política: praticando o adesismo puro e simples”.

No texto, também há cobrança pela parternidade dos projetos nacionais, como os investimentos feitos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Pernambuco recebeu 30 bilhões de reais do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, do qual a presidenta Dilma Rousseff foi a principal idealizadora e gestora.O estado também ganhou sete escolas técnicas federais, além de cinco campi da Universidade Federal Rural construídos para melhorar a vida do estudante do interior.”

A autoria do texto ainda não foi atribuída a ninguém, no entanto, apenas quem tem status de gerente ou administrador de conteúdo pode publicar na fan page.

Leia a íntegra da declaração

A BALADA DE EDUARDO CAMPOS

Por um momento, desses que enchem os incautos de certezas, o governador Eduardo Campos, de Pernambuco, achou que era, enfim, o escolhido.

Beneficiário singular da boa vontade dos governos do PT, de quem se colocou, desde o governo Lula, como aliado preferencial, Campos transformou sua perspectiva de poder em desespero eleitoral, no fim do ano passado.

Estimulado pelos cães de guarda da mídia, decidiu que era hora de se apresentar como candidato a presidente da República – sem projeto, sem conteúdo e, agora se sabe, sem compostura política.
O velho Miguel Arraes, avô de Eduardo Campos, faz bem em já não estar entre nós, porque, ainda estivesse, morreria de desgosto.

E não se trata sequer da questão ideológica, já que a travessia da esquerda para a direita é uma espécie de doença infantil entre certa categoria de políticos brasileiros, um sarampo do oportunismo nacional. Não é isso.

Ao descartar a aliança com o PT e vender a alma à oposição em troca de uma probabilidade distante – a de ser presidente da República –, Campos rifou não apenas sua credibilidade política, mas se mostrou, antes de tudo, um tolo.

Acreditou na mesma mídia que, até então, o tratava como um playboy mimado pelo “lulo-petismo”, essa expressão também infantilóide criada sob encomenda nas redações da imprensa brasileira.

Em meio ao entusiasmo, Campos foi levado a colocar dentro de seu ninho pernambucano o ovo da serpente chamado Marina Silva, este fenômeno da política nacional que, curiosamente, despreza a política fazendo o que de pior se faz em política: praticando o adesismo puro e simples.

Vaidosa e certa, como Campos, de que é a escolhida, Marina virou uma pedra no sapato do governador de Pernambuco, do PSB e da triste mídia reacionária que em torno da dupla pensou em montar uma cidadela.

Como até os tubarões de Boa Viagem sabem que o objetivo de Marina é se viabilizar como cabeça da chapa presidencial pretendia pelo PSB, é bem capaz que o governador esteja pensando com frequência na enrascada em que se meteu.

Eduardo Campos é o resultado de uma série de medidas que incluem a disposição de Lula em levar para Pernambuco a Refinaria Abreu e Lima, em parceria com a Venezuela, depois de uma luta de mais de 50 anos. Sem falar nas obras da transposição do Rio São Francisco e a Transnordestina. Ou do Estaleiro Atlântico Sul, fonte de empregos e prestígio que Campos usou tão bem em suas estratégias eleitorais

Pernambuco recebeu 30 bilhões de reais do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, do qual a presidenta Dilma Rousseff foi a principal idealizadora e gestora.

O estado também ganhou sete escolas técnicas federais, além de cinco campi da Universidade Federal Rural construídos para melhorar a vida do estudante do interior.

Eduardo Campos cresceu, politicamente, graças à expansão de programas como Projovem, Samu, Bolsa Família, Luz para Todos, Enem, ProUni e Sisu. Sem falar no Pronasci, que contribuiu para a diminuição da criminalidade no estado, por muito tempo um dos mais violentos do País.

Campos poderia ser grato a tudo isso e, mais à frente, com maturidade e honestidade política, tornar-se o sucessor de um projeto político voltado para o coletivo, e não para o próprio umbigo.

Arrisca-se, agora, a ser lembrado por ter mantido entre seus quadros um secretário de Segurança Pública, Wilson Damázio, que defendeu estupradores com o argumento de que as meninas pobres do Recife, obrigadas a fazer sexo oral com marginais da Polícia Militar, assim agiam por não resistirem ao charme da farda.

“Quem conhece Damázio, sabe que ele não tem esses valores”, lamentou Eduardo Campos.

Quem achava que conhecia o governador do PSB, ao que tudo indica, ainda vai ter muito o que lamentar.





Pesquisa “reprova” todos os 39 ministros de Dilma

Postado em 7 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

Quantidade nem sempre quer dizer qualidade. Apesar de o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) contar hoje com 39 ministérios, todos foram avaliados com nota de desempenho abaixo de “regular” em enquete realizada pela GT Marketing e Comunicação com lideranças empresariais, dirigentes de entidades, executivos, empresários, publicitários e jornalistas.

Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e José Eduardo Cardoso (Justiça) ficaram empatados no primeiro lugar de melhores avaliações de atuação, com a nota 6,3, numa escala vai de 1 a 10.

A nota, no entanto, está longe de ser satisfatória. Segundo o consultor em marketing político Gaudêncio Torquato, seria necessária a nota 7 para que a administração fosse considerada ao menos “regular”.

Treze ministérios tiveram notas vermelhas, abaixo de 5. Os piores foram: Turismo (Gastão Dias Vieira) e Aviação Civil da Presidência da República (Wellington Moreira Franco), com 4,1. Entre os lanterninhas também estão Fazenda (4,9), Trabalho (4,9) e Planejamento (4,8).

O levantamento foi realizado em dezembro do ano passado com 560 pessoas consideradas pela GT formadoras de opinião. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve melhores resultados que Dilma quando a mesma enquete foi realizada em seu segundo mandato. “Na minha avaliação, a diferença pode ter a ver com o fato de que Lula era muito mais aceito pelo empresariado do que Dilma. A falta de segurança em manter o ritmo da economia também é um fator que pode ter contribuído”, diz Torquato.

O ministro da Fazenda Guido Mantega, por exemplo, viu sua colocação cair do primeiro lugar durante a gestão de Lula (nota 7,2), para a 26ª posição no governo Dilma (nota 4,9).

Veja na tabela a seguir os ministérios do governo Dilma que obtiveram as 25 melhores notas:
tabela gde

Informações: Exame.





Feijoada do Dadau 2014

Postado em 7 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

1557576_702846263082898_1744326155_n (1)
image-18632





FEM atende 19 municípios do Agreste Setentrional com mais de R$ 18 milhões

Postado em 7 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

Obras são financiadas com recursos do Governo do Estado e estão voltadas à melhoria da qualidade de vida da população

Com investimentos da ordem de R$ 18,2 milhões, os 19 municípios do Agreste Setentrional estão sendo atendidos pelo Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM). Os recursos liberados pelo Governo Estadual estão sendo distribuídos em 49 obras de infraestrutura em execução pelas prefeituras nas zonas urbanas e rurais. Os beneficiados são: Bom jardim, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, Frei Miguelinho, João Alfredo, Limoeiro, Machados, Orobó, Passira, Salgadinho, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Vicente Ferrer, Surubim, Taquaritinga do Norte, Toritama, Vertente do Lério e Vertentes.

Entre as obras eleitas como prioritárias pelas prefeituras e que tiveram seus projetos aprovados pelo Comitê Estadual de Apoio aos Municípios (CEAM), coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), se destacam a pavimentação de ruas, recuperação e construção de escolas, praças, sistemas de drenagem e esgotamento sanitário, postos de saúde e requalificação urbana. Os recursos do FEM são geridos pela Secretaria de Planejamento e gestão e repassados às prefeituras que são responsáveis pela execução das obras.

A criação do FEM foi anunciada pelo governador Eduardo Campos durante o encontro Juntos por Pernambuco, realizado nos dias 21 e 22 de fevereiro, em Gravatá. O encontro, organizado pelas secretarias da Casa Civil e Planejamento e Gestão, reuniu prefeitos de todo o Estado. Os projetos aprovados têm os recursos liberado em quatro parcelas: a primeira, correspondente a 30% do total destinado para cada município, foi repassada em maio, e a segunda, também de 30%, após 60 dias. Já a terceira, de 20%, está condicionada a declaração do prefeito de aplicação dos recursos, e a quarta e última, de 20%, mediante a apresentação ao Governo do termo de finalização da obra.

Da Zona da Mata ao Sertão o Estado investiu aproximadamente de R$ 129,7 milhões em 437 planos de trabalho Já aprovados. O fundo foi criado pelo Governo do Estado, por meio da Lei 14.921, de 11 de março de 2013, e soma R$ 228 milhões em recursos, direcionados a execução de obras que assegurem a melhoria do desenvolvimento econômico e social dos municípios pernambucanos e, consequentemente, ganhos na qualidade de vida da população.

CONHEÇA AS OBRAS MUNICIPAIS QUEM CONTAM COM RECURSOS DO FEM

NO AGESTE SETENTRIONAL

Município Obra Valor
 

 

 

Bom Jardim

– Construção da Praça de Eventos do distrito de Umari

– Construção da Praça da Vila da Cohab, no Centro do município

– Construção da Praça de Esportes e Lazer do distrito de Umari

– Conclusão da reforma e requalificação do Centro de Atividades Sociais – Varonil

 

 

 

– R$ 1.265.731,45

 

Casinhas – Pavimentação em paralelepípedos graníticos do sistema viário municipal – R$ 703.184,15
Cumaru – Pavimentação em paralelepípedos graníticos de ruas de comunidades rurais – R$ 843.820,97

 

 

 

 

Feira Nova

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos, drenagem e sinalização das Ana Chaves e Santos Dumont

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos no loteamento Ana Chaves

– Revitalização da Praça Vila do Ouro

– Revitalização da Praça Bela Vista

 

 

 

– R$ 843.820,97

 

Frei Miguelinho

– Reforma do matadouro público municipal

– Reforma do mercado público municipal

– Requalificação do entorno dos açudes Novo e da Bica

– Urbanização da orla fluvial da Barragem do Jucazinho

 

 

– R$ 703.184,15

João Alfredo – Construção da escola municipal do bairro da Mãe Rainha – R$ 1.125.094,62

 

Limoeiro – Construção do sistema de drenagem urbana

 

– R$ 1.547.005,09
 

 

Machados

– Revitalização de obras de contenção da entrada da cidade

– Revitalização do Centro da Cidade

– Reforma e manutenção do clube municipal

– Reforma e manutenção do ginásio de esportes

– Construção do novo açude público

 

 

– R$ 703.184,15

 

Orobó – Pavimentação asfáltica e sinalização – R$ 843.820,97
 

Passira

– Construção de Banheiros públicos

– Recuperação de estradas vicinais

– Construção da Praça da Matriz

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos

 

– R$ 984.457,80

 

 

 

Salgadinho

 

 

– Construção de praça no Sítio Salobro

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos e drenagem da Rua Maria Teolina

– Construção de uma praça anexa à Academia das Cidades

 

 

– R$ 421.910,50

Santa Cruz     do Capibaribe  

– Construção do Ambulatório Especializado da Criança

 

 

– R$ 1.968.915,56

 

Santa Maria do Cambucá

 

– Cobertura do piso da Feira Livre de Confecções
– Pavimentação das ruas projetadas trechos 1,3,4 e 5, no Centro e das ruas projetadas do trecho Chão de Baixo
– R$ 562.547.32

 

 

São Vicente Ferrer

– Construção de escadaria

– Construção de canal em alvenaria de pedra rachão

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos, drenagem e sinalização de ruas e escadaria

 

 

 

– R$ 843.820,97

Surubim – Pavimentação em paralelepípedos graníticos de ruas e avenidas – R$ 703.184,15

 

 

Taquaritinga do Norte

– Construção de parques infantis

– Construção do Velório do distrito de Pão de Açúcar

– Pavimentação de vias públicas

– Pavimentação de vias urbanas na sede municipal

– Construção de dois postos de saúde

 

 

– R$ 984.457,80

 

 

 

Toritama

– Ampliação e urbanização do Cemitério São José

– Obras de saneamento básico

– Revitalização e urbanização da Sulanca

 

– R$ 1.125.094,62

 

 

Vertente do Lério

– Construção de ponte sobre o Rio Caiai no Sítio Tambó

– Implantação e pavimentação em paralelepípedos graníticos de diversas ruas

– Pavimentação em paralelepípedos graníticos de diversas ruas no Distrito de Gravatá dos Gomes

 

 

– R$421.910,50

Vertentes – Pavimentação e saneamento de ruas – R$ 843.820,97

 





Secretaria de Habitação realiza assinatura de contratos das unidades do Minha Casa, Minha Vida Entidades

Postado em 7 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

A partir desta quarta-feira (8), a secretaria de Habitação de Petrolina realizará a assinatura dos contratos das 499 unidades a serem construídas no bairro Pedra Linda, como parte do programa Minha Casa, Minha Vida Entidades.

Com o diferencial de atender a categorias trabalhistas específicas – entre elas, servidores municipais, mototaxistas e profissionais da imprensa – a faixa 2 do programa habitacional tem previsão de entrega das moradias de 15 meses. As famílias contempladas foram selecionadas após cadastro e comprovação de renda inferior a 1600 reais.

O secretário de Habitação, Edinaldo Lima comenta sobre essa etapa do Minha Casa, Minha Vida Entidades. “A previsão é de que sejam construídas 1000 unidades contemplando essa categoria e também os deficientes e idosos”.

A assinatura dos contratos segue está prevista para ter início às 8h e segue até a próxima sexta-feira (10), no Sest/Senat. Membros da Caixa Econômica Federal e da Habitat Para Humanidade – parceira da Prefeitura Municipal na elaboração do projeto – estarão presentes durante o evento.





Mais cinco municípios se engajam à campanha do Basta de Violência Contra a Mulher

Postado em 7 de janeiro de 2014 por Josélia Maria

Mais cinco municípios se engajaram a temporada deste ano da Campanha do Basta de Violência contra as Mulheres, desenvolvida pela Secretaria Estadual da Mulher, e que visa erradicar a violência doméstica e sexista em Pernambuco. São eles Gravatá, Primavera, São Benedito do Sul, Bonito (no Agreste) e Triunfo (no Sertão).

 A ação já vem sendo realizada em anos anteriores em parceria com os  organismos de políticas públicas para mulheres de 24 municípios com áreas de praia, sejam de rio ou de mar. Nestes locais as equipes técnicas abordam os banhistas afim de sensibilizá-los a respeito da importância da denúncia dos casos de violência contra a mulher.

 A Diretora de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres da SecMulher, Fábia Lopes, explicou que os municípios com cachoeiraforam incluídos por se tratar de espaços frequentados por um grande numero de banhistas neste período de férias. Ela comenta que como a atividade é direcionada às áreas de grande fluxo de turistas, “é muito bom contar com mais organismos envolvidos nesta importante atividade no enfrentamento da violência contra a mulher. Desta forma, poderemos alcançar um público ainda maior”.

 A SecMulher reúne na próxima segunda-feira, 13,  em sua sede em Recife, as gestoras de políticas públicas para mulheres destes municípios. O objetivo é o de preparar uma ampla mobilização simultânea, que deverá ocorrer até o final deste mês. Na ocasião, a SecMulher repassará aos municípios material informativo (panfletos, paguinhas), que será distribuído durante a ação.

 A Campanha do Basta de Violência contra a Mulher é iniciada no mês de novembro quando se inicia os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher.  Integram essa ação os municípios da Região Metropolitana do Recife : Cabo de Santo Agostinho, Igarassu, Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes,Olinda, Paulista e Recife. Na Mata Sul : Barreiros,  Rio Formoso São José da Coroa Grande,Sirinhaém e  Tamandaré; Na Mata Norte : Goiana: No Sertão, cujos municípios ficam localizados a margem do rio São Francisco : Belém de São Francisco, Cabrobó, Itacuruba, Jatobá, Orocó, Petrolândia, Petrolina  e Santa Maria da Boa Vista. Também será atingido o arquipélago de Fernando de Noronha.