Noivos dizem “sim coletivo” durante casamento inédito na Alepe

Noivos dizem “sim coletivo” durante casamento inédito na Alepe

O plenário e galerias da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) devem receber mais de 300 pessoas na manhã desta quinta-feira (18), às 10 horas, para a realização de um casamento coletivo de 70 casais.

A iniciativa, inédita na Alepe, faz parte de uma parceria entre o Poder Legislativo de Pernambuco, o Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) e a Secretaria estadual de Polícias de Prevenção à Violência e às Drogas.

A ação faz parte do trabalho de garantia do acesso a direitos e regularização civil do programa estadual “Governo Presente”. Logo após o casamento coletivo será servido um bolo aos convidados.
Segundo o presidente da Assembleia, deputado Eriberto Medeiros (PP), o evento reforça o trabalho de parceria que a Casa tem buscado desenvolver com outras instituições.

“O Tribunal de Justiça e a Secretaria de Política de Prevenção à Violência e às Drogas têm sido parceiras da Alepe em iniciativas de cunho social, ofertando direitos e serviços à população. Essa é mais uma ação conjunta que promove a cidadania, afinal o casamento é um direito que o estado reconhece e a Alepe, como a Casa de todos os pernambucanos”, disse o parlamentar.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco, através do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), possibilitou a reunião dos casais interessados em uma única cerimônia e liberou a cobrança das taxas. A secretaria de Políticas de Prevenção identificou os casais e cuidou do trâmite dos documentos necessários.

Os casais participantes são de vários locais do estado como dos bairros de Santo Amaro, Afogados e Casa Amarela, no Recife, e das cidades de Jaboatão dos Guararapes e Igarassu. Cada casal pode levar até cinco convidados para acompanharem a cerimônia nas galerias da Assembleia. Após o “sim”, será servido um bolo de casamento na própria Assembleia Legislativa.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar