Destaques

Para preservar a saúde dos idosos, vacinação contra a gripe será oferecida em escolas de Petrolina

A Prefeitura de Petrolina adotou nova estratégia para a vacinação contra a gripe no município. A ...

Pontos oferecem cuidados para população em situação de rua

A partir desta terça-feira (dia 31), o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Políticas ...

TABATA AMARAL É A CONVIDADA DO #PROVOCA DESTA TERÇA-FEIRA (31/3)

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

O PROGRAMA VAI AO AR ÀS 22H15, NA TV CULTURA E NO YOUTUBE
Nesta terça-feira (31/3), Marcelo Tas recebe no #Provoca a deputada federal Tabata Amaral. No programa, Tabata fala sobre o movimento suprapartidário Vamos Juntas — que é liderado por ela e busca aumentar a participação feminina na política —, educação, família e outros assuntos. A atração inédita vai ao ar às 22h15, na TV Cultura e no YouTube.Na edição, ela conta sobre algumas dificuldades que passa no Senado devido a sua idade. “Estou buscando esse dia ainda, em que alguém não me barre na entrada, no elevador, na passarela do Senado. (…) Um ano e pouco depois, ainda me barram”, afirma Tabata.Atualmente com mandato em São Paulo, Tabata é formada em ciências políticas e astrofísica pela Universidade de Harvard, nos EUA. Nas eleições de 2018, foi a sexta deputada federal mais votada do estado, com mais de 260 mil votos.Quando perguntada por Marcelo Tas sobre suas impressões de Ciro Gomes, que, assim como ela, é filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), ela fala: “É difícil tirar o lado pessoal, porque, enfim, fui muito machucada por todo o processo de perseguição do meu partido. Mas acho que é um cara extremamente inteligente, que é de centro-esquerda, mas que muitas vezes deixa que o ódio tome conta de suas ideias”.




Bahia tem 176 casos confirmados de Covid-19

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

A Bahia registra 176 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 4,3% do total de casos notificados. Até o momento, 1393 casos foram descartados e houve um óbito confirmado no último sábado. Trata-se de paciente do sexo masculino, 74 anos, residente em Salvador, que estava internado em hospital da rede privada, com comorbidades associadas. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (30). Ao todo, 17 pessoas estão curadas e 18 encontram-se internadas, sendo 8 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

Dentre os casos confirmados, 54,55% são do sexo masculino e 45,45% do sexo feminino. Foi registrado o primeiro caso confirmado em uma criança de 1 ano de idade, que encontra-se em casa, em Feira de Santana. O coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (3,01), indicando o maior risco de adoecer entre os idosos.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em www.saude.ba.gov.br/coronavirus.

Diagnóstico laboratorial de infecção pelo SARS-CoV-2

Pacientes com suspeita de COVID-19 devem ter amostras coletadas e enviadas para o Lacen-BA quando estiverem em um dos seguintes critérios abaixo-relacionados:
1. Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados;
2. Pacientes sem sinais de gravidade contactantes de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada;;
3. Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
4. Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas





Novo decreto renova prazo de quarentena em Petrolina e feiras livres serão liberadas com restrições

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

Após reunião com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, o prefeito Miguel Coelho assinou, nesta segunda-feira (30), novo decreto para estender por 15 dias medidas de isolamento social e prevenção da saúde em Petrolina. Com isso, diversos serviços públicos e atividades econômicas seguem suspensas na cidade como forma de evitar a propagação da Covid-19. O documento traz uma alteração para reforçar o abastecimento no município, a liberação do funcionamento, a partir de quarta (1°), de feiras livres com restrições e fiscalização redobrada.

A medida preventiva mantém o fechamento de escolas, faculdades, teatros, centros esportivos, academias, shopping, orla, parque entre outros. O comércio também seguirá sem funcionar, em respeito ao decreto do Governo do Estado, que suspende há uma semana as atividades nas lojas. Farmácias, clínicas médicas, veterinárias, casas de ração animal, lojas de defensivos agrícolas, oficinas mecânicas, postos de combustível, supermercados, mercadinhos, padarias e serviços essenciais como saúde e limpeza continuam mantidos.

O documento traz como novidade a retomada do funcionamento das feiras livres em Petrolina. Após análise do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, foi decidida a retomada do serviço para reforçar o abastecimento alimentar. O trabalho, no entanto, terá restrições. Cada feira terá um dia específico para funcionamento, serão fiscalizadas para manter a higienização das bancas e limite da capacidade público de 1 pessoa por 2 metros quadrados.

Miguel lembra que a manutenção do isolamento social por mais 15 dias segue orientação do Ministério da Saúde e os decretos do Governo do Estado. Neste final de semana, inclusive, as recomendações foram reforçadas pelo Ministério Público, que emitiu comunicado orientando os prefeitos pernambucanos a manterem as medidas preventivas. “Desde o começo, nossa postura tem sido de prevenção e diálogo com especialistas em saúde, governos estadual, federal, municípios vizinhos e demais segmentos da sociedade para enfrentar esse desafio. Sei que é uma situação difícil, mas o isolamento social tem sido a forma mais recomendada para evitar um surto maior e um colapso na saúde. Seguiremos monitorando todos os dias e conversando com todos de forma transparente e responsável. Isso não é algo definitivo, mas um momento de sacrifício maior por um bem comum”, explica o prefeito sertanejo.





Chesf registra lucro de R$ 3,5 bilhões

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

Foto: Zeca Teixeira


O ano de 2019 ficará registrado para a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) como de resultados positivos, tendo alcançado lucro de R$ 3,5 bilhões, 1.083% superior ao obtido em 2018. Suas demonstrações financeiras apresentaram números que traduzem as conquistas de uma empresa mais madura e em pleno processo de transformação.

Entre fatores que contribuíram para o lucro, destacam-se o reconhecimento de ativos e passivos diferidos, alinhado à tendência que a empresa tem apresentado de lucros sustentáveis nos períodos vindouros, e as Receitas Anuais de Geração (RAG), notadamente em GAG melhoria.

Em 2019, a Chesf realizou investimentos que se aproximaram ao montante de R$ 1 bilhão. Valores destinados à expansão do sistema elétrico brasileiro, com ampliação da geração, aprimoramento e crescimento das malhas de transmissão, além de investimentos nas Sociedades de Propósito Específico (SPE) que detém participação acionária.

O aumento da Receita Operacional Líquida (ROL), em conjunto à redução dos custos operacionais, promoveram, em relação a 2018, crescimento de 105% da capacidade de geração operacional de caixa, expressa pelo EBITDA. O montante em 2019 totalizou R$ 1.477 milhões.

A margem EBITDA (métrica que apresenta a real capacidade da empresa em geração de caixa) cresceu 14 pontos percentuais, tendo resultado de 29%, em 2019, contra 15% obtida em 2018.

No âmbito do Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG), a Companhia finalizou a venda e a transferência de participações acionárias em algumas Sociedades de Propósito Específico (SPE), concluindo a quitação de dívidas com a Eletrobras. Esse fato, proporcionou a Chesf um dos menores índices de endividamento em sua série histórica, reduziu despesas financeiras e equilibrou seus indicadores, otimizando a possibilidade para obtenção de novas captações de recursos. Dentro dessa temática, o custo médio da dívida passou de 8,62% a.a. (dez/18) para 7,93% a.a. (dez/19).

“O ano de 2019 foi excelente em todas as áreas da Companhia. O objetivo da Empresa é se tornar cada vez mais moderna e competitiva nesse mercado, que exige mudanças, inovação e rápidas adaptações”, afirmou o presidente da Chesf, Fabio Alves.




Sindicato dos Bancários de Juazeiro pede que a população não compareça aos bancos e pede urgentemente o fechamento total das agências

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

O sindicato dos Bancários de Juazeiro vem pedindo a população que não compareça as agências bancárias para evitar a aglomeração, foi flagrado nesta manhã de segunda-feira (30), algumas agências com filas enormes e grande índice de disseminação do coronavírus e H1N1. A preservação da saúde dos bancários é prioridade do Sindicato
Maribaldes da Purificação, presidente do sindicato dos bancários diante das imagens da fila quilométrica pede mais uma vez que os bancos sejam fechados totalmente para garantir a saúde do trabalhador. “Os bancos são locais de grande disseminação do vírus, é de suma importância que as pessoas utilizem outros meios digitais o máximo que puderem e preservem sua saúde e a dos demais”, disse. 
Após cobrança do sindicato dos bancários, a gestão municipal através de decreto restringiu o atendimento ao público, limitando apenas aos serviços essenciais, com o contingenciamento de pessoas nas agências. É importante que todas as pessoas tenham sua saúde preservada neste momento de pandemia.





COMPESA TIRA PARTE DA CIDADE DE SERRA TALHADA DO RODÍZIO

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

Com as chuvas no Agreste e Sertão, mais um município pernambucano foi contemplado com a redução no rodízio. Depois de 10 anos, o Açude Cachoeira 2, responsável por parte do fornecimento de água para a cidade de Serra Talhada, recuperou sua capacidade total de 21 milhões de metros cúbicos. Assim, a Compesa instituiu um novo regime de distribuição, passando a atender 40% da cidade com água 24 horas por dia e as demais localidades com um rodízio de 6 com x 7 sem. Antes, a realidade era de seis dias com água para oito sem na maioria bairros do município.

O manancial Cachoeira 2 vinha operando com apenas 30% do seu volume total. O fornecimento de água era reforçado pela Adutora do Pajeú, com água vinda do Rio São Francisco. De acordo com a presidente da Compesa, Manuela Marinho, o incremento das últimas chuvas vai garantir segurança hídrica até o próximo ciclo. “Com o volume de água acumulado em Cachoeira 2, asseguramos o novo regime de distribuição no município por, pelo menos, um ano com o suporte da Adutora do Pajeú”, explica Manuela.

E a expectativa é conseguir reduzir ainda mais os dias sem água em Serra Talhada. Equipes técnicas da companhia seguem realizando ajustes operacionais no sistema de distribuição e a Companhia espera anunciar pelo menos mais um dia de redução no calendário em breve.





Seplag produz painel sobre Covid-19 com dados de Pernambuco, do Brasil e do mundo

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

Informações são coletadas de diversas fontes e atualizadas a cada 24 horas

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio do Instituto de Gestão Pública de Pernambuco, é responsável pelo abastecimento dos dados disponíveis no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br sobre a Covid-19 em Pernambuco, no Brasil e no Mundo. A coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações confiáveis é um importante aliado no combate à crise que acomete o planeta. Para os dados de Pernambuco, é fundamental a parceria com a Vigilância em Saúde do Estado de Pernambuco (SEVS-SES).

São dez painéis com informações as mais detalhas possíveis sobre o avanço da pandemia em Pernambuco, no Brasil e no Mundo. Todo o material está disponível através do Power BI, conjunto de ferramentas que possibilita a análise e compartilhamento de dados obtidos por meio de diversas fontes. Os MetaDados e a Base de Pernambuco também estão disponíveis no site.            

Nos dados de Pernambuco, por exemplo, pode-se verificar os casos notificados, confirmados, prováveis, o número de óbitos e de curados, entre outras informações. No Brasil e no mundo é possível ver o ranking de casos confirmados e casos fatais por estados ou países, respectivamente. Há também disponível uma base com séries históricas que permitem entender como foi a evolução da doença em todos os países que apresentaram casos. Este material é fundamental para ajudar na construção de cenários que ajudem Pernambuco a enfrentar esta grave crise. 

Alexandre Rebêlo, secretário de Planejamento e Gestão, destaca a importância da qualidade da informação e da transparência na divulgação dos dados. “Produzir e trabalhar com dados confiáveis é fundamental para enfrentarmos esta crise. Produzimos material para ajudar a orientar as ações do governo, mas também disponibilizamos tudo para que a sociedade possa se informar˜, explicou. 

PEcontracoronavírus –O Governo do Estado iniciou a segunda fase da comunicação educativa contra a Covid-19 com o lançamento do site pecontracoronavirus.pe.gov.br, que reúne as principais informações sobre o novo Coronavírus e sobre o enfrentamento da pandemia em Pernambuco. Neste ambiente, a população tem acesso a notícias sobre o vírus, às medidas restritivas instruídas por decretos do governo estadual e a boletins epidemiológicos, além de poder tirar as dúvidas mais frequentes e conhecer as orientações sobre prevenção e cuidados relacionados à Covid-19. 

O site também conta com uma central de combate às fake news e um painel informativo com dados de Pernambuco, do Brasil e do mundo. Esta nova etapa reforça a importância da conscientização das pessoas, para que sigam as orientações sanitárias e fiquem em casa sempre que possível. O Governo também ampliará a veiculação de spots e filmes educativos em rádios e TVs, e colocará em circulação carros de som com mensagens da campanha de prevenção por todo o Estado.





Paulo Guedes ouve pauta municipalista e promete parceria para manter economia estável

Postado em 30 de março de 2020 por Josélia Maria

“Vamos manter a transferência de recursos do FPM [Fundo de Participação dos Municípios] nos mesmos patamares do ano passado para apoiar os Municípios, mesmo com a alta queda na nossa arrecadação”, a garantia foi feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante a reunião com o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi. Por videoconferência, na manhã deste domingo, 29 de março, Aroldi – acompanhado dos presidentes das entidades estaduais – apresentou a pauta prioritária dos gestores locais neste momento de enfrentamento de crise, causada pelo novo coronavírus (Covid-19), ao ministro da Economia.

Na reunião, que durou cerca de duas horas, Paulo Guedes pediu apoio e parceria dos Municípios para enfrentar a crise. ‘“Quem entrega saúde, saneamento e educação são os prefeitos e agora essas medidas e esse dinheiro têm que chegar lá na ponta”, sinalizou o ministro. Guedes ressaltou e explicou as medidas que já vem sendo tomadas pelo governo, em especial na Economia, como a recomposição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) – nos mesmos patamares de 2019.

Aroldi iniciou a reunião agradecendo os pleitos da CNM que já foram atendidos pelo governo. “Ministro queremos parabenizar o senhor e equipe pelo anúncio da liberação de R$ 8 bilhões como incremento financeiro emergencial à atenção primária de saúde. Até o momento, ministro, foram liberados por meio de duas portarias o valor de R$ 1 bilhão e os prefeitos estão ansiosos e preocupados sobre de que forma os outros 7 bilhões serão entregues aos Municípios e em que período”, explicou o presidente da CNM, falando das expectativas dos prefeitos.

O presidente da CNM também agradeceu ao ministro o apoio financeiro no FPM para garantir o mesmo patamar de 2019 no montante de R$ 16 bilhões em quatro vezes. “O que precisamos saber agora é de que forma o recurso chegará aos Municípios e a partir de quando. Esse valor será fundamental para os caixas municipais que já sofrem com a queda de receita”, questionou e explicou o presidente.

Assistência Social

A liberação de R$ 2 bilhões para Assistência Social também foi lembrada pelo presidente Aroldi. Mas ele frisou que os Municípios esperam a liberação de recursos atrasados. “Ministro existem atrasos nos repasses dos anos de 2017 a 2019, bem como um corte significativo no orçamento 2020. Esse recurso é muito importante para os Municípios, assim precisamos da recomposição total do orçamento 2020, com a possibilidade de flexibilização do uso do recurso, bem como auxílio financeiro para o custeio de benefícios eventuais, como cestas básicas, auxílio natalidade e funeral”, alertou.

A antecipação do pagamento das emendas parlamentares e o atendimento da reivindicação do movimento municipalista que foi de zerar a fila de espera do Bolsa Família, também foi lembrada pelo presidente da CNM. “São mais de 1 milhão de famílias beneficiadas. A liberação dos R$ 3,2 bilhões impacta positivamente em todas as cidades brasileiras”, destacou o presidente, agradecendo também os R$ 600,00/mês que cada trabalhador informal deve receber enquanto durar a crise.

Sobre as pautas que vão desafogar os Municípios neste ano, Aroldi destacou que diferimento, por 4 meses, do recolhimento da dívida previdenciária e da contribuição patronal com os Regimes Gerais de Previdência Social (RGPS) e os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) sem encargo e com possibilidade de parcelamento dos Municípios com a União é urgente “É necessário ministro uma MP possibilitando esse diferimento no RGPS semelhante ao diferimento que concederam no FGTS por meio da MP 927/2020 e uma Portaria para autorizar no RPPS”, sugeriu.

Precatórios

O líder do movimento municipalista pediu ainda a liberação de uma linha de financiamento para pagamento de precatórios por parte dos Municípios brasileiros. “Existe um passivo deprecatórios a serem pagos pelos Municípios brasileiros de mais de R$ 40 bilhões. A Emenda Constitucional (EC) 99/2017 estabeleceu que a União deverá oferecer linha de crédito para a equalização do pagamento, num prazo de seis meses da instituição do regime especial trazido pela Emenda”, justificou. “Por essa razão, entendemos que abertura de linha de crédito no montante de R$ 15 bilhões injeta importante recurso na economia e para o investimento de mais esforços dos Municípios no enfrentamento de combate a pandemia”, completou.

Por fim, Aroldi pediu ainda a “suspensão temporária da negativação dos Municípios e dos Consórcios de Municípios nos itens espelhados no Cauc [Sistema Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias] e do bloqueio das transferências constitucionais e voluntárias em decorrência da não homologação do Siops e do Siope e ou por irregularidades na Receita Federal”.

Parceria com Municípios

Em suas fala, Guedes reiterou a importância da parceria com os Municípios e destacou a necessidade de ações coordenadas entre União, Estados e Municípios para que o Brasil consiga sobreviver a essa crise. Para isso, destacou que estão empenhados em garantir a liberação de recursos para a execução de ações onde os gestores municipais e suas equipes entenderem ser mais preciso, “vamos descarimbar recursos para que possam ser utilizados conforme decisão dos Municípios de acordo com cada complexidade local”, afirmou o Ministro e ainda disse que ele e equipe estão abertos para receber sugestões de como a Economia pode injetar mais recursos. Guedes falou ainda da necessidade de os Entes locais apoiarem o governo nas ações que garantem recursos para os trabalhadores informais – proposta da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em reunião anterior a da CNM – compartilhando cadastros de informais para um mapeamento rápido por parte do governo.

O ministro, apoiado pela subsecretária de Relações Financeiras Intergovernamentais da pasta, Pricilla Maria Santana, após questionado pelo presidente da CNM sobre como se daria o crédito do FPM anunciado, informou detalhes do repasse “Esse será no mesmo patamar de 2019”. A subsecretária ainda destacou “a queda apurada de um mês será repassada no 1º decêndio do mês seguinte. As diferenças apuradas de março já serão repassadas no 1º decêndio de maio e assim sucessivamente. A reserva estimada para o FPM é de R$ 8,3 bilhões. Se o valor de compensação for acima desse será feito um MP complementando os R$ 16 bi de tal forma a garantir o FPM nos mesmos níveis nominais de 2019 pelos 4 meses a partir de março.”

O presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, participou da reunião e pediu ao ministro que mantenha os programas já previstos para a região Nordeste, como o programa de integração de bacias, a Transposição do Rio São Francisco, a ferrovia Transnordestina, a agricultura familiar e que os órgãos federais no Nordeste como a Codevasf, o Banco do Nordeste e a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), continuem sendo fortalecidos, na realização de seus investimentos, já visando a recuperação da economia brasileira.

Para Patriota, “outra medida importante é a liberação dos R$600 para os trabalhadores informais. Aqui no Nordeste nós temos uma quantidade enorme de pessoas que vivem de pequenos serviços e nessas alturas não tem como se manter. A dúvida de nós prefeitos é quanto à regulamentação. Assim que chegar as ordens iremos começar a trabalhar em cima disso”, indagou o presidente da Amupe acerca do que os municípios podem fazer para acelerar o saque do auxílio pelo trabalhador.

Segundo o ministro Paulo Guedes, “não existe cota para os municípios. Cada cidadão brasileiro informal pode ir sacar os seus R$600 por mês. Nós vamos partir do Cadastro Único, que está lá no INSS, mas nós sabemos que esse cadastro cobre somente entre 15% e 20% dos informais brasileiros. E o Brasil tem que ajudar a todos.”, enfatizou Guedes.

O ministro pediu ainda ajuda dos prefeitos para aprovar projetos que possam beneficiar os Municípios e defendeu que as reformas se tornam ainda mais necessárias neste momento de crise. Guedes defendeu também a aprovação de pautas que promovem o pacto federativo para que cada Município possa decidir a destinação dos recursos. “O dinheiro tem que estar livre para que o prefeito decida. Não há substituto para o gestor local”, declarou.

“Daqui a cinco meses estamos crescendo de novo. Nós vamos surpreender. Vamos sair dessa crise antes dos outros países, vamos fazer dinheiro chegar nas prefeituras”, disse o ministro ao encerrar a sua participação na reunião.

Participaram ainda da videoconferência representantes do ministério da Economia e presidentes das entidades municipalistas de todo Brasil.

Com informações da Agencia CNM de notícias