Rodovias ainda têm 387 pontos com bloqueios; 132 locais foram liberados

Rodovias ainda têm 387 pontos com bloqueios; 132 locais foram liberados

CaminhoneirosCaminhoneiros bloqueiam as duas pistas da rodovia Régis Bittencourt na altura do município de Embu das Artes (SP) Foto: FELIPE RAU | ESTADÃO CONTEÚDO

Um homem morreu atropelado na noite de quinta-feira em Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais, durante protesto de caminhoneiros na MG-010
Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

Caminhoneiros seguem com mobilizações em rodovias de todo o País neste sábado, 26, no sexto dia de protestos. 387 pontos permanecem bloqueados e 132 foram liberados. No entanto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não descarta a possibilidade de o número de bloqueios subir ou diminuir nas próximas horas. Dados da PRF apontavam, na sexta-feira à noite, 25, que o País chegou a ter nos últimos dias até 938 interrupções em estradas. Dessas, 419 haviam sido liberadas desde a quinta-feira e restavam ainda 519 na sexta-feira. Todas as interdições de rodovias eram parciais.

Muitas manifestações seguem pelo acostamento das estradas. Na sexta-feira, o presidente Michel Temer acionou as forças de segurança nacionais para desbloquear rodovias. O decreto, publicado no Diário Oficial da União, autoriza o emprego das Forças Armadas no contexto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) até o dia 4 de junho.

Segundo a Ecovias, a situação é tranquila neste momento no sistema Anchieta-Imigrantes. Mais cedo, caminhoneiros faziam uma manifestação na rodovia Anchieta, nos dois sentidos, entre o km 22 e 24, em São Bernardo do Campo. O trânsito, porém, está liberado para veículos de passeio, motos, ambulâncias e coletivos.

De acordo com a concessionária Nova Dutra, os caminhoneiros também permanecem no acostamento da rodovia Presidente Dutra nas regiões de Santa Isabel, São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Pindamonhangaba, Lorena, Barra Mansa e Piraí.

Na Régis Bittencourt, a manifestação ocupa uma faixa e o acostamento, em ambos os sentidos, na altura do km 279, em Embu das Artes, e também na altura do km 385, em Miracatu, no sentido de Curitiba. Também há bloqueio no km 477, em Jacupiranga. Também há protestos no acostamento da Régis no km 278 e km 280.

No Rodoanel não há interdições, mas a via tem lentidão no trecho de Embu das Artes, em razão dos protestos na Régis Bittencourt.

De acordo com a Autoban, a rodovia Anhanguera permanece com bloqueio nas regiões de Limeira e de Louveiro. A concessionária orienta o motorista a utilizar a rodovia dos Bandeirantes.

As rodovias Raposo Tavares, Castelo Branco, Ayrton Senna e Bandeirantes seguem sem mobilizações.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar