Estudantes da UPE – Petrolina convocam o reitor da instituição para assembleia no dia 07 de novembro

Estudantes da UPE – Petrolina convocam o reitor da instituição para assembleia no dia 07 de novembro

Após o anúncio do pacote de medidas proposto pelo governo Temer, o nosso país presenciou o crescimento das lutas em defesa dos direitos do povo, em especial nas áreas de Educação, Saúde e Previdência, as mais atingidas pela PEC 241, atualmente nomeada PEC 55, que tramita no Senado Federal, pela Medida Provisória que prevê a reforma do Ensino Médio e o Projeto de Lei Escola Sem Partido. Na última contagem realizada na sexta-feira, dia 28 de outubro, são 1127 escolas e mais de 123 universidades ocupadas em todo o país. No Vale do São Francisco, já são quatro universidades (UPE, UNEB, UNIVASF – CCA e UNIVASF – Juazeiro), dois institutos federais (IFBA e IF Sertão) e uma escola de ensino médio, a Antônio Padilha no bairro José e Maria, ocupados.

Em resposta à proposta de sucateamento da educação pública, de criminalização das organizações estudantis e do histórico problema de precarização do trabalho docente, estudantes da Universidade de Pernambuco – campus Petrolina, após aprovação em assembleia da categoria, ocupam desde o dia 11 de outubro as instalações da instituição.Em atos, aulas públicas, mesas redondas e rodas de conversa organizados pelos movimentos de ocupação nas cidades de Juazeiro e Petrolina, está sendo possível o diálogo com a sociedade, que tem demonstrado apoio às lutas e reivindicações empreendidas pelos estudantes.

Na Universidade de Pernambuco – campus Petrolina, desde quando iniciou sua ocupação, o Movimento #ocUPE tem tentado realizar diálogo com o reitor da universidade Pedro Falcão, que, na ocasião, já tinha confirmado presença no campus para abertura de um evento acadêmico, que aconteceu no dia 13 do mesmo mês. Contudo, além de desmarcar a sua vinda, o reitor tem, sistematicamente, se omitido, evitando se reunir com os estudantes dessa unidade.

Na última assembleia estudantil, ocorrida no dia 31 de outubro, o movimento deliberou pela continuidade da ocupação e pela convocação do reitor para o próximo fórum deliberativo, marcado para a próxima segunda-feira, dia 07 de novembro. Segundo os estudantes do #ocUPE a presença do senhor Pedro Falcão é de extrema importância, uma vez que existem pautas que são especificas do campus e que só podem ser tratadas com ele. Diante destas reivindicações, a comunidade acadêmica exige uma resposta da reitoria.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar