Estado inicia entrega de milho forrageiro para alimentação animal no Sertão

Estado inicia entrega de milho forrageiro para alimentação animal no Sertão

O Governo do Estado iniciou, no dia (15/03), a distribuição de milho forrageiro produzido no projeto de irrigação de Bebedouro, em Petrolina. Os primeiros cinco caminhões foram entregues aos criadores dos municípios de Cabrobó, Bodocó, Terra Nova e Serrita. Serão colhidas, nessa primeira etapa, 4,5 mil toneladas que irão atender os pecuaristas dos sertões do Araripe e do São Francisco.

A implantação dos 140 hectares irrigados, em Bebedouro, recebeu investimentos de R$ 500 mil e tem como meta atender o rebanho da bacia leiteira das duas regiões. Particiaram da ação, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco, Júlio Zoé de Brito e o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do IPA, Antônio Santana.

Ranilson Ramos destacou que, apenas o Araripe responde por uma produção diária de 250 mil litros de leite, o que torna a ação imprescindível para a manutenção dos bons índices de produtividade. “A ideia é fornecer a parte aérea do milho como volumoso, atendendo as necessidades nutricionais do gado. A produção desse milho irrigado possibilitará, também, uma boa remuneração aos pequenos produtores do projeto bebedouro que terão na atividade uma nova fonte de renda”.

Além disso, Ranilson disse que, o milho forrageiro do Projeto Bebedouro vai encurtar distâncias, uma vez que substitui o  fornecimento de cana-de-açúcar para a alimentação animal, reduzindo o percurso, antes de 600 quilômetros entre a área de colheita na Mata Sul até o Sertão para 150 quilômetros, em média, entre Petrolina e os municípios do Araripe.

Ainda em Cabrobó, acompanhado pelos prefeitos de Cabrobó, Bodocó, Orocó e Terra Nova, o secretário reuniu-se com pecuaristas e representantes de associações e sindicatos rurais, e anunciou que serão abertos mais cinco polos para o cultivo de milho forrageiro nos municípios de Cabrobó, Cedro, Ibimirim e Inajá.

Na ocasião, apresentou as ações que estão sendo executadas pela Operação Seca em relação à assistência à população e ao rebanho. No que diz respeito ao fortalecimento da infraestrutura hídrica, destacou o volume de recursos investidos em obras, por meio dos programas Irrigação para Todos e Água para Todos, que já alcançam o valor de R$ 250 milhões.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar