Destaques

Hugo visita Ilha Grande no sábado de carnaval

Pré-candidato a prefeito de Orocó Hugo de Galego de Abílio, aproveitou o sábado de carnaval para ...

Carnaval de Belém do São Francisco – 22/02/2020

Fotos no Instagram @joseliablogueira @blogjoseliamaria Facebook , Twitter @JoseliaMaria_

Bloco Lírico Encantos se apresentou neste sábado 22/02/2020 em Belém do São Francisco

O Bloco Lírico Encantos se apresentou na noite deste sábado (23/02), na Avenida Coronel Jerônimo ...

Ministro Fernando Bezerra vai gerir R$ 212 milhões

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-1904
O ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional) vai gerir nada menos do que R$ 212 milhões, a serem destinados a 11 projetos contra a seca. O montante pode dar mais projeção ao ministro. Como o anúncio das verbas ocorreu na sexta-feira (9) mais de um mês após a derrota do seu filho na disputa à Prefeitura de Petrolina, os eventuais dividendos eleitorais decorrentes das ações contra a seca devem ficar para 2014.Blog do Magno Martins





Movimento de prefeitos dá suporte a teses de Eduardo

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-1899
O movimento do prefeitos de Pernambuco, que vão parar as prefeituras nesta segunda-feira  dá suporte à bandeira levantada pelo governador Eduardo Campos (PSB) em prol de um novo pacto federativo, que dê mais autonomia a estados e municípios. A paralisação engrossa ainda a mobilização nacional que levará prefeitos de todo o país a Brasília na próxima terça-feira, ante o prejuízo com a queda de arrecadação do fundo municipal. Também reivindica a aprovação, pela presidente, do projeto que redistribui os recursos obtidos com a exploração do petróleo, aprovado pela Câmara dos Deputados.

‘Os municípios estão em falência’, afirma Eudes Catão, presidente da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional (Codeam) – entidade que lidera a greve, junto com a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). ‘Em Pernambuco, a queda do FPM é de 22% devido à redução de cobrança do IPI’.

O presidente da Amupe, Jandelson Gouveia, destaca a dificuldade das prefeituras para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que determina que o pagamento do funcionalismo não exceda os 54% da receita municipal. ‘Com a receita em queda, fica difícil manter esta equação’, observou. (Informações de O Estado de S.Paulo)





Parada da Diversidade em Petrolina reuniu gente de todas as orientações sexuais

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

O tema deste ano foi: “Vamos Cantar um Sertão Sem Homofobia”

image-1891

Alzyr Saadehr -coordenador do evento e o DJ Michael Marins

image-1892

DJ Lemory (Recife) e Gabriel Cabral (Natal) animavam a festa em cima de um trio elétrico

image-1893

image-1894

image-1895

image-1896

O cantor Alan Cléber e Banda encerraram o evento no coreto da Praça da 21.

 

Fotos no facebook da Josélia Maria

Curta minha página www.facebook.com/joseliamariareporter





Morre, aos 61 anos, o ator e diretor Marcos Paulo

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

O ator e diretor Marcos Paulo, 61, morreu na noite deste domingo (11), em sua casa, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Ele estava ao lado da mulher, a atriz Antônia Fontenelle, quando começou a passar mal. Segundo familiares, o diretor sofreu uma embolia pulmonar.

De acordo com uma amiga de Antônia, que foi para a casa do casal para ajudá-la, não houve tempo de socorrê-lo.

“Antonia está desnorteada, não consegue nem falar. Ele estava bem, feliz, não tinha nada. De repente, passou mal e morreu”, disse à Folha a amiga da atriz, que se identificou como Ana Maria.

Marcos Paulo e Antonia haviam participado, na sexta-feira à noite, da festa de encerramento do 9º Amazon Film Festival, no Teatro Amazonas, em Manaus, e voltado para o Rio no sábado.

Nos últimos meses, Marcos Paulo vinha viajando com frequência para a Amazônia, pois estava pesquisando locações para um filme intitulado “Sequestrados”, que tem no elenco, entre outros, Lima Duarte e Nicete Bruno.

Marcos Paulo havia sido diagnosticado com câncer de esôfago em maio de 2011 e feito uma cirurgia para retirar um tumor do órgão três meses depois.

À época, comunicado da Central Globo de Comunicação informou que a doença havia sido descoberta precocemente e que o tratamento tinha se iniciado logo em seguida.

“Não estou conseguindo nem falar, não está dando. É muito triste, o pai da minha filha, do meu neto. Isso não podia ter acontecido com ele”, disse a atriz Renata Sorrah, ex-mulher do diretor, que também foi casado com a atriz Flavia Alessandra.

Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo, em 1º de março de 1951. Ele era filho adotivo do ator, diretor, produtor e autor de TV Vicente Sesso.

O velório e a cerimônia de cremação acontecem nesta segunda-feira (12), no Memorial do Carmo, no Rio, a partir das 11h. Marcos Paulo deixa três filhas.





Governador contrata ONG de aliado na BA

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

AGUIRRE TALENTO
ENVIADO ESPECIAL A SALVADOR
NELSON BARROS NETO
DE SALVADOR

image-1884

O governo da Bahia firmou contratos sem licitação na área da saúde no valor de R$ 272 milhões com ONG ligada a aliado político do governador Jaques Wagner (PT).

Segundo o Tribunal de Contas do Estado (TCE), R$ 39 milhões desse montante foram superfaturados.

Os contratos são para fornecimento de mão de obra médica, assinados após dispensa de licitação entre a Secretaria Estadual da Saúde e a Fundação José Silveira, no período de 2007 a 2011.

A fundação teve como superintendente, de 1997 a 2008, o deputado federal Antônio Brito (PTB).

Hoje, a mulher dele, Leila, ocupa o cargo. O PTB apoiou Wagner em sua eleição para governador, em 2006.

Na Secretaria de Saúde, o pagamento tinha o aval do diretor-geral Amauri Teixeira (PT), hoje também deputado.

Ambos dizem que os pagamentos são legais e estão respaldados por parecer do Ministério Público da Bahia.

Só neste ano é que foi feita uma concorrência, vencida pela mesma fundação.

De acordo com o relatório do TCE, a principal irregularidade está no fato de a Fundação José Silveira cobrar do Estado o pagamento da contribuição patronal do INSS.

A fundação está liberada da obrigação de pagar esse encargo. Apesar disso, cobra os valores do Estado e não os repassa à Previdência.

Nos R$ 272 milhões de 2007 a 2011, o relatório aponta que o governo da Bahia pagou indevidamente R$ 39,2 milhões, que correspondem aos encargos ao INSS que a fundação não precisa pagar.

Além do TCE, o Ministério Público da Bahia finaliza um inquérito sobre o caso.

“A fundação tem que fazer filantropia com recursos dela, não do Estado”, disse a promotora Rita Tourinho.

OUTRO LADO

A Fundação José Silveira e a Secretaria de Saúde afirmam que a cobrança da contribuição patronal do INSS se baseia em um parecer do núcleo do terceiro setor do Ministério Público da Bahia.

A opinião diverge da avaliação do setor do Ministério Público que combate a improbidade administrativa, que diz que a cobrança é irregular. Advogados do escritório Siqueira Castro dizem que, pela regra geral, não poderia ser cobrado o INSS patronal em um caso desse tipo, mas que há brechas na lei.

A Secretaria de Saúde afirma que, no processo de dispensa de licitação, foi dada oportunidade a outras empresas. Diz ainda que os contratos foram submetidos à Procuradoria-Geral do Estado e cumprem a lei.

 

 





Emenda de Odacy leva Compesa a implantar adutoras em comunidades do interior de Petrolina

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

 

image-1880

O domingo, dia 11 de novembro, foi de alegria para famílias de vivem em comunidades como Manteiga, Xique Xique, Barra Franca, Lajedo, Consolação, Cabaceira, Baraúna, Sítio Tanque e Malhadinha, com o anúncio oficial da implantação de adutoras e conseqüentemente a chegada da água as torneiras dos moradores dessas localidades situadas na região de Rajada, distrito de Petrolina. A obra é fruto de uma emenda do deputado estadual Odacy Amorim, do PT, emenda número 3759 apresentada pelo deputado ao orçamento do estado em outubro do ano passado no valor total de R$ 555 mil.

Odacy esteve com o gerente regional da Compesa, Reginaldo Lopes, assinando a ordem de serviço do inicio da construção do sistema da comunidade de Manteiga e visitou de forma oficial as obras já iniciadas nas localidades da região de Barra Franca e Lajedo.

“Do valor total que eu como deputado tenho direito a apresentar emendas ao orçamento do estado, que é de R$ 1 milhão, resolvi destinar mais de 50% a essa obra que considero essencial, necessária e uma forma de libertar o homem e a mulher do interior da dependência de carro pipa, levando água de consumo humano para as famílias da zona de sequeiro do nosso município”, explicou Odacy.

O sistema de adutoras conquistadas pelo deputado Odacy Amorim para a região tem uma extensão de 26 Km, beneficiando mais de 500 famílias. Os recursos para o sistema completo vêm do programa emergencial de combate à seca , além do programa Água para Todos, realizado em parceria governo do estado e governo federal.

Odacy também aproveitou para esclarecer um certo mal entendido. “Houve informações na comunidade de que essa ação não teria chegado através do meu trabalho na Assembléia Legislativa e que durante a campanha para prefeito surgiram conversas de que seria ação do deputado de outro grupo político, mas o próprio deputado foi à imprensa na semana passada e desmentiu a informação, creditando a nossa atuação a chegada de obras tão importantes para essas famílias”, destacou o deputado petista..

O próprio Reginaldo Lopes, que comanda a Compesa  em Petrolina, reforçou a informação de Odacy não deixando dúvidas de que as adutoras foram atendidas pelo governo do estado através da emenda de Odacy Amorim. Lopes ressaltou que na verdade parte dos sistemas simplificados já estão em execução e o que vai começar agora a obra na região da Manteiga. Ele diz que todo essa ação é parte de um grande projeto do governo estadual de levar água de consumo humano para comunidades do interior, principalmente as que vivem sofrendo com a estiagem prolongada dos últimos meses.

“São tres grandes projetos nesse sistema. Um que aumenta o volume a ser distribuído ampliando para 30% a capacidade na adutora no Morro do Crioulo;  em Rajada. A troca das adutoras  principais numa extensão de cerca de 8 Km  e a chegada para as comunidades que é a ampliação de ramais já em fase de conclusão de algumas delas e que viremos fazer visita oficial de inauguração nos próximos 30 dias”, revelou o gerente da Compesa, acrescentando que essas são obras avaliadas em R$ 5, 5 milhões e com prazo final de execução de seis meses.

“Bom lembrar que nesse primeiro momento vamos trabalhar em regime de rodízio, com 24 h com água e 24 sem para que todas as famílias possam ter a água. Também a gente orienta a população o uso consciente da água para que não falte pra ninguém”, concluiu Reginaldo Lopes.





Apresentações marcam o encerramento do Curso de Contação de Histórias em Petrolina

Postado em 12 de novembro de 2012 por Josélia Maria

por Laiza Campos

image-1876

Na última sexta-feira, cerca de 260 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas de Petrolina assistiram pela manhã na Biblioteca e à tarde na Escola Paes Barreto às apresentações de histórias sobre as lendas do São Francisco contadas pelos professores participantes do Curso Contando Histórias sobre Saberes e Fazeres – projeto aprovado pelo Fundo de Incentivo à Cultura do Estado de Pernambuco – Funcultura, com recurso advindo através do Governo do Estado por meio da Secretaria de Cultura de Pernambuco e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – Fundarpe.

Crianças de 5 a 11 anos puderam conhecer durante as apresentações lendas da nossa região como: a mãe d’água, nego d’água, história das pescarias, surubim-rei, carrancas, apresentação de poesias, entre outros. Participante do curso, a professora de Geografia para alunos do Ensino Fundamental II, Carla Viana, relata a importância de ter participado dessa iniciativa. “A minha disciplina interage muito com a História e isso é importante porque, por meio das técnicas apreendidas durante esse curso, pude colocar as teorias em prática e tive muitos resultados satisfatórios. Seria muito importante se esse curso continuasse, pois auxilia em técnicas positivas para quem atua em sala de aula”.

Outra professora, participante do curso, Natalícia Oliveira, atua com a disciplina de Artes e valoriza a importância do projeto. “Eu achava que sabia contar histórias e depois descobri que é muito mais do que ler o texto, é preciso ter movimento, tom de voz, figurino e encenação. E isso é sensacional porque envolve ainda mais o aluno. E com relação à contação sobre histórias locais, é de fundamental importância, pois as pessoas daqui não sabem sobre essas lendas”, conta. A estudante Laísa Rebeca, 9 anos, assistiu às apresentações e afirma ter gostado do que viu. “Consegui aprender as histórias sobre o Rio e sobre o homem que é o nego d’água e que existe mesmo morando lá no Rio”.

A mentora do projeto, Roberta Duarte, faz a sua avaliação sobre as apresentações. “O resultado superou as expectativas, pois a aceitação foi imediata e o público conseguiu compreender a importância das lendas locais. O nosso maior objetivo de incentivar a leitura foi alcançado e, por isso, há a possibilidade de reavaliar esse projeto para encaminhar outra proposta ao Funcultura e buscar aprovação para a realização de mais uma edição do curso, com as devidas adaptações. Mas, acredito que essa iniciativa deixou a todos nós envolvidos muito satisfeitos com os resultados”.

 





SMS do Vale mensagem para celular

Postado em 11 de novembro de 2012 por Josélia Maria

image-1872