ALTAS TEMPERATURAS EXIGEM O USO EFICIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

ALTAS TEMPERATURAS EXIGEM O USO EFICIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

O verão pernambucano vem registrando temperaturas acima da média histórica para o mês de março, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Devido às altas temperaturas, o uso de aparelhos como o ar-condicionado, tende a aumentar. Para evitar surpresas no valor da fatura de energia, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) reforça orientações para o consumo eficiente da energia elétrica. Confira:

1- Utilize o chuveiro elétrico no modo verão

A temperatura elevada faz com que a sensação de calor fique cada vez mais forte. Devido a isso, a utilização do chuveiro elétrico pode ser reduzida, sendo recomendado seu uso no modo verão;

2 – Mantenha temperatura agradável do ar condicionado

Para economizar energia, não é preciso sofrer e desligar o ar-condicionado no calor. Deixar o aparelho em uma temperatura estável garante o conforto e ajuda a reduzir o valor das contas. Uma dica é regular o termostato para uma temperatura confortável, entre 23 e 25 graus. Outra recomendação é alternar o seu uso com o ventilador, desligando o aparelho de maior consumo assim que o ambiente estiver resfriado e com uma temperatura confortável;

3 – Fique atento na manutenção do aparelho eletrônico

A economia pode ser alcançada com pequenos ajustes no uso de aparelhos domésticos como, por exemplo, a limpeza regular do ar-condicionado e climatizador evita que o acúmulo de sujeira exija mais esforço do equipamento e maior gasto de energia. O mesmo vale para o ventilador;

4 – Adquira aparelhos elétricos eficientes (e use com eficiência)

Eletrodomésticos mais antigos costumam ser menos eficientes. Se puder, substitua-os por aparelhos mais novos e com selo Procel de eficiência energética. Isso irá ajudar muito na economia de energia e na redução das contas. Pesquise os modelos e potências para saber quais são mais eficientes. Na hora de usar, estude o manual para maximizar o uso e minimizar o gasto de energia;

5 – Aproveite a luz natural

Além de ser confortável para os olhos, aproveitar a luz natural do dia ajuda a reduzir o desperdício de energia. Evite acender luzes em ambientes já naturalmente iluminados, dê preferência por lugares com janelas amplas e paredes claras;

6 – Escolha lâmpadas LED

Mesmo que as lâmpadas LED sejam mais caras, a economia de longo prazo compensa os custos iniciais porque elas duram mais. Dê preferência sempre às lâmpadas LED. Retire as lâmpadas fluorescentes compactas queimadas do bocal. O reator acoplado pode consumir energia, caso o interruptor esteja ligado;

7 – Fique de olho no carregador de celular

Não deixe o carregador de celular na tomada sem um aparelho conectado, ou depois que a carga for finalizada. Além de evitar acidentes domésticos, ele consome energia elétrica;

8 – Evite usar a função stand-by dos aparelhos

Nunca deixe os aparelhos ligados na tomada em “stand-by”, o famoso “modo espera” que permite ligar o equipamento diretamente. Não há necessidade de continuar consumindo energia se você não os está utilizando. Prefira tirar o eletrodoméstico da tomada quando não estiver em uso, mesmo que você não ache prático. Neste caso, a comodidade não compensa o desperdício;

9 – Desligue o computador se não for utilizá-lo dentro de uma hora

Algumas pessoas acham que deixar o computador ligado 24 horas consome menos energia do que ligá-lo e desligá-lo a cada uso, mas não funciona assim. O monitor pode ser desligado sempre que o usuário se ausentar do ambiente. Se as pausas entre os usos forem longas, por mais de uma hora, por exemplo, o ideal é desligar todo o equipamento. Se puder, opte por laptops, que costumam ser mais econômicos;

10 – Utilize a função “timer” das TVs

Se você já sabe que costuma pegar no sono assistindo televisão, utilize a função “timer” ou “sleep”, presente na maioria dos modelos e programe o aparelho para que ele desligue sozinho.

Sobre a Celpe

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), empresa da Neoenergia, distribui energia elétrica para os 184 municípios de Pernambuco e para a cidade de Pedras de Fogo, na Paraíba. Também é responsável pela geração e distribuição de energia elétrica no Arquipélago de Fernando de Noronha. Sua área de concessão é de 98,5 mil quilômetros quadrados. A empresa tem 3,7 milhões de clientes (9,4 milhões de habitantes).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar