Destaques

Eu sou o São João

(Del Feliz, Ton Oliveira e Fábio Salvador) Interpretada por: Elba Ramalho Flávio José Alcymar Mon ...

Guilherme Coelho acompanha Alckmin em visita ao São João de Caruaru

Em ritmo de pré-campanha à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin ...

Antonio Souza participa de eventos no Sudeste e janta com Ricardo Rocha

O pré-candidato ao senado, Antonio Souza, está no sudeste do país participando de eventos políti ...

Comissão da Mulher aprova Voto de Protesto contra pernambucano por atitude machista em vídeo

Postado em 20 de junho de 2018 por Josélia Maria

ELEIÇÕES - Colegiado também declarou apoio a entendimento do TSE para reservar 30% dos recursos dos partidos e do tempo de campanha a candidaturas de mulheres. Foto: Alepe

Colegiado também declarou apoio a entendimento do TSE para reservar 30% dos recursos dos partidos e do tempo de campanha a candidaturas de mulheres. Foto: Alepe

A conduta do advogado pernambucano que, em vídeo, constrange uma estrangeira durante a Copa do Mundo da Rússia motivou um Voto de Protesto da Comissão da Mulher nesta terça (19). O colegiado registrou repúdio à atitude do homem, que, junto a um grupo, filmou a cena em que ridicularizavam a jovem com palavras e gestos obscenos.

“A Comissão expressa indignação pelo comportamento machista e misógino do advogado pernambucano Diego Jatobá. O Legislativo tem a missão de dar visibilidade à violência moral e psicológica travestida de piada. Assédio não é brincadeira”, frisa o documento aprovado pelos parlamentares. “A violência começa com a falta de respeito, daí a importância de frear este tipo de comportamento”, acrescenta o texto (confira na íntegra).

“Esse episódio precisa servir de reflexão. O que nós mulheres queremos é respeito”, sublinhou a presidente da Comissão da Mulher, deputada Simone Santana (PSB). “Foi um ato de selvageria, algo muito grave e que provoca grande indignação”, comentou Laura Gomes (PSB). “É triste imaginar que isso é apenas a ponta do iceberg, algo que veio a público, mas que as mulheres vivenciam todos os dias em suas vidas particulares”, comentou Priscila Krause(DEM). Aluísio Lessa (PSB) e Edilson Silva (PSOL) acompanharam as opiniões. Diego Jatobá foi secretário de Turismo de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

VICE-PRESIDENTE - Priscila Krause foi escolhida para assumir posto deixado por Terezinha Nunes. Foto: Alepe

VICE-PRESIDENTE – Priscila Krause foi escolhida para assumir posto deixado por Terezinha Nunes. Foto: Alepe

Carta aberta – Outro tema motivou manifestação durante a reunião desta terça. Os deputados declararam apoio ao entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que 30% dos recursos dos partidos e do tempo de campanha no rádio e na TV deverão ser destinados a candidaturas de mulheres.

O colegiado aprovou a divulgação de uma carta aberta em que defende o posicionamento do Judiciário sobre o assunto. “É pertinente e necessária a decisão do TSE. A medida representa um passo adiante no sentido de promover um pleito mais democrático”, anota o documento (leia o texto completo).

Na mesma ocasião, a deputada Priscila Krause foi eleita a vice-presidente da Comissão. Ela vai substituir a ex-vice-presidente Terezinha Nunes, que ocupava uma cadeira na Alepe na condição de suplente e deixou a Casa no início do ano.

Fonte:ALEPE




jr telecom

Experiência do Recaatingamento desenvolvida pelo Irpaa recebe premiação em Brasília

Postado em 20 de junho de 2018 por Josélia Maria

image-82223

No ano de 2009, sete comunidades de Fundo de Pasto nos municípios de Canudos, Casa Nova, Curaçá, Sobradinho, Sento Sé, Uauá e Juazeiro, em parceria com o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – Irpaa deram início a prática do Recaatingamento. Nos anos seguintes, o projeto chegou a outras comunidades nos municípios de Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes.

Perto de completar dez anos de atuação, o Recaatingamento foi um dos vencedores do Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais. A cerimônia de entrega aconteceu ontem (18), na Sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Brasília. A premiação é uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Embrapa e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO/ONU).

Visibilizar, fortalecer e apoiar as práticas de salvaguarda e conservação dos Sistemas Agrícolas Tradicionais – SAT desenvolvida a partir da sustentabilidade das comunidades tradicionais, dos seus saberes e suas tradições era alguns dos objetivos do prêmio que concedeu ao Recaatingamento o quinto lugar na premiação. O Irpaa recebeu o valor R$ 70 mil referente ao prêmio, montante que será aplicado em investimento para as 11 áreas de Recaatingamento hoje existentes no Território Sertão São Francisco.

Representantes do Irpaa e das comunidades premiadas estiveram na cerimônia da premiação. De acordo com a representante da comunidade de Fundo de Pasto, Joana Maria de Jesus, localizada em Lagoa do Sal, em Campo Alegre de Lourdes, esse prêmio vai contribuir para “fortalecer nosso trabalho na comunidade e a valorizar nossa área e nossa Caatinga que está de pé”. A agricultora ainda complementa que o Recaatingamento coopera no processo de união da comunidade.

O Irpaa comunga dessa avaliação e destaca que o mérito da premiação é das comunidades envolvidas com o projeto. “Ganhando esse prêmio, as comunidades do Recaatingamento passam a se fortalecer e acreditar mais no trabalho, que é de grande importância para as comunidades tradicionais de Fundo de Pasto. A gente acredita que vem a fortalecer a união das pessoas”, avalia o colaborador do Irpaa Agostinho Pereira, que também esteve presente na solenidade de entrega do prêmio.

Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais

Reconhecido nacionalmente, o Recaatingamento, é umas das 15 iniciativas que foram premiadas. As cinco primeiras colocadas foram: no primeiro lugar foi a Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais (AMTR), do Lago do Junco (MA); em segundo lugar, ficou a Associação dos Produtores Rurais de Vereda, de Matias Cardoso (MG); em terceiro, a Associação dos Remanescentes de Quilombo de São Pedro, de Eldorado (SP), na quarta colocação, a Associação Comunitária Rural de Imbituba, de Imbituba (SC).

Após o evento de premiação, neste dia 19, ocorreu seminário com dois painéis tendo como tema: Reconhecimento de Sistemas Agrícolas Tradicionais e Experiências de Sistemas Agrícolas Tradicionais no Brasil e as instalações pedagógicas das experiências vencedoras, espaço onde as representações das entidades e comunidades apresentem suas vivências que retrate o SAT desenvolvido em sua comunidade.

 Recaatingamento

O Recaatingamento é uma metodologia de recuperação de áreas degradadas no Semiárido, que nasceu da observação e inquietação das comunidades rurais, principalmente das mulheres. O projeto busca contribuir para inverter a devastação e processos iniciais de desertificação da Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, a partir do uso sustentável de seus bens naturais, da conservação e recomposição da Caatinga, educação ambiental contextualização e do beneficiamento dos frutos da Caatinga, tendo as agricultoras e agricultores como protagonistas pela transformação socioambientais de suas comunidades.

Diante nessa nova concepção, as comunidades de Fundo de Pasto incorporam no seu jeito tradicional de viver a defesa da Caatinga em Pé, como forma de garantir sua sustentabilidade e o equilíbrio entre o ser humano e a natureza.




jr telecom

PEC QUE INCLUI GUARDAS MUNICIPAIS NO SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA ESTADUAL É APROVADA NA ALEPE

Postado em 20 de junho de 2018 por Josélia Maria

Com 37 votos a favor e nenhum contrário, foi acatada em Primeira Discussão, nesta terça (19), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 07/2016. De autoria do deputado Joel da Harpa (PP), o texto altera a Carta Magna do Estado e insere a categoria dos guardas municipais no sistema de segurança pública do Estado. De acordo com a justificativa da matéria, o dispositivo é similar ao que consta no capítulo sobre segurança pública da Constituição Federal e também atende ao Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei Federal nº 13.022/2014). O plenário da Assembléia Legislativa estava lotado de profissionais  Recife, Ipojuca, Petrolina, Serinhaem, Rio Formoso, Trindade e Jaboatão.




jr telecom

Derrapadas de Ciro alarmam os que querem apoiá-lo

Postado em 20 de junho de 2018 por Josélia Maria

A sequência de derrapadas de Ciro Gomes (PDT)alarmou até os mais propensos a apoiá-lo. Um cacique do PP tem dito que “o pior que pode acontecer” com o pedetista “é ele achar que já ganhou a eleição e sair falando bobagem”.

No Planalto e no PSDB o destempero foi objeto de comemoração. O PP, que foi cobrado por auxiliares de Temer por acenar a Ciro, mandou avisar que não decidirá nada até o fim de junho.

Os tucanos, por sua vez, vão intensificar a ofensiva sobre o DEM. Alckmin pretende conversar com Rodrigo Maia (DEM-RJ) e ACM Neto (DEM-BA) nesta quarta (20).




jr telecom

OAB-PE identifica advogado e repudia atitude em vídeo machista na Rússia…

Postado em 20 de junho de 2018 por Josélia Maria

image-82214

Do UOL, em São Paulo

A seccional de Pernambuco da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) identificou o advogado Diego Valença Jatobá entre os brasileiros que fazem uma iniciativa de mau gosto com uma estrangeira na Rússia, durante a Copa do Mundo.

Em uma nota publicada nesta segunda-feira (18), a entidade disse que “repudia veementemente o conteúdo de um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais em que um grupo de brasileiros ladeia uma mulher, que aparentemente não é brasileira nem fala português, e profere em coro ofensas relacionadas ao seu órgão sexual”.

No vídeo em questão, os brasileiros dizem as palavras “boceta rosa” e levam a mulher a repeti-las, sem que ela saiba o que está dizendo. As imagens geraram indignação nas redes sociais.

Segundo seu perfil no Facebook, Diego Valença Jatobá vive em Ipojuca, em Pernambuco, e estudou direito na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Ele foi secretário de turismo do município no litoral pernambucano.

Na nota, assinada por Ronnie Preuss Duarte, presidente da OAB-PE, e por Ana Luiza Mousinho, presidente da Comissão da Mulher Advogada, a entidade cita estatísticas sobre a violência contra a mulher para criticar o advogado “regularmente inscrito” na seccional.

“A preconceituosa atitude é causa de vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher.”

Leia a íntegra da nota da OAB-PE

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Pernambuco, por intermédio da Comissão da Mulher Advogada, repudia veementemente o conteúdo de um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais em que um grupo de brasileiros ladeia uma mulher, que aparentemente não é brasileira nem fala português, e profere em coro ofensas relacionadas ao seu órgão sexual.

 Dentre os protagonistas do lamentável episódio, identifica-se o advogado Diego Valença Jatobá, regularmente inscrito nesta Seccional.

 Segundo dados da ONU, uma em cada três mulheres é ou será vítima de violência de gênero no mundo, sendo o Brasil o 5º país no ranking mundial de violência contra as mulheres.

De acordo com Relógios da Violência do Instituto Maria da Penha, a cada 2 segundos uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil e a cada 1.5 segundo uma mulher é vítima de assédio na rua.

 As estatísticas são alarmantes e nos levam a uma profunda reflexão sobre a necessidade de uma mudança urgente da cultura machista e patriarcalista em que nossa sociedade ainda está, infelizmente, inserida.

 A preconceituosa atitude é causa de vergonha para todos nós, brasileiros, e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher.

 A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Pernambuco, por intermédio da Comissão da Mulher Advogada, reafirma seu compromisso de trabalho incansável para que os princípios do Estado Democrático de Direito sejam resguardados, proporcionando-se às mulheres a garantia de exercício de suas liberdades individuais e sexuais, com igualdade de espaço, de oportunidades e, sobretudo, de tratamento.

Recife/PE, 18 de junho de 2018.

Ronnie Preuss Duarte
Presidente da OAB/PE

Ana Luiza Mousinho
Presidente da Comissão da Mulher Advogada




jr telecom

Gonzaga Patriota defende maior participação feminina na política

Postado em 19 de junho de 2018 por Josélia Maria

image-82211

Em pronunciamento nesta terça-feira (19), o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) defendeu a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em destinar 30% do Fundo Eleitoral para candidaturas de mulheres. O mesmo percentual deve ser observado na distribuição do tempo de propaganda de rádio e televisão. A decisão respondeu a uma consulta elaborada pela bancada feminina.

“Quero parabenizar o TSE por conceder 30% do Fundo  Eleitoral para candidaturas de mulheres. Temos uma casa com mais de 500 deputados e apenas 50 mulheres. A gente tem que aumentar a representatividade feminina nesta Casa. Quero reforçar o meu apoio ao TSE e as mulheres brasileiras”, disse Gonzaga Patriota.

O Brasil está na 161ª posição de um ranking de 186 países sobre a representatividade feminina no poder Executivo. A classificação é do Projeto Mulheres Inspiradoras, com dados do TSE, da Organização das Nações Unidas e do Banco Mundial.

No Legislativo, o cenário não é diferente. Em 2014, 10% das cadeiras na Câmara dos Deputados foram para deputadas. No Senado, o percentual foi de 18%. As deputadas estaduais, por sua vez, somaram 11%. No Executivo, havia apenas uma mulher eleita entre os governadores. Já nas eleições municipais de 2016, as cadeiras femininas representaram 13,5% das vereadoras e 12% das prefeitas.




jr telecom

REFLEXÃO

Postado em 19 de junho de 2018 por Josélia Maria

“Deus é especialista em realizar sonhos…
Ele atenderá ao pedido do seu coração, basta que direcione os pensamentos em oração.
Acredite…
Confie!”




jr telecom

1ª turma do curso de Manejo de Serpentes é concluída; segunda turma acontecerá em 28 e 29 de junho no Cemafauna Caatinga

Postado em 19 de junho de 2018 por Josélia Maria

image-82205

Durante os dias 14 e 15 de junho 20 pessoas entre estudantes e profissionais de diversas áreas participaram da 1ª turma do curso “Identificação, Manejo de serpentes e procedimentos em caso de acidente” promovido pelo Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga).

Foram oito horas de carga horária total tratando tanto aspectos teóricos quanto práticos. O ministrante do curso é graduando de Ciências Biológicas da Univasf, Luciano Modesto. “A proposta do curso nasceu de uma demanda já existente de órgãos como o Corpo de Bombeiros de Juazeiro e a Secretaria de Meio Ambiente de Jacobina-BA já que capturam muitas serpentes no dia a dia e havia uma necessidade de conhecer melhor quais os animais são peçonhentos e os que não são, além de como proceder em caso de acidentes com os tipos de peçonhas”, afirmou Modesto.

Na ocasião, houve prática básica e orientação quanto ao uso do gancho e pinça herpetológicos, perneiras, canos e caixas de contenção de serpentes entre outros. Para a soldado que atua há quatro anos e meio no 9º Grupamento de Bombeiro Militar em Juazeiro da Bahia, Lorena Rosas, a participação de cinco membros da instituição foi muito importante já que os profissionais lidam com essas demandas de resgate de animais silvestres em área urbana cotidianamente.

“Muitas vezes temos receio de capturar o animal por desconhecer o comportamento dele no ambiente. Então, o curso foi muito importante para que possamos ter essas informações, esse entendimento das características e hábitos dos animais no que se refere ao fato dele ser peçonhento ou não e todo o contexto que os envolve, tanto no ambiente natural quanto no urbano”, concluiu Rosas.

image-82206

Serpentes no Brasil – De acordo com informações do Instituto Butantan, no Brasil há 392 espécies, de um total de 2.930 espécies de cobras ou serpentes que existem no mundo, das quais 36 são peçonhentas, dividas em duas famílias: Viperidae e Elapidae. Na Caatinga são 52 espécies, sendo dessas apenas três peçonhentas: coral-verdadeira, cascavel e jararaca.

Matar animais silvestres é crime – De acordo com a Lei nº 9.605/98 é crime ambiental matar, perseguir, caçar, apanhar e utilizar espécimes da fauna silvestre sem autorização ou licença, ou ainda advindos de criadouros não legalizados, podendo render multa de R$ 500 a R$ 5 mil por indivíduo, se a espécie estiver em risco de extinção. A entrega voluntária de animais silvestres como está previsto no Artigo 24, parágrafo 5, do Decreto nº 6514/08 do Governo Federal, não acarreta notificações e multas ao infrator, e o processo é encerrado.

A segunda turma já está com todas as 20 vagas preenchidas e acontecerá nos dias 28 e 29 de junho. Para quem tem interesse em participar de uma lista de espera de chamada para a terceira turma do curso que poderá ocorrer em setembro deste ano, o Cemafauna disponibiliza o endereço museu.cemafauna@univasf.edu.br para que o candidato envie e-mail informando nome completo e telefone para contato.




jr telecom