Deputados federais pernambucanos destacam R$ 50 milhões em emenda para construção do campus da Univasf em Salgueiro

Deputados federais pernambucanos destacam R$ 50 milhões em emenda para construção do campus da Univasf em Salgueiro

O município de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, está cada vez mais próximo de ganhar um campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Nesta quarta-feira (03), foi finalizada em Senhor do Bonfim uma série de debates sobre a expansão; após discussões positivas nos Campi Serra da Capivara, Ciências Agrárias, Petrolina Sede, Paulo Afonso e Juazeiro, realizadas ao longo do mês de abril. O Conselho Universitário (Conuni) da Univasf deve votar até 26 de maio a proposta, que foi sugerida pelo Ministério da Educação (MEC), atendendo um antigo pleito da população salgueirense.

O parlamentar Gonzaga Patriota (PSB-PE) destaca os esforços de colegas pernambucanos no Congresso pela viabilização do novo polo acadêmico, que trará inúmeros benefícios ao Sertão. “A expansão é uma antiga reivindicação da população de Salgueiro. Recentemente, apresentei em conjunto com os deputados federais Creuza Pereira (PSB-PE) e Pastor Eurico (PHS-PE) uma emenda de bancada para a construção do campus, no valor de R$ 50 milhões. Deste total, já temos R$ 5.604.932 milhões empenhados e o Ministro da Educação, Mendonça Filho, está engajado nesta luta. Esse é mais um sonho que se realiza em favor do querido povo salgueirense”, destacou o socialista.

Os documentos que tratam da proposta de implantação da unidade foram entregues no último dia 31/03 pela Reitoria ao Conuni. Também foi entregue o modelo usado pela DIFES/SESU-MEC para se determinar o quantitativo de servidores para dar conta da expansão de vagas de matrículas nos cursos de graduação sugeridos (Ciências da Computação e Engenharia de Produção).

No início de abril alguns membros fizeram críticas à expansão, questionando sobre a “possibilidade de tal processo atender a interesses outros que não o interesse institucional”. Segundo a Reitoria, as críticas são necessárias ao aperfeiçoamento do processo e se alinham aos que defendem que o interesse da Univasf deve ser, sempre, a base da discussão de qualquer decisão tomada pelo Conuni.

Por outro lado, a Reitoria da Univasf deixou claro que é a favor da expansão. “Entendendo que as condições apresentadas no Ofício DIFES/SESU-MEC são favoráveis à deliberação da matéria, trazendo um ganho real, inclusive para os campi já existentes, e que a Univasf estará cumprindo sua missão institucional, logo trará benefícios socioeconômicos para a região, para o Nordeste e para o Brasil, a Reitoria da Univasf se posiciona favoravelmente à proposta de expansão ‘Campus Salgueiro’ e pede apoio à comunidade acadêmica para a aprovação desta proposta junto ao Conuni”, escreveu, em nota.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar