Campos despista sobre candidatura presidencial e diz que “não é hora de dividir, mas de unir o País”

Campos despista sobre candidatura presidencial e diz que “não é hora de dividir, mas de unir o País”

Ao chegar ao Centro de Eventos do Ceará, onde participa de reunião dos governadores do Nordeste com a presidente Dilma Rousseff (PT), o pernambucano Eduardo Campos (PSB) despistou sobre a possibilidade de concorrer a presidente em 2014 e, com isso, não apoiar a reeleição da petista.

“Não é hora de dividir, mas de unir o País para termos um 2013 melhor”. Ainda que se esquivando de falar sobre o possível projeto presidencial, Campos foi bastante crítico em relação ao momento do Brasil. Ele destacou a economia impactada pela seca e afirmou que o ano de 2011 – o primeiro de Dilma presidente – foi pior que o de 2010, e o de 2012 foi pior que 2011.

O governador pernambucano destacou que não tem pressa de discutir 2014. Campos lembrou a experiência de eleições anteriores e apontou que nem 5% do que se discutiu um ano antes  se confirmou no ano seguinte.

Com informações do repórter Marcos Robério

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar