‘Saiu atirando e se matou’, diz testemunha de tragédia em escola

‘Saiu atirando e se matou’, diz testemunha de tragédia em escola

Familiares de alunos se desesperam após massacre em escola de Suzano

Familiares de alunos se desesperam após massacre em escola de Suzano

Mauricio Sumiya/Futura Press/Estadão Conteúdo – 13.03.2019

R7

Testemunhas relataram à reportagem da Record TV que pelo menos um dos atiradores que invadiram a escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, nesta quarta-feira (13), seria aluno do estabelecimento comercial.

“Ele entrou, saiu atirando em tudo mundo e depois se matou. A gente saiu correndo e se abrigou em algumas casas”, disse uma adolescente. “Fiquei muito assutada, peguei a minha amiga, que estava do meu lado. Eu saí correndo e ela correu junto”, complementou a jovem.

De acordo com as informações da Polícia Militar, os dois atiradores cometeram suicídio após atingirem vários estudantes e ao menos uma funcionária da escola, que seria uma das vítimas fatais, além de outros cinco alunos. Os feridos foram levados para o Hospital Santa Maria e para a Santa Casa de Suzano.

Mais cedo, a Polícia Militar informou que foi acionada para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo de pequeno porte e vítimas no local.

Autoridades

governador João Doria (PSDB) informou, por meio de nota que, assim que foi avisado que havia alunos ferido dentro da Escola Estadual Raul Brasil, cancelou a agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar